Publicidade

SP: Massacre de Paraisópolis completa 4 anos sem respostas

Justiça não tomou nenhuma decisão sobre 13 PMs acusados de envolvimento na chacina que deixou nove jovens mortos

SP: Massacre de Paraisópolis completa 4 anos sem respostas
Publicidade

Quatro anos de espera, sem resposta e um clamor por justiça. Manifestantes se reuniram no vão do Museu de Arte de São Paulo (SP), no centro da capital paulista, com rosas brancas e os nomes das nove vítimas do massacre de Paraisópolis, ocorrido na noite de 1 de dezembro de 2019. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"Essas plaquinhas são uma forma de mostrar que a gente realmente quer relembrar, memorizar e lutar por justiça. É uma forma de lutar por uma nova cidade onde as crianças não sejam assassinadas", afirmou a professora Letícia Parks. 

A chacina completou quatro anos sem nenhuma decisão judicial sobre os 13 policiais militares acusados de envolvimento na morte dos nove jovens em um baile funk. 

De acordo como Ministério Público, os PMs encurralaram as vítimas em um beco sem saída, provocando a morte de oito por asfixia e uma por traumatismo. Outras 12 pessoas ficaram feridas. Os agentes réus do caso seguem trabalhando de forma administrativa, afastados do patrulhamento de rua.  

As vítimas - Mateus dos Santos Costa, Gustavo Xavier, Marcos Paulo Oliveira, Gabriel Rogério de Moraes, Eduardo Silva, Denys Henrique Quirino, Dennys Guilherme dos Santos, Luara Victória de Oliveira e Bruno Gabriel dos Santos ? tinham entre 14 e 23 anos apenas.  

Na época do caso, os policiais afirmaram que perseguiam dois suspeitos de moto, que supostamente teriam atirado nas viaturas. Os supostos criminosos teriam se infiltrado no meio dos jovens, provocando pânico generalizado. Imagens gravadas por testemunhas, porém, mostram os PMs ameaçando e batendo nas pessoas que estavam no local. 

Na 6ª feira (1.dez), a defesa dos policiais afirmou, em nota, que a segunda audiência de instrução do processo será realizada no próximo dia 18 e que mantém o posicionamento inicial: " não há qualquer nexo de causalidade entre as lamentáveis mortes ocorridas naquele 01 de dezembro de 2019 e a conduta de qualquer dos policiais injustamente denunciados pelos homicídios". 

LEIA TAMBÉM:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

justica
justiça
polícia
chacina
massacre
paraisópolis
são paulo
zona
sul
jovens
vítimas
mortes
pms
policiais
acusados
réus
homicídios
defesa
manifestação
sbt
sbt news
portalnews
noticias

Últimas notícias

Rio: Vereadores derrubam projeto que prevê apoio a mulheres encaminhadas ao aborto legal

Rio: Vereadores derrubam projeto que prevê apoio a mulheres encaminhadas ao aborto legal

Projeto derrotado por 32 votos a 8 defendia o atendimento humanizado em casos já previsto na Legislação Federal
IA da Microsoft, Copilot, está agressivo com usuários

IA da Microsoft, Copilot, está agressivo com usuários

Chatbot chegou a chamar um usuário de mentiroso e disse para "não entrar em contato comigo novamente"
Homem é indiciado por estuprar sete vítimas; entre elas, quatro filhas

Homem é indiciado por estuprar sete vítimas; entre elas, quatro filhas

As investigações começaram depois que policiais receberam uma denúncia do Conselho Tutelar referente à filha mais nova do acusado
Saiba como baixar o aplicativo do Imposto de Renda, para ficar em dia com o "Leão"

Saiba como baixar o aplicativo do Imposto de Renda, para ficar em dia com o "Leão"

SBT News traz um passo-a-passo para obter o programa para começar a fazer a sua declaração do IRPF 2024
Só 32% do público-alvo tomaram a vacina contra a dengue no Distrito Federal

Só 32% do público-alvo tomaram a vacina contra a dengue no Distrito Federal

Governo do DF negocia uma possível ampliação do público-alvo da vacinação na rede pública
Travis Scott é anunciado como atração principal no Rock in Rio 2024

Travis Scott é anunciado como atração principal no Rock in Rio 2024

Evento, que ocorrerá em setembro, anuncia também performances de Matuê, OneRepublic e Zara Larsson
Sobe para 14 o número de mortos por dengue no Estado do RJ

Sobe para 14 o número de mortos por dengue no Estado do RJ

Foram registrados 82.420 casos prováveis da doença nos dois primeiros meses de 2024
Itamaraty critica disparos durante entrega de ajuda e diz que humanidade "está falhando" com civis de Gaza

Itamaraty critica disparos durante entrega de ajuda e diz que humanidade "está falhando" com civis de Gaza

Ministério reafirma considerar urgente um cessar-fogo na guerra entre Israel e o grupo radical Hamas
Plano de golpe: ex-comandante do Exército presta depoimento à PF nesta sexta-feira (1º)

Plano de golpe: ex-comandante do Exército presta depoimento à PF nesta sexta-feira (1º)

O general Marco Antônio Freire Gomes foi contrário à ideia e realiza oitiva no lugar de testemunha; Polícia Federal quer investigar possível omissão
CONTEXTUALIZANDO: Médico foi premiado nos EUA por entidade da qual é membro e ainda responde a ação na Justiça Federal

CONTEXTUALIZANDO: Médico foi premiado nos EUA por entidade da qual é membro e ainda responde a ação na Justiça Federal

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Publicidade
Publicidade