Publicidade

Ministros do Supremo reagem à PEC que limita decisões do STF: "Retrocesso"

Presidente da Corte, Barroso também falou em ameaça à democracia. Gilmar Mendes disse que "não se pode brincar de fazer PEC"

Ministros do Supremo reagem à PEC que limita decisões do STF: "Retrocesso"
Publicidade

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes afirmou nesta 5ª feira (23.nov) que a alteração na Constituição aprovada no Senado são "casuísticas e ferem a separação de poderes".  

+ Senado aprova em 2º turno PEC que limita decisões de ministros do Supremo

Para o ministro, essa medida é uma ameaça ao poder Judiciário. "Trata-se da ressurreição de um cadáver outrora enterrado. Eis que o seu teor é mera reprodução de proposta de emenda à Constituição que já havia sido rejeitada pelo Parlamento em 2020 (PEC 82/2019). Essa corte está preparada para enfrentar, as investidas desmedidas e inconstitucionais agora provenientes do poder Legislativo", afirmou Mendes. 

"A PEC 8 aprovada ontem não possui qualquer justificativa plausível. Notadamente em face às alterações jurisdicionais feitas por esse tribunal a demonstrar a ausência de qualquer vácuo legislativo que a justifique. Tal tentativa de alteração constitucional interfere direta e incisivamente no ato de julgamento, na validade e eficácia das decisões do Poder Judiciário, em especial do STF.  Se tratam de alterações casuísticas, finalizou Mendes. 

O presidente do Supremo, Roberto Barroso também se posicionou. "Todos os países que viveram retrocesso democrático a mudança começou pelas supremas cortes".

Recado ao Senado
Durante o discurso, o presidente do STF destacou haver consideração com o Senado e parlamentares, e que a Corte respeita as decisões do Legislativo, mas críticou imposições políticas.

"Não se sacrificam instituições no altar das conveniências políticas. O Senado Federal e seus integrantes merecem toda a consideração institucional do Supremo Tribunal Federal e naturalmente merecem respeito às deliberações daquela Casa Legislativa. Porém a vida democrática é feita do debate público constante e do diálogo institucional, em busca de soluções que sejam boas para o país e que possam transceder as circunstâncias particulares de cada momento", enfatizou.

Críticas
O presidente da Corte ainda afirmou ser inevitável que eventuais decisões do STF desagradem setores da economia, eixos políticos e grupos sociais, pelos diferentes temas que são avaliados por ministros: "Chega ao Supremo Tribunal Federal boa parte das grantes questões relevantes nacionais, inclusive aquelas mais divisórias da sociedade". Barroso também citou exemplos, como autonomia do Banco Central, pesquisas com células tronco e ensino eligioso em escolas.

"Tribunais independentes e que atuam com coragem moral não disputam torneios de simpatia. Interpretar a Constituição é fazer a coisa certa, mesmo quando haja insatisfações, porque assim é. Não há institucionalidade que resista se cada setor que se sinta contrariado por decisões do tribunal quiser mudar a estrutura e funcionamento da Corte" declarou.

A PEC
Por 52 votos a 18, o Senado aprovou, nesta 4ª feira (22.nov), a PEC 8/2021, que limita decisões monocráticas em tribunais superiores como STF e o STJ. O texto veda a concessão de decisão individual que suspenda a eficácia de uma lei.

A pauta agora segue para a Câmara dos Deputados.
 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
portal news
sbtnews
sbt news
noticias
iuri guerreiro
lis cappi
stf
pec
decisões monocráticas
poderes
senado

Últimas notícias

Pelo menos 17 universidades federais entram em greve

Pelo menos 17 universidades federais entram em greve

Mais de um mês e meio após o início da paralisação de institutos federais, agora os professores de universidades aderiram à paralisação
Após críticas, Mauro Vieira defende nota do Itamaraty sobre ataques do Irã contra Israel

Após críticas, Mauro Vieira defende nota do Itamaraty sobre ataques do Irã contra Israel

Ministro das Relações Exteriores afirmou que comunicado foi escrito em momento em que informações sobre o conflito não estavam claras
Ministro das Comunicações debate "TV do futuro" em evento nos EUA

Ministro das Comunicações debate "TV do futuro" em evento nos EUA

Juscelino Filho está no NAB Show, em Las Vegas, acompanhado de Carlos Baigorri, presidente da Anatel
Autora atacada por pitbulls escreve poesia pela primeira vez após acidente

Autora atacada por pitbulls escreve poesia pela primeira vez após acidente

A autora, reconhecida na literatura infantil brasileira, foi atacada por três cães da raça pitbull no dia 5 de abril
Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Juíza foi substituta de Sergio Moro na 13ª Vara Federal, em Curitiba, durante o auge da operação
Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos
Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram socorridas ao Hospital Municipal da cidade; outras nove tiveram ferimentos leves
Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Vítima sofria ataque de epilepsia enquanto foi mordida pelo animal
Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2025 foi apresentado nesta segunda-feira (15)
Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Vítima estava na casa da irmã e cuidava dos sobrinho quando sofreu a violência, neste final de semana
Publicidade
Publicidade