Publicidade

Celular de Carlos Bolsonaro apreendido e passeio de lancha; veja imagens da operação da PF

Investigadores foram até a casa onde família Bolsonaro está hospedada, em Angra dos Reis (RJ)

Celular de Carlos Bolsonaro apreendido e passeio de lancha; veja imagens da operação da PF
Publicidade

Equipes da Polícia Federal (PF) cumpriram, logo na manhã desta segunda-feira (29), mandado de busca na casa de praia da família Bolsonaro, em Angra dos Reis. A ação mira um dos filhos do ex-presidente, o vereador Carlos Bolsonaro. Carlos vai prestar depoimento à PF nesta terça-feira (30), mas, de acordo com advogado da família, a oitiva não vai tratar da operação de hoje.

Um dos advogados do ex-presidente Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten, afirmou que Bolsonaro saiu às 5h da casa em Angra dos Reis, nesta segunda-feira (29) para pescar com filhos e amigos antes da Polícia Federal chegar para realizar buscas na casa onde eles estavam.

Os investigadores encontraram Carlos Bolsonaro no endereço, após o passeio de lancha (confira as imagens no vídeo). A PF recolheu o celular de Carlos Bolsonaro e mais três computadores que estavam na residência.

Confira as imagens:

O "filho 02" do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) é investigado como chefe do núcleo político da "Abin paralela", que teria funcionado na Agência Brasileira de Inteligência, monitorando adversários e produzindo relatórios para o clã Bolsonaro clandestinamente.

O "núcleo de inteligência" paralelo da Abin era comandado pelo então diretor-geral da agência, o delegado da PF Alexandre Ramagem - que foi alvo das buscas da primeira fase da Vigilância Aproximada, na última quinta (25).

+ Ministros do STF e políticos eram alvos da "Abin paralela", investigada pela PF

O SBT News apurou que a PF considera que Carlos Bolsonaro era o principal líder político e destinatário dos informes produzidos pela equipe da "Abin paralela". "Nessas ações eram utilizadas técnicas de investigação próprias das polícias judiciárias, sem, contudo, qualquer controle judicial ou do Ministério Público", destaca a PF, em nota.

Além da proximidade com Ramagem, Carlos tinha influência sobre os policiais federais destacados para integrar a Abin no período - sete PFs foram alvos na primeira fase.

O filho 02 do ex-presidente seria também o principal elo da "Abin paralela" e o clã Bolsonaro, recebendo informes e relatórios e coordenando as ações. Como beneficiários, outros membros da família teria se beneficiado, como o senador Flávio (PL-RJ) - o "filho 01" - e Jair Renan - o "filho 04".

+ Quem é Alexandre Ramagem, deputado e ex-diretor da Abin alvo de operação da PF

+ Bolsonaro diz ser massacrado e volta a atacar Supremo, urna eletrônica e esquerda

Nesta segunda, a PF fez busca e apreensão em dois endereços de Carlos no Rio de Janeiro: residência e gabinete na Câmara Municipal. Assessores do vereador também foram alvo da força-tarefa. Ao todo, cinco mandados foram cumpridos no RJ, um em Angra dos Reis (RJ), onde Carlos está com o pai, após uma live da família Bolsonaro, um em Brasília (DF), um em Formosa (GO) e um em Salvador (BA).

Carlos Bolsonaro
Carlos Bolsonaro

Além de Carlos, foram alvos das buscas: Luciana Paula Garcia da Silva Almeida, assessora parlamentar de Carlos Bolsonaro na Câmara Municipal do Rio; Priscila Pereira da Silvam assessora parlamentar de Alexandre Ramagem na Câmara dos Deputados; e Giancarlo Gomes Rodrigues, militar do Exército que foi assessor de Ramagem na Abin.

As apurações indicam que a Abin paralela atuou de 2019 até meados de 2022, levantando dados de inimigos políticos, produzindo relatórios e informes para obtenção de vantagens pessoais e também para atrapalhar investigações. Os espiões usavam o software FirstMile para rastrear e monitorar autoridades e adversários políticos do clã Bolsonaro.

+ Como funciona o FirstMile, programa usado pela Abin para espionar pessoas?

Figuras públicas como os ministros Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia e o ministro da Educação e ex-governador do Ceará, Camilo Santana, foram espionados ilegalmente.

Carlos Bolsonaro não se manifestou sobre o caso. Quem falou pela família foi o pai dele, Jair Bolsonaro, que concedeu entrevista à Jovem Pan News. O ex-presidente disse que operação da PF foi para “esculachar” e negou a existência de uma "Abin paralela" no governo dele.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Bolsonaro
Polícia Federal
Abin

Últimas notícias

SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quinta-feira (18); assista!
Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Projeto permite novo fim para benefício de R$ 50 a trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos
Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Monarca leu as principais propostas redigidas pelo novo governo trabalhista
TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

Pleito presidencial acontece no dia 28 de julho e é alvo de preocupação do Brasil
Publicidade
Publicidade