Publicidade

Entenda as mudanças no projeto das regras fiscais que está no Senado

Relatório do senador Omar Aziz fez alterações no texto aprovado na Câmara: veja o que muda

Entenda as mudanças no projeto das regras fiscais que está no Senado
economia
Publicidade

A retirada de despesas com ciência e tecnologia dos limites de gastos do governo, assim como o Fundo Nacional de Manutenção e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e o Fundo Constitucional do Distrito Federal, são alguns dos pontos que foram alterados no projeto das novas regras fiscais no Senado. As mudanças foram apresentadas pelo relator, Omar Aziz (PSD-AM), e devem ser votadas na 4ª feira (20.jun), na Comissão de Assuntos Econômicos. Se forem aprovadas, o texto precisará passar novamente por votação na Câmara dos Deputados. Veja o ponto a ponto das alterações:

Fundo Constitucional do DF

No relatório, apresentado nesta 3ª, Aziz atendeu a bancada do Distrito Federal e defendeu a retirada dos gastos da União com a retirada do Fundo Constitucional. Iniciado em 2022, o fundo contribui com serviços de educação e de saúde, além do sustento de forças de segurança do DF.

Segundo o texto aprovado na Câmara, a partir de 2025, o fundo deixaria de ser corrigido pela variação da receita da União. Nas estimativas do governo do DF, a perda seria de R$ 87 bilhões em dez anos. Pelo novo texto, o fundo poderá crescer além da regra fiscal.

Fundeb

O Fundo Nacional de Manutenção e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), é a principal fonte de financiamento da educação no país. O fundo garante um valor mínimo para gasto por aluno, além de outros repasses de recursos educacionais. No texto que veio da Câmara, a complementação ao Fundeb tinha um teto de até R$ 40 bilhões. Na mudança de Aziz, o limite de gastos também fica de fora.

"Entendemos inaceitável que esses dois itens tenham qualquer tipo de restrição que ameace a sua viabilidade prática: a complementação do Fundeb é essencial para garantir no país inteiro a remuneração dos professores e demais profissionais da escola básica, a coluna vertebral da educação no país; já o Fundo Constitucional do Distrito Federal é componente indispensável à composição da receita de uma unidade da Federação, e isso não pode ser modificado de forma brusca, sob pena de grave desarticulação da ação pública. Nesses casos, então, estamos propondo reincluir essas despesas no inciso I do § 2o do art. 3o do projeto de lei", diz trecho do relatório de Aziz.

Ciência e Tecnologia

Despesas com ciência, tecnologia e inovação foram retiradas dos limites impostos na proposta de novas regras fiscais. "Essa área evidentemente precisa ser protegida, uma vez que contempla ações necessárias ao desenvolvimento econômico e social do país e representa as pretensões de uma sociedade que olha para o futuro e deseja garantir crescimento e progresso para as futuras gerações", declarou o relator durante sessão da comissão.

+ Cajado afirma que não há espaço para retirar Fundeb e FCDF da regra fiscal

O que é arcabouço fiscal?

A proposta de arcabouço fiscal foi apresentada pelo governo ao Congresso, e define novas regras para a condução da política fiscal no país.

Na prática, a medida controla os gastos e receitas, e veio como uma alternativa para o atual teto de gastos - que está em vigor desde 2016. No teto de gastos, as despesas de um ano só podem crescer com base na correção pela inflação - IPCA - colocando um limite aos gastos públicos.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
congresso
regras fiscais
arcabouço fiscal
novas regras fiscais
noticias
fundeb
fundo constitucional do df
lis-cappi

Últimas notícias

Nível da Lagoa dos Patos aumenta e Rio Grande (RS) tem 7 zonas em alerta

Nível da Lagoa dos Patos aumenta e Rio Grande (RS) tem 7 zonas em alerta

Atualmente, mais de 600 pessoas estão desabrigadas no município
Tragédia do Rio Grande do Sul mobiliza recursos para saúde

Tragédia do Rio Grande do Sul mobiliza recursos para saúde

Mais de R$ 1,5 bilhão em recursos já foram destinados à área desde início das chuvas
Engenheiros alertaram sobre deficiências em casas de bombas de Porto Alegre em 2018 e 2023

Engenheiros alertaram sobre deficiências em casas de bombas de Porto Alegre em 2018 e 2023

Ano passado, após o Guaíba ultrapassar a cota de inundação de 3 metros, técnicos alertaram sobre a "necessidade urgente de resolução dos problemas nas estações"
Processos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht são anulados por Toffoli

Processos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht são anulados por Toffoli

Ministro do STF diz ter ocorrido "conluio processual" do ex-juiz Moro e de procuradores da República da força-tarefa da Lava Jato
Mourão critica políticos por “exploração” da calamidade após chuvas no RS

Mourão critica políticos por “exploração” da calamidade após chuvas no RS

Para senador, tanto aliados quanto nomes da esquerda têm feito “filminhos” para beneficiar projetos políticos
Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Magistrada é acusada de disseminar informações falsas ao afirmar que a vereadora estava “engajada com bandidos” e foi eleita com a ajuda do Comando Vermelho
Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Entre pontos principais da solução apresentada, estão parcelas de reajuste de 9% em janeiro de 2025 e 5% em abril de 2026
Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Segundo relator, líder Jaques Wagner, proposta deve ser atualizada e votação sai na próxima semana
Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Pregão havia sido autorizado para evitar a alta de preços do produto depois das enchentes no Rio Grande do Sul
Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Vítima tinha 33 anos e teve contato com água de inundação
Publicidade
Publicidade