Publicidade

Dino suspende mais duas leis municipais que proíbem uso da linguagem neutra

Decisão atendeu ações de grupos em defesa dos direitos LGBTQIA+; liminar será levada ao Plenário

Dino suspende mais duas leis municipais que proíbem uso da linguagem neutra
Flávio Dino | Gustavo Moreno/SCO/STF
Publicidade

O ministro Flávio Dino, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu as leis municipais de Navegantes (SC) e Rondonópolis (MT) que proíbem o uso de linguagem neutra nas escolas. Na liminar, que será levada ao Plenário, o magistrado afirmou que compete privativamente à União legislar sobre diretrizes e bases da educação nacional.

+ Entenda quem são os não binários e como se comunicam

A decisão atende duas das 18 ações protocoladas pela Aliança Nacional LGBTI+ e Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas (Abrafh). Os grupos defendem que as leis municipais violam direitos fundamentais como a liberdade de expressão e a liberdade de ensino ao proibir o uso da linguagem neutra nas escolas.

A proibição, segundo as associações, acarreta censura a professores, que ficam impedidos de lecionar sobre o tema, e atinge a dignidade de pessoas não-binárias ao proibi-las de utilizarem a linguagem em que se sintam mais confortáveis. Os grupos ainda lembram decisões do Supremo que reconheceram direitos da população LGBTI+.

Além de Navegantes e Rondonópolis, foram protocoladas ações contra as leis vigentes nos municípios de Balneário Camboriú (SC), Belo Horizonte (MG), Betim (MG), Boa Vista (RR), Jundiaí (SP), Marituba (PA), Muriaé (MG), Novo Gama (GO), Petrópolis (RJ), Porto Alegre (RS), São Gonçalo (RJ), Uberlândia (MG) e Votorantim (SP). Em Águas Lindas de Goiás (GO) e Ibirité (MG), a Corte já decidiu a favor da suspensão das normas.

O que é a linguagem neutra?

Apoiada sobretudo pela comunidade LGBTQIA+, a linguagem neutra estabelece o uso da vogal "e" para criar pronomes neutros e incluir pessoas não binárias, de gênero fluido ou transgênero no dialeto brasileiro. Ao invés dos convencionais "ele", "ela", "dele" e "dela", usadas no femino e masculo, por exemplo, são utilizados "ile", "dile", "elu" e "delu".

Alguns também propõem a mudança pela substituição da letra “o” no final das palavras pela letra “x”, enquanto outros sugerem o emprego da @.

Apesar de ter sido criado para promover a inclusão, o movimento gerou críticas, com professores e políticos alegando que a mudança criaria dificuldade de comunicação para muitas pessoas. O tema chegou até mesmo ao Congresso, com dezenas de projetos de lei para proibir o uso da linguagem neutra em escolas e concursos públicos.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

STF
Linguagem neutra
Santa Catarina
Mato Grosso
Flávio Dino

Últimas notícias

"Ainda Estou Aqui", novo filme de Walter Salles, concorre ao Leão de Ouro no Festival de Veneza; veja lista

"Ainda Estou Aqui", novo filme de Walter Salles, concorre ao Leão de Ouro no Festival de Veneza; veja lista

Longa reúne novamente diretor e estrela de "Central do Brasil", Fernanda Montenegro; elenco ainda traz Selton Mello e Fernanda Torres
Tabata Amaral, pré-candidata do PSB  à prefeitura de São Paulo, é sabatinada

Tabata Amaral, pré-candidata do PSB à prefeitura de São Paulo, é sabatinada

Deputada federal é a terceira a participar de rodada de entrevistas promovida pelo SBT News, em parceria com a rádio Novabrasil
ENGANOSO: Vídeo enganoso sugere imposto de 26,5% sobre todo autônomo; reforma tributária cria exceções

ENGANOSO: Vídeo enganoso sugere imposto de 26,5% sobre todo autônomo; reforma tributária cria exceções

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Funcionária é demitida por justa causa após difamar empresa no LinkedIn

Funcionária é demitida por justa causa após difamar empresa no LinkedIn

Trabalhadora tentou recorrer, mas decisão foi mantida pela Justiça de Minas Gerais
Brasil Agora: Fazenda anuncia bloqueios no Orçamento; Kamala sobe tom contra Trump

Brasil Agora: Fazenda anuncia bloqueios no Orçamento; Kamala sobe tom contra Trump

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta terça-feira (23)
Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 61 milhões nesta terça-feira (23)

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 61 milhões nesta terça-feira (23)

Apostas podem ser feitas em casas lotéricas ou pela internet até as 19h
Presidente da Colômbia assina projeto de lei que proíbe touradas no país

Presidente da Colômbia assina projeto de lei que proíbe touradas no país

Medida atende pedidos de ativistas dos direitos dos animais; implementação será gradual até 2027
Servidores rejeitam proposta de reajuste do governo e anunciam greve geral

Servidores rejeitam proposta de reajuste do governo e anunciam greve geral

Paralisação acontecerá entre 31 de julho e 1 de agosto; serviços de fiscalização e de abastecimento de luz e água podem ser afetados
Ataque israelense deixa 70 mortos e 200 feridos na Faixa de Gaza

Ataque israelense deixa 70 mortos e 200 feridos na Faixa de Gaza

Exército alegou que integrantes do Hamas estavam se escondendo em zona humanitária
SBT News na TV: Moraes defende uso de IA para reduzir número de processos no Brasil

SBT News na TV: Moraes defende uso de IA para reduzir número de processos no Brasil

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta terça-feira (23); assista!
Publicidade
Publicidade