Publicidade

CCJ da Câmara decide manter prisão de Chiquinho Brazão

Placar foi de 39 a 25; parlamentar foi apontado pela Polícia Federal como um dos mandantes da morte de Marielle Franco

CCJ da Câmara decide manter prisão de Chiquinho Brazão
Chiquinho Brazão pedido de cassação
Publicidade

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados decidiu nesta quarta-feira (10) manter a prisão do deputado federal Chiquinho Brazão. Ele é suspeito de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

+Chiquinho e Domingos Brazão, suspeitos no Caso Marielle, são separados em transferência de Brasília

O placar foi de 39 voto a 25 a favor da manutenção da prisão de Brazão. Houve uma abstenção. Agora, o assunto segue para análise do plenário, onde será dada a palavra final sobre a detenção do parlamentar.

Brazão está encarcerado desde 24 de março, a decreto do ministro do STF Alexandre de Moraes (e referendado pela 1ª turma da Corte). Na semana antes do feriado de Páscoa, a sessão da CCJ não foi capaz de chegar a um acordo sobre a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Após bate-boca, partidários da vereadora carioca pressionaram pelo pedido de cassação, já protocolado.

“Não subestimem a ganguisterização da política no Rio e no Brasil”, alertou o deputado Chico Alencar (Psol-RJ), sobre a possibilidade de haver outros envolvidos e outros alvos da operação criminosa. “Chiquinho Brazão teve a prisão decretada com razão por que vivia em permanente estado de flagrância”, complementou.

Entenda o caso

Chiquinho, seu irmão, Domingos Brazão, conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Rio, e Rivaldo Barbosa, ex-chefe da Polícia Civil também do estado, foram presos na manhã de 24 de março, pela Polícia Federal. Os três são acusados de serem os mandantes do crime, ocorrido em março de 2018.

A operação Murder Inc aconteceu após a delação de Ronnie Lessa ter sido homologada no STF. O deputado, por prerrogativa do cargo, teve prisão preventiva referendada pelo ministro Alexandre de Moraes. Um dia depois, a Primeira Turma do STF decidiu, por unanimidade (5 votos a 0), confirmar a decisão.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Chiquinho Brazão
CCJ

Últimas notícias

Apagão cibernético afeta companhias aéreas, bancos e emissoras ao redor do mundo

Apagão cibernético afeta companhias aéreas, bancos e emissoras ao redor do mundo

Falha vem sendo relatada sobretudo por usuários da Microsoft
CNC: intenção de consumo reduz, mas satisfação com renda é a maior desde 2015

CNC: intenção de consumo reduz, mas satisfação com renda é a maior desde 2015

Crédito ainda seletivo deixa famílias de baixa renda com pouca perspectiva de compras
Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Partidos alegaram que ação representaria um perigo existencial para o país, provocando conflito
MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

Programa ofertará mais de 243 mil vagas em universidade privadas do país; inscrições começam em 23 de julho
SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (19); assista!
Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Declaração foi feita durante discurso na Convenção Nacional do Partido Republicano
Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 201 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 14 mil cada
Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou o Dia Nacional do Futebol em 1976
No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

Ex-presidente também destacou que poderia ter morrido e relembrou detalhes do atentado
Publicidade
Publicidade