Publicidade

Senado aprova projeto que cria área específica em presídios para população LGBTQIA+

Texto também garante capacitação continuada de profissionais do sistema penitenciário sobre direitos humanos e igualdade

Senado aprova projeto que cria área específica em presídios para população LGBTQIA+
Projeto altera a lei complementar que criou o Fundo Penitenciário Nacional | Reprodução
Publicidade

O Senado aprovou, na noite de quarta-feira (22), o projeto de lei complementar que cria mecanismos de proteção à população LGBTQIA+ em presídios. A proposta, de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES), determina a construção ou adaptação de celas, alas ou galerias específicas para lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis.

+ Por que precisamos de um dia contra a LGBTfobia?

O texto foi aprovado por 62 votos a 2, com mudanças feitas nas comissões, como a que menciona o direito das pessoas LGBTQIA+ de indicarem onde preferem ser mantidas no estabelecimento prisional. O objetivo do projeto, segundo Contarato, é conter a violação generalizada de direitos que os detentos vêm enfrentando nas prisões.

“O cenário dos estabelecimentos prisionais no Brasil é desolador. Nestes espaços, predominam o preconceito e a discriminação motivados pela orientação sexual e pela identidade de gênero, fazendo com lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis sofram ainda mais que o restante da população prisional", justificou o senador.

Além da construção das áreas específicas, o projeto destina recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para a capacitação continuada dos profissionais sobre direitos humanos. Também haverá orientação sobre igualdade e não discriminação em relação a identidade de gênero, orientação sexual, religião, raça e etnia.

A proposição também menciona, como condição para que estados e municípios recebam repasses do Funpen, a publicação de um relatório anual sobre as atividades desempenhadas no combate à discriminação por orientação sexual e identidade de gênero. Isso inclui casos de violência dentro do sistema prisional.

Agora, a proposta será analisada pela Câmara dos Deputados e, se aprovada sem emendas, seguirá para sanção presidencial.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Congresso Nacional
Senado
Prisão
lgbtqia+

Últimas notícias

Mauro Cid e pai prestam novo depoimento à PF sobre caso das joias sauditas

Mauro Cid e pai prestam novo depoimento à PF sobre caso das joias sauditas

Agentes identificaram mais um item que teria sido colocada à venda ilegalmente pelos auxiliares de Bolsonaro
Putin elogia Coreia do Norte por apoio em guerra contra Ucrânia

Putin elogia Coreia do Norte por apoio em guerra contra Ucrânia

Presidente russo também alfinetou países ocidentais, dizendo que o plano de isolar Moscou não funcionou
Corpo de Jacqueline Laurence será velado no Teatro Tablado, no RJ, nesta terça-feira (18)

Corpo de Jacqueline Laurence será velado no Teatro Tablado, no RJ, nesta terça-feira (18)

Cerimônia ocorrerá das 10h e 14h e será aberta ao público; crematório será reservado aos familiares
Nota Fiscal Paulista libera R$ 34,7 milhões em créditos; veja como resgatar

Nota Fiscal Paulista libera R$ 34,7 milhões em créditos; veja como resgatar

Valor é referente às compras realizadas em fevereiro de 2024 e ficará disponível para transferência por um ano
Coreia do Sul volta a fazer disparos de advertência após norte-coreanos cruzarem fronteira

Coreia do Sul volta a fazer disparos de advertência após norte-coreanos cruzarem fronteira

Militares recuaram após os tiros; Seul acredita que violação não foi intencional
SBT News na TV: chuvas voltam ao RS e provocam novos alagamentos

SBT News na TV: chuvas voltam ao RS e provocam novos alagamentos

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta terça-feira (18); assista!
Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue em 2024

Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue em 2024

Números são maiores que os registrados em todo o ano de 2023
STF recebe queixa-crime de Bolsonaro contra Janones por crime de injúria

STF recebe queixa-crime de Bolsonaro contra Janones por crime de injúria

Deputado chamou ex-presidente de “assassino”, “miliciano” e “ladrãozinho de joias”; imunidade parlamentar foi rejeitada
Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Supremo confirma prorrogação das cotas em concursos públicos por unanimidade

Supremo confirma prorrogação das cotas em concursos públicos por unanimidade

Após validade expirada, novo projeto para Lei de Cotas tramita no Congresso Nacional com mudanças
Publicidade
Publicidade