Publicidade

Urgência de PL sobre aborto foi demonstração de força de Lira em semana ruim do governo; veja análise

Jornalista Nathalia Fruet traz bastidores políticos sobre aprovação relâmpago de urgência de projeto que iguala aborto a homicídio na Câmara dos Deputados

Urgência de PL sobre aborto foi demonstração de força de Lira em semana ruim do governo; veja análise
Arthur Lira, presidente da Câmara, fez votação relâmpago do projeto que iguala aborto a homicídio: aprovação em 23 segundos | Mário Agra/Câmara dos Deputados
Publicidade

A aprovação do regime de urgência do projeto de lei (PL) que equipara aborto de gestação acima de 22 semanas ao crime de homicídio motivou debate no programa Brasil Agora desta quinta-feira (13). A advogada Damares Medina comentou que a proposta "premia" estupradores e criminaliza mulheres e crianças vítimas de violência sexual.

"Se a criança for condenada, quem vai criar o filho? O estuprador? O PL incentiva estupro. É como se estuprador fosse premiado. E criminaliza mulheres e crianças. Fazemos apelo para que não utilizemos grupos vulneráveis como moeda de troca", apontou a advogada.

"Temos que proteger nossas crianças e meninas. Como a bancada evangélica quer ficar conhecida para a história do Legislativo? A bancada que protegeu estupradores? Absurdo imaginar, em 2024, possibilidade de discutir crianças serem condenadas por crime contra o corpo delas", completou.

Medina ainda avaliou que a agenda conservadora do Congresso Nacional "avança contra os direitos humanos, não só das mulheres" e criticou omissão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre aborto.

"Barroso [presidente do STF] deu entrevista dizendo que Supremo não ia julgar tema porque contava com opinião pública de 80% de brasileiros contrários. Só que o Supremo tem função constitucional de preservar direitos humanos, tem histórico de abraçar pautas para impedir retrocessos sociais", analisou a advogada.

Em fevereiro, Luís Roberto Barroso indicou que STF não votaria, naquele momento, a descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação por envolver tema sensível, "que se mistura com sentimento religioso".

Antes de se aposentar, a ministra Rosa Weber, relatora do caso, votou a favor, mas Barroso pediu destaque, movendo julgamento do plenário virtual para o presencial. A análise não foi retomada.

A jornalista Nathalia Fruet, do SBT, também participou do papo e trouxe bastidores políticos sobre a rapidez com que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), aprovou a urgência do projeto de lei.

"Quando o governo acaba acuado, o que está acontecendo agora, com uma série de derrotas, a verdade é que Lira atua para demonstrar poder. Usa questão de saúde pública da vida das mulheres e meninas para fazer aceno à bancada conservadora, de quem quer votos para eleger sucessor [na presidência da Câmara], Elmar Nascimento", comentou a repórter.

Assista ao Brasil Agora desta quinta (13):

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Congresso Nacional
Aborto
Política
STF
Câmara

Últimas notícias

SBT News na TV: Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões em rifa virtual

SBT News na TV: Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões em rifa virtual

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (15); assista!
Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Ele é suspeito de aplicar um golpe de rifa virtual que causou prejuízo de R$ 5 milhões a clientes
Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

O diretor da polícia dos Estados Unidos declarou que as autoridades “não deixarão pedra sobre pedra” na investigação sobre a tentativa de assassinato
Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo terminou neste domingo (14), em São Paulo
Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Corey Comperatore, de 50 anos, era bombeiro e tinha duas filhas. Ele morreu pelos disparos de Thomas Crooks. Outros dois homens foram feridos gravemente
Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

O político faleceu na tarde deste domingo (14) em decorrência de complicações da diabetes
Publicidade
Publicidade