Publicidade

Governo publica diretrizes para redução voluntária do consumo de energia

Portaria do Ministério de Minas e Energia leva em conta contribuições enviadas em consulta pública

Governo publica diretrizes para redução voluntária do consumo de energia
Publicidade

O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou nesta 2ª feira (23.ago), em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), uma portaria com diretrizes para que grandes consumidores apresentem propostas de redução voluntária da demanda de energia elétrica (RVD). O texto é assinado pelo ministro Bento Albuquerque e apresenta diferenças em relação à minuta que foi colocada em consulta pública no início deste mês.

De acordo com o governo, a portaria foi aprimorada com base nas contribuições enviadas na consulta e de reuniões com segmentos do setor elétrico do país. Na versão inicial, ela previa que as ofertas de RVD deveriam ser de lotes com no mínimo 30 megawatts (MW) médios, em período de quatro e sete horas por dia. Agora, os lotes deverão ser de pelo menos 5 MW médios.

Outra mudança é que, em casos excepcionais, poderão ser aceitas ofertas com vigência inferior a um mês sem consulta ao Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE); em regra, a duração continua precisando ser de um a seis meses. As propostas de redução do consumo de energia podem ser enviadas por consumidores livres, agentes agregadores, consumidores modelados sob agentes varejistas e os chamados consumidores parcialmente livres.

Todas elas devem ser apresentadas ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e, então, submetidas ao CMSE, a não ser nas situações excepcionais. A remuneração, como recompensa, para a prática da RVD será via Mercado de Curto Prazo (Preço da Liquidação das Diferenças e Encargo de Serviço de Sistema). Os consumidores que tiverem as ofertas de redução aprovadas precisam diminuir em no mínimo 80% do valor estabelecido. O não cumprimento da exigência poderá ocasionar no cancelamento da remuneração ou da própria proposta.

Todas as diretrizes têm validade até 30 de abril de 2022. Ainda de acordo com o MME, elas "permitem que o setor industrial participe e dê importante contribuição para a garantia da segurança do fornecimento de energia elétrica, nesse momento em que a escassez hídrica impõe grandes desafios para o atendimento da demanda de energia elétrica no País".

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
governo
portaria
energia elétrica
redução
consumo
consumidores
indústria
remuneração
diretrizes
análise
fornecimento
cmse
rvd
demanda
crise hídrica

Últimas notícias

Ministro das Comunicações debate "TV do futuro" em evento nos EUA

Ministro das Comunicações debate "TV do futuro" em evento nos EUA

Juscelino Filho está no NAB Show, em Las Vegas, acompanhado de Carlos Baigorri, presidente da Anatel
Autora atacada por pitbulls escreve poesia pela primeira vez após acidente

Autora atacada por pitbulls escreve poesia pela primeira vez após acidente

A autora, reconhecida na literatura infantil brasileira, foi atacada por três cães da raça pitbull no dia 5 de abril
Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Juíza foi substituta de Sergio Moro na 13ª Vara Federal, em Curitiba, durante o auge da operação
Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos
Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram socorridas ao Hospital Municipal da cidade; outras nove tiveram ferimentos leves
Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Vítima sofria ataque de epilepsia enquanto foi mordida pelo animal
Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2025 foi apresentado nesta segunda-feira (15)
Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Vítima estava na casa da irmã e cuidava dos sobrinho quando sofreu a violência, neste final de semana
Poder Expresso: Irã ataca Israel, conflito pode ter reflexos econômicos no Brasil

Poder Expresso: Irã ataca Israel, conflito pode ter reflexos econômicos no Brasil

A edição desta segunda-feira (15) analisa como a escalada do confronto no Oriente Médio pode atingir brasileiros
Por que existem gêmeos siameses? Entenda

Por que existem gêmeos siameses? Entenda

As causas dessa anomalia rara ainda não são bem explicadas pela ciência, mas a descoberta pode vir durante a gestação
Publicidade
Publicidade