Publicidade

Governo libera R$ 2,7 bilhões ao Congresso e posterga negociações às vésperas de análise de vetos

Deputados e senadores vão avaliar decisões de Lula nesta quarta-feira (24); saiba o que está em jogo

Governo libera R$ 2,7 bilhões ao Congresso e posterga negociações às vésperas de análise de vetos
Publicidade

O governo acelerou a liberação de emendas ao Congresso na semana em que deputados e senadores vão decidir sobre vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Marcada para esta quarta-feira (24), a sessão conjunta vai avaliar decisões de Lula que modificaram projetos aprovados pelos próprios parlamentares, como cortes no Orçamento. Outros temas que serão analisados ainda estão em negociação.

+ Pacheco minimiza crise entre Congresso e governo e confirma encontro com Lula

Em meio aos movimentos, o Palácio do Planalto autorizou o pagamento de R$ 2,7 bilhões aos parlamentares na modalidade de emendas. O recurso pode ser direcionado por congressistas a projetos ou obras nos estados de origem e funciona como capital político. A liberação também era uma demanda no Congresso, pela intenção em ampliar ações durante o ano eleitoral.

A estratégia na liberação foi adotada durante o primeiro ano do governo. Ao longo de 2023, o Planalto autorizou recursos às vésperas de votações importantes, como a reforma tributária, quando foram direcionados R$ 5,34 bilhões em um só dia. A possível influência nas negociações foi rechaçada pelo líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE).

+ Lula nega má relação com Congresso e diz que "não existe previsão" de reforma ministerial

"A liberação de emendas faz parte da rotina do Congresso. Não há nenhum mal nisso, está dentro da lei. Portanto, não é porque tem sessão do Congresso que o governo está liberando emenda. Faz parte da rotina. Foi liberado semana passada e foi empenhado as emendas tudo dentro daquilo que a Câmara aprovou", afirmou o deputado.

Indefinição de pauta

A pauta prevista para a sessão do Congresso conta com 32 vetos, em decisões que vão desde o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) até o veto recente de Lula que flexibilizou as saídas temporárias de presos, conhecidas como "saidinhas", que foram restringidas pelos parlamentares.

+ Cobrança de Lula a ministros vai melhorar relação do governo com Congresso? Veja análise

Apesar da lista, os itens que realmente serão analisados ainda não foram definidos e devem ser negociados ao longo desta quarta (24) pelo líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP). A sessão está marcada para as 19h.

O que está em jogo

A sessão vem em um período de embates entre o governo e o Congresso. A intenção da base está voltada para que decisões da equipe de Lula não sejam revistas em plenário. Uma derrota do governo pode expor ainda mais as dificuldades de negociação entre Executivo e Legislativo.

Nesta semana, Lula cobrou publicamente que ministros atuem de forma mais contundente nas relações com parlamentares.

+ Câmara aprova continuidade de benefício para o setor de eventos com impacto de R$ 15 bilhões

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Política

Últimas notícias

Imposto de Renda 2024: Receita abre consulta ao 1º lote de restituição nesta quinta-feira (23)

Imposto de Renda 2024: Receita abre consulta ao 1º lote de restituição nesta quinta-feira (23)

Créditos somam R$ 9,5 bilhões e serão depositados para mais de 5,5 milhões de contribuintes
Médico é afastado após negar atestado para mãe cuidar de filho doente

Médico é afastado após negar atestado para mãe cuidar de filho doente

Profissional alegou que criança de cinco anos poderia ficar sozinha em casa; Conselho Regional de Medicina do Paraná investiga o caso
RS recebe primeiras unidades de habitação emergencial enviadas pela ONU

RS recebe primeiras unidades de habitação emergencial enviadas pela ONU

Estruturas são montáveis e serão instaladas para acolher desabrigados
Tornado devasta estado e deixa cinco mortos nos EUA

Tornado devasta estado e deixa cinco mortos nos EUA

Fenômeno foi classificado na categoria EF-3 pelo Serviço Nacional de Meteorologia; cidade de Greenfield foi a mais afetada
Senado aprova projeto que cria área específica em presídios para população LGBTQIA+

Senado aprova projeto que cria área específica em presídios para população LGBTQIA+

Texto também garante capacitação continuada de profissionais do sistema penitenciário sobre direitos humanos e igualdade
SBT News na TV: RS tem alerta para novas chuvas e “repique” do Guaíba

SBT News na TV: RS tem alerta para novas chuvas e “repique” do Guaíba

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quinta-feira (23); assista!
Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 5

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 5

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Emirados Árabes Unidos coordenam iniciativa humanitária para auxiliar o RS a enfrentar impacto das enchentes

Emirados Árabes Unidos coordenam iniciativa humanitária para auxiliar o RS a enfrentar impacto das enchentes

Ação pretende coletar pacotes de ajuda e conta com a participação de cerca de 300 voluntários
Perfis digitais de rádios e TV públicas são retirados do ar na Argentina por ordem de Milei

Perfis digitais de rádios e TV públicas são retirados do ar na Argentina por ordem de Milei

Sindicato afirma que medida é censura contra a mídia e denuncia intervenção nos meios de comunicação públicos
Comitê da Petrobras aprova Magda Chambriard para presidir empresa

Comitê da Petrobras aprova Magda Chambriard para presidir empresa

Indicada do presidente Lula ainda terá nome votado pelo Conselho de Administração da petroleira
Publicidade
Publicidade