Publicidade

"Acontece", diz Netanyahu sobre ataque que matou 7 voluntários de ONG em Gaza

Cidadãos da Austrália, Reino Unido, Polônia e EUA estão entre as vítimas. Ataque provocou reações e críticas de aliados de Israel e a suspensão das operações humanitárias da World Central Kitchen em Gaza

"Acontece", diz Netanyahu sobre ataque que matou 7 voluntários de ONG em Gaza
Publicidade

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu lamentou o ataque aéreo "não intencional" das forças israelenses que matou sete agentes da organização World Central Kitchen (WCK) na Faixa de Gaza na noite de segunda-feira (1º). Segundo o premiê, "isso acontece em tempos de guerra".

"Infelizmente, no último dia, houve um trágico incidente de um ataque não intencional das nossas forças contra pessoas inocentes na Faixa de Gaza. Isto acontece na guerra", disse Netanyahu em um comunicado em vídeo. "Estamos verificando isto minuciosamente e estamos em contato com os governos. Faremos de tudo para que isso não aconteça novamente”.

Cidadãos da Austrália, Reino Unido e Polônia estão entre as sete vítimas, que também incluem um palestino e um cidadão com dupla nacionalidade dos Estados Unidos e Canadá.

+ Incêndio em boate de Istambul, na Turquia, deixa 29 mortos e vários feridos

Os voluntários retornavam de uma missão no norte da Faixa de Gaza, em dois veículos blindados e com o logotipo da WCK, quando foram atingidos por drones militares. A região é a mais afetada pelo cerco instaurado por Israel em Gaza desde 9 de outubro. Sem acesso a comida, água e ajuda humanitária, centenas de milhares de civis palestinos no local correm o risco de morrer de fome.

Repercussão

Logo após o ataque, a WCK, fundada pelo famoso chef José Andrés, informou a suspensão imediata das operações da instituição de caridade na região. A decisão fez com que navios com toneladas de comida que partiram do Chipre com destino à Gaza, regressassem ao país sem que as remessas fossem entregues.

+ Brasileira de 19 anos é considerada a bilionária mais jovem do mundo

"O governo israelita precisa pôr fim a esta matança indiscriminada. É preciso parar de restringir a ajuda humanitária, parar de matar civis e trabalhadores humanitários e parar de usar os alimentos como arma", afirmou. "A paz começa com a nossa humanidade partilhada. Precisa começar agora"

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom, se disse indignado com mais um ataque a trabalhadores humanitários

"Estamos indignados com o assassinato de trabalhadores humanitários em Gaza. A segurança é um requisito básico para a prestação de ajuda vital", afirmou no X, antigo Twitter.

Crise diplomática

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, convocou o embaixador de Israel no país para explicações sobre o episódio. Três das sete vítimas tinham nacionalidade britânica.

O governo da Polônia criticou a "falta de cumprimento do direito humanitário internacional" por Israel e expressou condolências à família do voluntário polonês morto.

O presidente da Espanha, Pedro Sanchez, afirmou estar horrorizado com as mortes e prestou solidariedade ao chefe José Andres, que é espanhol.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Benjamim Netanyahu
ONG
Faixa de Gaza
Morte
Palestina
Guerra
Bomba
Israel

Últimas notícias

INSS começa a pagar 13º salário nesta quarta-feira (24); veja quem recebe

INSS começa a pagar 13º salário nesta quarta-feira (24); veja quem recebe

Primeira parcela do benefício deve contemplar mais de 33 milhões de segurados
Moraes autoriza nova investigação da PF sobre cartão de vacina de Bolsonaro

Moraes autoriza nova investigação da PF sobre cartão de vacina de Bolsonaro

Decisão atende pedido da PGR, que apura ligação com tentativa de golpe de Estado
Polícia vai investigar morte de cachorro embarcado em voo errado da Gol

Polícia vai investigar morte de cachorro embarcado em voo errado da Gol

Cão da raça golden retriever deveria ser levado para Mato Grosso, mas foi enviado por engano para o Ceará; viagem levou 8 horas
Nova Délhi é tomada por fumaça tóxica após incêndio em lixão

Nova Délhi é tomada por fumaça tóxica após incêndio em lixão

Chamas queimam desde o último domingo (21) em um dos maiores aterros da Índia; moradores relataram dificuldade para respirar
+Milionária sorteia prêmio de R$ 176 milhões nesta quarta-feira (24)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 176 milhões nesta quarta-feira (24)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Após meses de impasse, Congresso dos EUA aprova ajuda de R$ 60 bilhões à Ucrânia

Após meses de impasse, Congresso dos EUA aprova ajuda de R$ 60 bilhões à Ucrânia

Decisão foi comemorada por Biden e Zelensky; pacote também inclui envios para Israel e parceiros no Indo-Pacífico
SBT News na TV: Gol suspende transporte de animais por 30 dias após morte de cachorro

SBT News na TV: Gol suspende transporte de animais por 30 dias após morte de cachorro

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quarta-feira (24); assista!
STF condena mais 11 pessoas por atos golpistas do 8/1 e total sobe para 207

STF condena mais 11 pessoas por atos golpistas do 8/1 e total sobe para 207

Penas foram fixadas entre 11 e 17 anos de prisão, além de R$ 30 milhões em danos morais coletivos
Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimento virtualmente; depósito inclui Auxílio Gás
Estudantes e professores protestam contra cortes na educação na Argentina

Estudantes e professores protestam contra cortes na educação na Argentina

Mobilização recebeu apoio de setores da oposição em todo o país
Publicidade
Publicidade