Publicidade

Joias: PF deve ouvir ex-ministro Albuquerque ainda nesta 5ª feira

Inquérito apura entrada de joias sem declaração e tentativa de liberar material

Joias: PF deve ouvir ex-ministro Albuquerque ainda nesta 5ª feira
ministro_bento_albuquerque
Publicidade

A Polícia Federal quer ouvir ainda nesta 5ª feira (9.mar) os depoimentos do ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque e seu ex-ajudante Marcos André Soeiro sobre as joias que a comitiva do governo Jair Bolsonaro (PL) tentou ocultar da Receita Federal ao entrar no Brasil, em outubro de 2021.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A comitiva era liderada pelo então ministro de Minas e Energia, que representava Bolsonaro. Ele trazia nas bagagens jóias avaliadas em R$ 16,5 milhões - só em um dos pacotes. As mercadorias seriam presentes do governo da Arábia Saudita.

A Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários, da Polícia Federal, em São Paulo, intimou Albuquerque e Soeiro nesta 4ª feira (8.mar). 

O inquérito criminal foi aberto na 2ª feira (6.mar) para apurar suposta tentativa de entrada ilegal de bens no Brasil, por parte da comitiva que representava Bolsonaro e também de apropriação indevida de patrimônio público.

São dois pacotes de presentes do governo saudita, sob apuração. Um deles foi apreendido pela Receita Federal na alfândega do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). Outro pacote passou sem ser declarado na bagagem dos membros da comitiva e não foi incorporado ao patrimônio da Presidência. O que significa que passou para o patrimônio pessoal de Bolsonaro.

O inquérito foi pedido pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, diretamente ao diretor-geral da PF, Andrei Passos Rodrigues, horas antes. A investigação foi aberta na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, pois os supostos crimes fiscais e alfandegários ocorreram no estado.

Apreensão

Em outubro de 2021, uma comitiva encabeçada pelo então ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, tentou ocultar da Receita Federal que trazia nas bagagens joias avaliadas em R$ 16,5 milhões, recebidas do governo da Arábia Saudita.

As joias com diamantes seriam destinadas à ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, conforme revelou o jornal O Estado de S.Paulo.

Pela lei, qualquer bem com valor superior a US$ 1.000 (R$ 5.196,40 no câmbio atual) precisa ser declarado à Receita Federal ao entrar no país, sofrendo tributação de 50% do excedente. A comitiva omitiu os bens e as joias foram apreendidas no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. 

As joias estavam nas bagagens da comitiva de Bento Albuquerque. Eles tentaram passar na fila do "nada a declarar". A PF vai apurar se houve crime e os responsáveis. O governo Bolsonaro tentou mais de uma vez liberar as jóias, na Receita Federal, sem sucesso.
 
Os fiscais da Receita, o ex- ministro, seu assessor e até o ex-presidente e a ex-primeira-dama devem ser ouvidos no inquérito.

No último fim de semana, nos Estados Unidos, Jair Bolsonaro negou qualquer interferência para liberar ou ficar com as jóias. A ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também nega ser dona de presente de R$ 16,5 milhões.

"Eu agora estou sendo crucificado no Brasil por um presente que eu não recebi", disse o ex-presidente. Na ocasião, ele ainda negou ter enviado avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para reaver as joias. "Até o valor daquilo foi uma surpresa pra mim", disse. "Não mandei nenhum avião da FAB, buscar nada", finalizou.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
joias
bolsonaro
michelle
bento albuquerque
operação
receita federal
arábia saudita
fab
resgate

Últimas notícias

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

No dia 4 de maio deste ano, Laio viu tudo o que tinha ficar embaixo d'água, inclusive sua residência
Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Uma das crianças atendidas tem 11 dias de vida e nem chegou a usar o enxoval, que foi totalmente perdido nas enchentes
Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

No dia 31 de maio, encerra-se o prazo para declarar o IRPF 2024; escritórios de contabilidade têm ampliado a capacidade de atendimento
Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

No México, por exemplo, mais de 22 milhões de pessoas podem ficar sem água nas próximas semanas
Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Estado vem fazendo um mapeamento para distribuir auxílios conforme a demanda de cada um dos gaúchos
Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Penas teriam sido aplicadas neste sábado (18); das 7 vítimas, 2 seriam mulheres
Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Ação faz parte da campanha de mobilização nacional. Do início de 2024 até agora, o Disque 100 recebeu mais de 11 mil denúncias
Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Ação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) contra preços abusivos autuou 65 estabelecimentos
Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Relatório da Confederação Nacional dos Municípios aponta que mais de 100 mil casas foram danificadas ou completamente destruídas
Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Filho de Arlindo Cruz relatou o fato nas redes sociais; escola se manifestou por meio de nota
Publicidade
Publicidade