Publicidade

Mauro Cid critica PF e Moraes em áudios: "Queriam que eu confirmasse a narrativa deles"

Em gravações obtidas pela revista Veja, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro diz que foi pressionado pelos investigadores a contar coisas que não sabia

Mauro Cid critica PF e Moraes em áudios: "Queriam que eu confirmasse a narrativa deles"
Publicidade

O tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), criticou Alexandre de Moraes e a Polícia Federal (PF) em áudios publicados pela revista Veja, nessa quinta-feira (21). Nas conversas com um interlocutor, o militar diz que investigadores têm "narrativa pronta" sobre o ex-presidente e que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) "é a lei", com poder para prender e soltar "quando e como ele quiser".

+ Estados Unidos ainda não informaram se Bolsonaro usou comprovante falso de vacina contra covid-19

Nos diálogos, Cid sugere que os policiais "queriam que eu falasse coisa que eu não sei, que não aconteceu". "Você pode falar o que quiser. Eles não aceitavam e discutiam. E discutiam que a minha versão não era a verdadeira, que não podia ter sido assim, que eu estava mentindo", contou.

Em outro momento, o tenente-coronel, que já prestou diversos depoimentos à PF, faz um desabafo. "Vou dizer o que eu senti: já estão com a narrativa pronta deles. É só fechar, e eles querem o máximo possível de gente para confirmar a narrativa deles. É isso que eles querem", completou.

+ Moraes dá 15 dias para PGR decidir se vai oferecer denúncia sobre Bolsonaro

Cid teve acordo de delação premiada com a PF homologada por Moraes, relator do inquérito que investiga Bolsonaro e aliados, como ex-assessores, ex-ministros e ex-chefes das Forças Armadas, numa suposta tentativa de golpe de Estado em 2022. Nos áudios, ele também dispara contra o ministro do Supremo.

"O Alexandre de Moraes é a lei. Ele prende, ele solta, quando ele quiser, como ele quiser. Com Ministério Público, sem Ministério Público, com acusação, sem acusação", acusou.

+ Militar diz que enviou conteúdo com mentiras sobre processo eleitoral a Cid porque poderia ser útil

Nesta semana, Cid, Bolsonaro e outras 15 pessoas foram indiciadas pela PF por suspeitas de fraude em cartões de vacinação contra a covid-19 do ex-presidente, da filha mais nova dele, Laura, parentes do tenente-coronel e ex-assessores do ex-chefe do Executivo.

Além da suposta tentativa de golpe de Estado após as eleições de 2022, o inquérito também investiga a venda ilegal de joias e presentes do acervo presidencial recebidos no governo passado.

+ Joias e cartão corporativo: as frentes em que Bolsonaro é investigado por uso da máquina pública

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Mauro Cid
Polícia Federal
Alexandre de Moraes
Golpe de Estado
Bolsonaro

Últimas notícias

Dior e Armani são investigadas por explorar trabalhadores em fábricas na Itália

Dior e Armani são investigadas por explorar trabalhadores em fábricas na Itália

Marcas negaram irregularidades, mas disseram que colaborarão com as apurações
MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

Programa ofertará mais de 243 mil bolsas em universidade privadas do país
EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

Em discurso, JD Vance expressou gratidão ao ex-presidente pela indicação e fez críticas à administração Biden
SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quinta-feira (18); assista!
Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Publicidade
Publicidade