Publicidade

Câmara aprova continuidade de benefício para o setor de eventos com impacto de R$ 15 bilhões

Andamento do programa emergencial contrariou pedido do governo e valerá para 30 atividades econômicas. Texto segue para o Senado

Câmara aprova continuidade de benefício para o setor de eventos com impacto de R$ 15 bilhões
Publicidade

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (23) a continuidade do benefício ao setor de eventos e turismo para diminuir os impactos da pandemia. A proposta ao Programa Emergencial de Retomada ao Setor de Eventos (Perse) estende benefícios tributários até o ano de 2026 para 30 atividades econômicas. A quantidade foi maior do que o apresentado originalmente ao governo. Ao todo, serão R$ 15 bilhões até o fim do programa.

+Governo cede em acordo para continuar programa a setor de eventos com teto de R$ 5 bi por ano

O projeto foi aprovado de forma simbólica, em que não há placar de votação. O texto agora seguirá para o Senado.

O andamento da proposta contrariou o pedido apresentado no texto original pelo governo, que restringia o benefício para 12 áreas. O avanço da medida veio após uma tentativa da equipe econômica do presidente Lula (PT) tentar colocar fim ao programa para a reduzir os gastos públicos.

Inicialmente, o movimento do governo veio por meio de Medida Provisória (MP), mas o texto sofreu resistência entre parlamentares que defendiam a continuidade do Perse. O projeto aprovado veio como resposta do próprio governo, com as adequações adotadas pela relatora, deputada Renata Abreu (Pode-SP).

“A gente sabe que o setor de turismo, o setor de eventos, o setor cultural foi o mais prejudicado na pandemia. E quando a gente fala do Perse, não é um benefício, é um ressarcimento de um setor que foi impedido de funcionar na pandemia, e que foi o setor que no último ano mais gerou emprego para o Brasil”, afirmou, em defesa ao texto.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Política

Últimas notícias

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Professor da UnB lembra que o país segue abaixo da meta de 80% estabelecida pelo Ministério da Educação
Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Presidente da Câmara disse que decisão foi confirmada pelas empresas Amil e Unimed
Publicidade
Publicidade