Publicidade

Polícia mata uma pessoa a cada 15 horas na Baixada Santista em fevereiro

No comparativo com o mesmo mês de 2020, período até então com maior número de mortes, houve um aumento de mais de 135% dos casos

Polícia mata uma pessoa a cada 15 horas na Baixada Santista em fevereiro
Publicidade

A Baixada Santista registrou o fevereiro com maior número de mortes causadas por policiais desde 2017, mesmo ainda faltando 8 dias para o fim do mês.

A cada 15 horas, uma pessoa foi morta pelas forças de segurança na região, mostra um levantamento do SBT News feito com dados do Grupo de Atuação Especial de Segurança Pública e Controle Externo da Atividade Policial (GAESP) do Ministério Público de São Paulo (MPSP).

+ Operação Verão na Baixada Santista chega a 31 mortos e MP vai investigar ação de policiais

Neste fevereiro, foram 33 mortes em decorrência da intervenção de policiais em serviço. No comparativo com os 29 dias do mesmo mês de 2020, período com 14 mortes – o maior até então –, houve um aumento de mais de 135% dos casos.

Veja a série histórica:

O número expressivo de mortes está diretamente relacionado à 3ª fase da Operação Verão, ação policial realizada na região desde a morte do soldado da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) Samuel Wesley Cosmo.

A Defensoria Pública do estado apelou, na sexta-feira (16), à Organização das Nações Unidas (ONU) e à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) para que a operação policial no litoral seja encerrada imediatamente, evitando a escalada da violência na região. Além disso, as entidades pediram que seja determinada a obrigatoriedade do uso de câmeras corporais pelos policiais militares.

+ Operação para prender suspeito de matar soldado da Rota gera pânico no Guarujá

Ministério Público

O MPSP anunciou, em publicação no Diário Oficial de terça-feira (20), que vai acompanhar as atividades policiais na Baixada Santista por causa da "quantidade expressiva de ocorrências, o que configura circunstância emergencial e pressupõe a necessidade de se fomentar uma atuação diferenciada".

Chamada de "Projeto Especial - Operação Verão", a investigação terá duração de seis meses e vai analisar a situação na região, assegurando "a efetividade do controle externo da atividade policial pelo Ministério Público".

Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) defende que todas as mortes ocorreram em confronto com a polícia, incluindo a do líder de uma facção criminosa, que era envolvido com tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, tribunal do crime e atentado contra agentes públicos.

Além das mortes, a SSP afirma que prendeu 716 suspeitos e 265 procurados pela Justiça. Também foram apreendidos 510 quilos de drogas e 83 armas ilegais, incluindo fuzis de uso restrito.

Ouvidoria

Nós entramos em contato com a Ouvidoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo, mas não houve retorno sobre o assunto. O ouvidor Claudio Silva pronunciou-se apenas, por meio de nota, sobre a destruição de câmeras de vigilância por parte de PMs. O espaço segue aberto.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia Militar
Polícia
Baixa Santista
conflito
litoral sul
Operação Verão

Últimas notícias

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Presidente do Senado se posicionou acerca do polêmico tema diante de parte da bancada feminina da Casa
Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Agentes realizavam operação contra estabelecimentos comerciais que receptavam e revendiam roupas de grifes roubadas
Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Por se tratar de um convite, o jogador pode recusar a participação
Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Nove equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram conter o fogo no local
Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

No ranking com 56 países, o Brasil aparece na 44ª colocação, empatado com Peru, Panamá e Arábia Saudita
Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Segundo a polícia, integrante de um grupo criminoso que gerenciava um laboratório de drogas em Castelo Branco foi localizado por equipes do Depom
80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

Onda de calor extremo afeta quase todo o território americano
Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Presidente da Câmara afirma que projeto não "irá retroagir nos direitos já garantidos e nada irá avançar que traga qualquer dado aos diretos das mulheres"
"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

Em entrevista ao SBT, Manuel Adorni disse que não cabe ao governo decidir sobre asilo a brasileiros condenados por atos antidemocráticos que estão na Argentina
Ministério da Saúde envia 738 mil doses da vacina contra dengue para São Paulo

Ministério da Saúde envia 738 mil doses da vacina contra dengue para São Paulo

Anúncio acontece depois do secretário Municipal da Saúde de São Paulo, Luiz Carlos Zamarco, afirmar que a capital não tem mais imunizantes nos postos
Publicidade
Publicidade