Publicidade

AGU pede a Moraes ordem para que empresas armazenem dados de GPS de golpistas

Advocacia-Geral da União quer ainda que plataformas digitais removam conteúdos defendendo terrorismo

AGU pede a Moraes ordem para que empresas armazenem dados de GPS de golpistas
Golpistas em frente ao Supremo Tribunal Federal (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Publicidade

A AGU protocolou, no STF, uma petição para que os registros de conexão suficientes para determinar a geolocalização de usuários nas imediações da Praça dos Três Poderes e no Quartel General do Exército durante a tentativa de golpe sejam extraídos pelas operadoras de telefonia móvel do GPS e de triangulações de rádio no horário entre 13h e 21h de 8.jan.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A ação é destinada ao ministro Alexandre de Moraes e foi protocolada na 2ª feira (9.jan). Nela, a AGU solicita ainda que os registros sejam fornecidos não apenas pelos provedores de conexões, mas também pelas plataformas Facebook, Instagram, Telegram, WhatsApp, YouTube, Google e TikTok, entre outras, com a identificação dos respectivos IPs que acessaram os aplicativos nas imediações da Praça e do Quartel.

O documento acrescenta que os dados não devem ser compartilhados diretamente com a AGU, mas sim apenas armazenados pelas empresas para, eventualmente, elas fornecerem às autoridades judiciais e de persecução penal. O objetivo da ação, diz a AGU, é permitir que as autoridades responsáveis pela investigação dos crimes contra as sedes dos Três Poderes "tenham as informações completas necessárias para garantir a posterior responsabilização dos autores de ilícitos".

Outro pedido feito no documento protocolado é para que Moraes determine às plataformas digitais a remoção e desmonetização não apenas de conteúdos que promovam a invasão e depredação de prédios públicos, mas também aqueles defendendo atos terroristas ou o uso da violência para abolição do Estado Democrático de Direito.

A ação de ontem é a segunda do tipo entregue pela AGU ao Supremo Tribunal Federal por causa da tentativa de golpe de domingo: na data do ocorrido, a instituição entrou com outra, solicitando, por exemplo, que Moraes determinasse às operadoras de telefonia móvel o armazenamento, por 90 dias, dos registros de conexão suficientes para descobrir a geolocalização de usuários na Praça e no Quartel em Brasília quando a invasão e depredação ocorreram.

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
justica
agu
stf
alexandre de moraes
ação
petição
registros de conexão
tentativa de golpe
crimes
geolocalização
praça dos poderes
quartel
exército
brasília
conteúdo
remoção
plataformas
guilherme-resck
tecnologia

Últimas notícias

Empresário morre ao cair de paramotor no interior de SP

Empresário morre ao cair de paramotor no interior de SP

Vítima estaria fazendo manobras arriscadas e perdeu o controle do equipamento
Quina de São João vai pagar R$ 220 milhões no sábado (22); saiba como apostar

Quina de São João vai pagar R$ 220 milhões no sábado (22); saiba como apostar

Segundo a Caixa Econômica Federal, o apostador que levar a fortuna terá um rendimento de R$ 1,2 milhão no primeiro mês
ENGANOSO: Lula não foi excluído de foto do G7 que mostra apenas os líderes dos países-membros

ENGANOSO: Lula não foi excluído de foto do G7 que mostra apenas os líderes dos países-membros

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora ao vivo: Toffoli diverge sobre maconha, Lula critica presidente do BC e mais notícias do dia

Brasil Agora ao vivo: Toffoli diverge sobre maconha, Lula critica presidente do BC e mais notícias do dia

Confira esses e outros assuntos que são destaques nesta sexta-feira (21)
SBT News na TV: Polícia indicia mãe, irmão e mais 9 pessoas no caso da ex-sinhazinha Djidja Cardoso

SBT News na TV: Polícia indicia mãe, irmão e mais 9 pessoas no caso da ex-sinhazinha Djidja Cardoso

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (21); assista!
Mega-Sena acumula e chega a R$ 86 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 86 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 79 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 40 mil cada
Dez trabalhadores são regatados pela PF em situação análoga a escravidão no Mato Grosso do Sul

Dez trabalhadores são regatados pela PF em situação análoga a escravidão no Mato Grosso do Sul

Ação durou pouco mais de duas semanas em propriedades rurais na região do Pantanal
Deputada cassada por fazer harmonização com dinheiro público diz que provas foram forjadas

Deputada cassada por fazer harmonização com dinheiro público diz que provas foram forjadas

Silvia Waiãpi é acusada de utilizar recursos do Fundo Campanha para pagar o procedimento. Confira entrevista ao Poder Expresso
Governo define regras mais rígidas para distribuidoras de energia

Governo define regras mais rígidas para distribuidoras de energia

Segundo as novas normas, a satisfação do consumidor será um dos critérios de avaliação
Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Segundo as investigações, o grupo atuava em 15 estados
Publicidade
Publicidade