Publicidade

Processo que pode cassar mandato de Chiquinho Brazão deve ser concluído na Câmara até julho

Apontado como mandante do caso Marielle, deputado será notificado no presídio em Campo Grande e terá dez dias para se defender no Conselho de Ética

Processo que pode cassar mandato de Chiquinho Brazão deve ser concluído na Câmara até julho
O Conselho de Ética acatou iniciar processo que pode cassar o mandato do deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RS) | Bruno Spada/Câmara dos Deputados
Publicidade

O processo que pode cassar o mandato do deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ), deverá ser concluído na Câmara dos Deputados no 1º semestre de 2024. Preso desde março, ao ser apontado como um dos mandantes da morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, a situação dele enquanto parlamentar passa por etapas no Conselho de Ética, previstas para serem concluídas em até 60 dias, conforme confirmou o presidente colegiado ao SBT News.

+ Conselho de Ética aprova continuidade de processo contra Chiquinho Brazão

Os planos do deputado Leur Lomanto Júnior (União-BA), que preside o o colegiado, estão ligados à intenção em se concluir os processos em pauta até antes do recesso legislativo - em 17 de julho. O caso Brazão é o de maior destaque, e deve avançar nas próximas semanas.

Com 16 votos favoráveis e 1 contrário, o Conselho aprovou na última semana a aceitação da acusação contra o deputado. Agora, o parlamentar terá um período para apresentar defesa: dez dias a partir da data em que ele for notificado oficialmente. O prazo começa assim que ele receber a decisão dos parlamentares, no presídio em Campo Grande (MT), onde ele cumpre a pena. A expectativa é de que a ida ao estado para confirmação ocorra na próxima semana.

“A gente não pode precisar [uma data], mas a gente vai procurar dar toda celeridade para que a gente possa zerar todos os processos que existem no Conselho de Ética até o recesso parlamentar”, afirmou o deputado. “O ano eleitoral começa a trazer algum certo de prejuízo de presença no segundo semestre. Então a gente vai procurar tentar zerar todos esses processos no primeiro semestre”, completou Leur.

+ Chiquinho e Domingos Brazão, suspeitos no Caso Marielle, são separados em transferência de Brasília

O deputado também destacou que o conselho irá definir o processo com todas as etapas ligadas à defesa de Brazão: “A sua defesa, depois daremos início a toda a instrução probatória, ouvindo testemunhas, dando seguimento a todo esse processo, depois o conselho irá decidir sobre esse caso [...] Está dentro de 60 dias é o prazo que a gente espera tá concluindo todo esse processo obviamente pode ter uma extensão de prazo, caso haja por necessário”.

Brazão alega inocência

Durante votação do Conselho de Ética, o deputado preso disse não ter atuado na morte da vereadora Marielle Franco e negou relações com a milícia fluminense. “Eu sou inocente e continuo alegando que vamos provar a inocência. Se olharem o meu mapa eleitoral, vão ver que eu tenho voto tanto em área de milícia quanto em área do tráfico — podem averiguar isso —, vão ver que as minhas votações são boas nos dois sentidos”, declarou Brazão.

O advogado do parlamentar, Cleber Lopes de Oliveira, também sustentou a inocência e afirmou não haver motivos para atuar contra a vida da vereadora, e que parlamentares deveriam aguardar pelo fim da análise do processo na área judicial.

“Por que ele teria mandado matar a Marielle? Nós precisamos dessa informação aqui. Ou o Conselho de Ética aguarda o Poder Judiciário decidir, o que é uma proposição da defesa, ou o Conselho de Ética aguarda o direito penal, a jurisdição penal, que é verticalizada, examinar esse caso em profundidade e entregar para o Conselho de Ética uma resposta, uma solução que seja definitiva”, defendeu.

Por outro lado, a deputada Jack Rocha (PT-ES), que relata o caso no Conselho, defende que Brazão tenha o mandato cassado para evitar o uso do cargo para qualquer interferência judicial. “Já se passaram mais de 2 mil dias desde o assassinato brutal da Vereadora Marielle Franco e Anderson Gomes e que a cassação do representado é impositiva, no sentido de evitar que o representado utilize do cargo para obstruir a Justiça”.

A defesa do parlamentar foi contatada para consulta para posicionamento após a decisão do Conselho de Ética, mas não respondeu até a publicação desta reportagem.

Deputado ainda recebe salário

Enquanto não há definição, o parlamentar segue recebendo salários mesmo preso. Parte do valor é reduzido pela ausência em votações, mas sem um grande impacto. Em abril, por exemplo, o parlamentar recebeu R$ 24.099,58. Os gastos de gabinete também seguem inalterados. Os 25 funcionários seguem nos cargos, em gasto que supera os R$ 125 mil.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Política

Últimas notícias

Brasil não assina manifesto que defende “integridade territorial” da Ucrânia como base para paz

Brasil não assina manifesto que defende “integridade territorial” da Ucrânia como base para paz

Oitenta países concordaram com o documento após negociações durante Cúpula da Paz, realizada neste fim de semana, na Suíça
Tempestade destelha casas, escolas e secretaria de Saúde no RS

Tempestade destelha casas, escolas e secretaria de Saúde no RS

Defesa Civil do estado classificou o fenômeno na cidade de São Luiz Gonzaga como uma "microexplosão"
Atirador fere nove pessoas e deixa criança em estado crítico após ataque nos EUA

Atirador fere nove pessoas e deixa criança em estado crítico após ataque nos EUA

Suspeito, de 42 anos, foi encontrado morto dentro de casa
Receita Federal organiza leilão de iPhone e produtos Apple com lance a partir de R$ 20 mil

Receita Federal organiza leilão de iPhone e produtos Apple com lance a partir de R$ 20 mil

No lote tem vários modelos de iPhone, iPad, Apple Watch, além de videogames PlayStation 5 e celulares da Xiaomi; saiba como dar seu lance
Polícia faz busca e apreensão contra motorista que atirou em carro por briga de trânsito em Boituva

Polícia faz busca e apreensão contra motorista que atirou em carro por briga de trânsito em Boituva

Discussão começou após uma ultrapassagem entre os veículos, seguida de uma colisão, na rodovia Castelo Branco, no interior de SP
Incêndio no Parque do Itatiaia: Corpo de Bombeiros não tem previsão para controle das chamas

Incêndio no Parque do Itatiaia: Corpo de Bombeiros não tem previsão para controle das chamas

Semana seria de comemorações já que, na quinta-feira (13), o local completou 87 anos; combate ao fogo chega a 48 horas
Após post de Elon Musk, rumor aponta para criação de um "celular X" em parceria com a Samsung

Após post de Elon Musk, rumor aponta para criação de um "celular X" em parceria com a Samsung

Rumores surgiram após bilionário dono da Tesla e SpaceX responder a uma publicação nas redes sociais; empresa coreana não se manifestou
Enem 2024: inscrição é reaberta para moradores do Rio Grande do Sul

Enem 2024: inscrição é reaberta para moradores do Rio Grande do Sul

Estudantes do estado não vão precisar pagar a taxa de inscrição; governo estudo nova data para a aplicação da prova
Quase 90% dos brasileiros querem mais transparência sobre o uso das imagens de IA

Quase 90% dos brasileiros querem mais transparência sobre o uso das imagens de IA

Segundo o relatório da Getty Images, mesmo com o aumento do uso da tecnologia de inteligência artificial, há interesse sobre como as imagens são manipuladas
Narrador está em estado grave após cair de cabine de transmissão

Narrador está em estado grave após cair de cabine de transmissão

Carlos Augusto Padilha transmitia jogo na Série C do Campeonato Interiorano em Santa Catarina
Publicidade
Publicidade