Publicidade

Caso Édson Davi: família faz protesto no dia em que criança completa 7 anos

Familiares cobram respostas sobre o paradeiro do menino, que desapareceu no início de janeiro no Posto 4 da praia da Barra, no Rio de Janeiro

Caso Édson Davi: família faz protesto no dia em que criança completa 7 anos
Publicidade

A família de Édson Davi fez um protesto por respostas pelo desaparecimento do menino neste domingo (25), dia em que ele completou 7 anos. A criança foi vista pela última vez no Posto 4 da Praia da Barra, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, depois de brincar com duas crianças perto da barraca em que o pai trabalha.

Os cartazes expostos pela família sustentam que o menino está vivo. "Como pode ser afogamento com uma praia vazia e dois bombeiros de plantão?", afirma um. "Edson Davi está vivo. Ele não se afogou. Ele chama por nós", diz outro. Uma faixa foi posicionada na orla oferece a recompensa de R$ 50 mil por informações que os levem a encontrar a criança.

+ Desaparecimento de Édson Davi completa 1 mês com ato no Rio

Mãe de Edson Davi, Marize Araújo reforça que vê inconsistências na versão de que ele teria se afogado. "Acredito no rapto ou no sequestro. Aqui na praia, são sete escadas em que meu filho poderia ter sido atraído. Ainda mais com o novo testemunho, que viu a direção que ele foi, um lado que ele não tinha costume de ir. Ele se atrai por qualquer brincadeira com bola", disse ela ao SBT.

"Eu preciso de uma resposta. Eu preciso da voz do Edson Davi, para ele se defender e dizer: 'mãe, eu não fui para o mar. Eu tinha medo. Eu não entrava na água, eu colocava os meus pés e corria'. Esse é o depoimento que quem conhece ele, sabe'", completou.

+ Caso Edson Davi: polícia interroga família de argentinos que brincou com menino na praia

Segundo a mãe, cerca de 400 metros da extensão da praia não tinham imagens registradas nas câmeras de segurança. O receio dela é que Edson Davi tenha subido por uma das escadas que não estavam sendo filmadas.

A Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) diz que nenhuma hipótese foi descartada, mas que os maiores indícios são de que o menino não deixou a praia. Nenhuma câmera mostra a saída dele do local.

52 dias desaparecido

No início de fevereiro, a família do menino também se reuniu no calçadão da Barra da Tijuca. Isso porque o desaparecimento completou um mês no dia 4 de fevereiro.

A família acredita que Édson tenha sido vítima de sequestro, enquanto a polícia segue a linha de investigação do afogamento. Ele estava com o pai, próximo ao Posto 4, quando desapareceu por volta das 17h. O pai relatou que o menino estava brincando com duas crianças estrangeiras acompanhadas por um homem. A família de argentinos prestou depoimento, mas não são investigados no caso.

+ Novo vídeo mostra menino Edson Davi de cabelos secos minutos antes de desaparecer no Rio

As últimas imagens de Édson Davi, obtidas pela polícia, mostram o menino no quiosque dos pais. Após esse momento, a família não obteve novas pistas sobre o que teria acontecido. A Delegacia de Descoberta de Paradeiros continua investigando o caso.

Novas imagens divulgadas pela família mostram o menino próximo à barraca do pai, com cabelo seco, minutos antes de desaparecer na praia da Barra da Tijuca. A mãe, Marize Araújo, acredita que o vídeo é uma prova de que Davi foi levado por alguém, contradizendo a versão da polícia que sugere afogamento.

As imagens estão sendo analisadas pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Edson Davi
Praia
Rio de Janeiro
Desaparecimento
Protesto

Últimas notícias

Mais da metade dos alunos negros estuda sem biblioteca, quadra esportiva e laboratório no Brasil

Mais da metade dos alunos negros estuda sem biblioteca, quadra esportiva e laboratório no Brasil

Pesquisa comparou a infraestrutura de escolas em que predominam alunos brancos com unidades em que a maioria é de negros
Ataque russo atinge prédio residencial e deixa 10 mortos na Ucrânia

Ataque russo atinge prédio residencial e deixa 10 mortos na Ucrânia

Presidente Volodymyr Zelensky voltou a apelar pelo envio de sistemas de defesa aérea
Laudo diz que mulher acusada de envenenar parentes tinha “total consciência” de atos

Laudo diz que mulher acusada de envenenar parentes tinha “total consciência” de atos

Amanda Partata ofereceu alimentos envenenados a quatro pessoas e duas morreram; crime foi registrado em Goiânia, em dezembro do ano passado
Boulos recebe dois milhões de interações nas redes, ganhando de Tabata e Nunes

Boulos recebe dois milhões de interações nas redes, ganhando de Tabata e Nunes

No intervalo de 30 dias, o prefeito de São Paulo conseguiu 170 mil interações; militância de Bolsonaro ainda não aderiu a Nunes
FALSO: É falso que Lula tenha inaugurado obra da transposição do São Francisco já inaugurada por Bolsonaro

FALSO: É falso que Lula tenha inaugurado obra da transposição do São Francisco já inaugurada por Bolsonaro

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Mega-Sena acumula pela oitava vez e prêmio vai a R$ 72 milhões

Mega-Sena acumula pela oitava vez e prêmio vai a R$ 72 milhões

Apostas para o próximo concurso podem ser feitas até as 19h00 de quinta-feira (18)
Greve em universidades: governo espera chegar a acordo com professores na sexta-feira (19)

Greve em universidades: governo espera chegar a acordo com professores na sexta-feira (19)

Categoria reivindica reestruturação de carreira e recomposição salarial
Pagodeiro "proibidão" era "empresário" dos negócios ligados ao PCC, diz MP

Pagodeiro "proibidão" era "empresário" dos negócios ligados ao PCC, diz MP

Latrell Brito usava empresas dele e de laranjas para simular concorrência em contratações de prefeituras alvos da Operação Munditia
Brasil Agora: Lula na Colômbia, PEC antidrogas e cadáver em agência bancária

Brasil Agora: Lula na Colômbia, PEC antidrogas e cadáver em agência bancária

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (16)
Tribunal define primeiros jurados para julgamento de Trump em NY

Tribunal define primeiros jurados para julgamento de Trump em NY

Ex-presidente dos EUA é acusado de subornar atriz pornô durante período eleitoral; júri será composto por 12 pessoas
Publicidade
Publicidade