Publicidade

Senado adia votação do projeto que regulamenta apostas esportivas

Senadores decidiram aguardar Rodrigo Pacheco marcar uma nova data quando retornar da COP28

Senado adia votação do projeto que regulamenta apostas esportivas
Publicidade

O plenário do Senado adiou a votação do Projeto de Lei 3.626/2023, que regulamenta as apostas esportivas de quota fixa - também conhecidas como "bets".

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A votação estava prevista para hoje. Porém, na sessão plenária, após os senadores aprovarem -- em votação simbólica -- um requerimento para que a matéria seja analisada em regime de urgência, o senador Eduardo Girão (Novo-CE) apresentou questão de ordem para que a deliberação sobre o projeto ficasse para a próxima sessão, o que levou o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) a fazer uma proposta de adiamento.

Pela preposta, hoje, o relator -- Angelo Coronel (PSD-BA) --, apenas faria a leitura do seu parecer sobre o texto, e a marcação da data para a deliberação ficaria para quando o Rodrigo Pacheco (PSD-MG) retornar da COP28. Os senadores concordaram.

Dessa forma, Angelo Coronel fez a leitura. "A aprovação desse importante projeto no plenário do Senado será resultado de um intenso diálogo e de um grande esforço conjunto entre senadores e senadoras de diferentes partidos e opiniões políticos", disse, na ocasião.

O PL é de autoria do Poder Executivo. Ele altera a lei que trata da distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda e a que trata da destinação da arrecadação de loterias e da modalidade lotérica de apostas de quota fixa. Conforme o texto, as bets incluem eventos virtuais de jogos online e eventos de temática esportiva, entre os quais jogos de futebol e vôlei. Na modalidade, o apostador ganha se acertar alguma condição do jogo ou o resultado final da partida.

O Projeto de Lei exige uma autorização do Ministério da Fazenda para a empresa que explora o sistema de bets. A proposição trata também do esporte fantasy, modalidade eletrônica na qual acontecem disputas em ambiente virtual a partir do desempenho de pessoas reais. Segundo o PL, esse tipo de aposta não é exploração de modalidade lotérica e fica dispensado de autorização do poder público.

Na leitura do parecer hoje, Angelo Coronel disse que, atualmente, por não estarem regulamentadas, as bets "não estão recolhendo tributos no Brasil".

"Prevemos nesse projeto a arrecadação de 12% sobre a receita líquida do pagamento de prêmios, que vai suprir as áreas da saúde, segurança pública, educação, seguridade social, turismo e esporte. Tais recursos podem trazer receitas estimadas conservadoramente em R$ 10 bilhões anuais, além de quase R$ 4 bilhões previstos pelas mais de 130 autorizações já pleiteadas no Ministério da Fazenda".

Com o adiamento da votação, o prazo para a apresentação de emendas ao Projeto de Lei pelos senadores permanece aberto.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
congresso
senado
adiamento
votação
projeto de lei
regulamentação
apostas esportivas
bets
esportes
tecnologia
parecer
relator
arrecadação
noticias
guilherme-resck

Últimas notícias

Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Juíza foi substituta de Sergio Moro na 13ª Vara Federal, em Curitiba, durante o auge da operação
Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos
Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram socorridas ao Hospital Municipal da cidade; outras nove tiveram ferimentos leves
Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Vítima sofria ataque de epilepsia enquanto foi mordida pelo animal
Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2025 foi apresentado nesta segunda-feira (15)
Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Vítima estava na casa da irmã e cuidava dos sobrinho quando sofreu a violência, neste final de semana
Poder Expresso: Irã ataca Israel, conflito pode ter reflexos econômicos no Brasil

Poder Expresso: Irã ataca Israel, conflito pode ter reflexos econômicos no Brasil

A edição desta segunda-feira (15) analisa como a escalada do confronto no Oriente Médio pode atingir brasileiros
Por que existem gêmeos siameses? Entenda

Por que existem gêmeos siameses? Entenda

As causas dessa anomalia rara ainda não são bem explicadas pela ciência, mas a descoberta pode vir durante a gestação
Conflito entre Irã e Israel pode impactar preço do petróleo no Brasil

Conflito entre Irã e Israel pode impactar preço do petróleo no Brasil

Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira afirmou que criou grupo de trabalho para acompanhar possível acirramento do conflito e suas consequências
Detran-RJ volta a cobrar pagamento de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo digital

Detran-RJ volta a cobrar pagamento de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo digital

Após determinação judicial, os motoristas vão precisar quitar taxas de 2023 e 2024 no valor de R$ 76,77 por ano
Publicidade
Publicidade