Publicidade

Pimenta critica imprensa e diz que Lula “brincou” ao cobrar Alckmin e Haddad

Presidente citou os dois ao falar que os ministros do governo precisam intensificar conversas com o Congresso

Pimenta critica imprensa e diz que Lula “brincou” ao cobrar Alckmin e Haddad
Publicidade

O ministro da Secretaria de Comunicação (Secom), Paulo Pimenta, criticou a imprensa por manchetes sobre as falas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a cerimônia de lançamento do Acredita, programa que concede crédito a microempreendedores individuais e a micro e pequenas empresas.

A bronca de Pimenta foi logo no início de um café da manhã de Lula com jornalistas realizado no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (23). O chefe da Secom afirmou que Lula “brincou” com os ministros Geraldo Alckmin (Indústria) e Fernando Haddad (Fazenda), durante um discurso no evento.

+ Lula diz que não quer Brasil "eternamente dependente" de Bolsa Família ao lançar crédito para MEIs

Nesta segunda-feira (22), Lula fez uma declaração sobre o tamanho da bancada do PT na Câmara, e por isso, os ministros e integrantes da base precisam intensificar as negociações para conseguir aprovar as pautas prioritárias do governo.

+ Lula assina MP que cria Desenrola para CNPJ e disponibiliza crédito para MEIs, micro e pequenas empresas

O presidente disse que Alckmin precisa conversar e ser mais ágil nas tratativas com os deputados e senadores e que Haddad deve deixar de ler alguns livros para se dedicar a passar mais horas do dia fazendo articulação política.

+ Lula cobra agilidade de Alckmin e pede para Haddad falar mais com Congresso “em vez de ler livro”

"Isso significa que o Alckmin tem que ser mais ágil, tem que conversar mais com o Congresso. O Haddad, ao invés de ler um livro, tem que perder algumas horas conversando no Senado e na Câmara. O Wellington Dias (Desenvolvimento e Assistência Social), o Rui Costa (ministro da Casa Civil). Também devem passar a maior parte do tempo conversando com bancada A, com bancada B", disse,

Segundo Pimenta, Lula citou Haddad e Alckmin porque “olhou para o lado” e “os viu” enquanto discursava e que a declaração se tratou de uma brincadeira.

“Quem conhece o presidente Lula sabe da maneira alegre, fraterna e amiga que ele estabelece uma relação com todas as pessoas com quem ele convive e também conosco, que fazemos parte de sua equipe [...] “Qualquer pessoa que estava lá no evento percebeu que se tratava de uma forma carinhosa que o presidente Lula normalmente usa com as pessoas que ele quer bem", disse o chefe da Secom.

O ministro da Secom reforçou ainda que não teve nenhum tipo de bronca de Lula em seus ministros e que os anúncios do dia foram “secundarizados” nas manchetes da imprensa para dar foco ao “recado” do presidente.

"Ele fez uma brincadeira com Alckmin, Haddad, Rui e Wellington. Tantos anúncios importantes, milhões de reais de crédito inédito acabam secundarizados, como se aquela brincadeira tivesse sido uma crítica, uma bronca, uma reprimenda do presidente Lula insatisfeito com a sua equipe ou com aqueles ministros que ele citou”, questionou.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Governo Lula
Lula
Imprensa

Últimas notícias

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

No plenário virtual, os ministros já haviam formado maioria a favor dos benefícios fiscais, mas ainda há tempo de reverter o placar no plenário físico
Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Ministro indiciado ganha tempo para se defender enquanto Lula estiver cumprindo agenda pela Europa
Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Os ministros decidiram, nesta quarta (12), que correção do Fundo deve ser pelo IPCA, a fim de evitar perdas inflacionárias
PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

Conab, responsável pela compra dos grãos importados, suspendeu o negócio após suspeitas de irregularidades
Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Pacote de reformas enviado pelo governo Milei está em debate no Senado
Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

O prazo de concessão será de 25 anos, de acordo com a Secretaria de Educação do estado
Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

O ministro deu mais 180 dias para conclusão das investigações, atendendo a pedido feito pela Polícia Federal (PF)
Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Presidente brasileiro participou de abertura de evento no Rio de Janeiro que reúne investidores árabes e brasileiros
Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Texto foi aprovado na forma de um substitutivo da relatora, senadora Damares Alves (Republicanos-DF), e volta agora à Câmara dos Deputados
Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

A acusação da deputada foi após uma fala de Nikolas na reunião da Comissão da Defesa dos Direitos das Mulheres, na última quarta-feira
Publicidade
Publicidade