Publicidade

"O Brasil precisa rever seus gastos para ontem", diz deputado Danilo Forte

Ao Perspectivas, afirmou que "não tem sentido" o país "financiar o refrigerante", em referência a subsídios dados pelo governo a indústrias já consolidadas

"O Brasil precisa rever seus gastos para ontem", diz deputado Danilo Forte
Para deputado Danilo Forte (União Brasil-CE), subsídios deveriam ser para "receitas que não temos ainda" | SBT News
Publicidade

O deputado federal Danilo Forte (União Brasil-CE) disse, em entrevista ao programa Perspectivas, nesta terça-feira (18), que "o Brasil precisa rever seus gastos para ontem", apesar da "dificuldade em cortar" despesas públicas. Assista no canal do SBT News no YouTube.

Na conversa com a jornalista e apresentadora Nathalia Fruet, o congressista afirmou que "não tem sentido" o país "financiar o refrigerante", em referência a subsídios dados pelo governo a indústrias já consolidadas no Brasil.

O atual presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico na Câmara disse que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realiza o "encaminhamento de subsídios a setores da economia ultrapassados", o que analisa como causa de altos custos da máquina pública.

"O Brasil tem quase R$ 500 bilhões por ano de subsídios, ou seja, dinheiro que o estado deixa de arrecadar em função de isentar pagamentos de altos impostos", explicou.

Quando questionado sobre exemplos desses subsídios que julga serem "desnecessários", pois já contemplam indústrias conhecidas pela União, o congressista citou o carvão mineral. Para ele, trata-se de um modelo de energia "mais ultrapassado".

Forte justifica que a fonte é a que "mais emite carbono" e que metade "ainda é exportado". "Ou seja, nós estamos contribuindo para o aquecimento global com dinheiro, no Brasil e na América do Sul", analisou o deputado do União Brasil, partido com dois ministérios na Esplanada (Comunicações e Turismo).

"É necessário que haja uma revisão, e uma revisão de setores que já estão consolidados", julgou, elencando um novo exemplo: a fabricação de automóveis. Para ele, uma "coisa é inovação". "Agora, financiar a indústria automobilística, como o Brasil financia, para emitir carbono e para, inclusive, criar um mercado consumidor, ao invés de melhorar o transporte público, está errado", completou.

O deputado disse que concorda com a iniciativa do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, de questionar esses subsídios dados pelo governo: "Quais são os que a sociedade quer continuar pagando?".

Porém, Danilo Forte ressalta não ser contra abrir mão de impostos. "A gente quer subsidiar atividades que não estão no presente [...] Porque são receitas que não temos ainda".

Assista à entrevista completa:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

imposto
Congresso Nacional
Câmara
Governo Lula
Fernando Haddad

Últimas notícias

Pagamentos do Bolsa Família começam nesta semana; veja datas

Pagamentos do Bolsa Família começam nesta semana; veja datas

Benefício é destinado a famílias com renda per capita de até R$ 218
SBT News na TV: Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões em rifa virtual

SBT News na TV: Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões em rifa virtual

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (15); assista!
Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Ele é suspeito de aplicar um golpe de rifa virtual que causou prejuízo de R$ 5 milhões a clientes
Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

O diretor da polícia dos Estados Unidos declarou que as autoridades “não deixarão pedra sobre pedra” na investigação sobre a tentativa de assassinato
Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo terminou neste domingo (14), em São Paulo
Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Corey Comperatore, de 50 anos, era bombeiro e tinha duas filhas. Ele morreu pelos disparos de Thomas Crooks. Outros dois homens foram feridos gravemente
Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Publicidade
Publicidade