Publicidade

MPF cobra indenização de R$ 5 milhões de Damares Alves e da União por fake news

A então ministra proferiu inverdades sobre crianças do arquipélago serem vítimas de tráfico humano e abusos sexuais

MPF cobra indenização de R$ 5 milhões de Damares Alves e da União por fake news
Marcello Cassal Jr. / Agência Brasil
Publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) entrou com uma ação civil pública contra a senadora Damares Alves (Republicanos) e a União após alegações falsas sobre a Ilha do Marajó, no Pará. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O caso aconteceu em um culto evangélico, durante as eleições de 2022. A então ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, proferiu inverdades envolvendo tráfico de humanos, abuso sexual e torturas às crianças do Marajó.

O Ministério Público do Pará (MPPA) divulgou nota informando que não havia recebido denúncia formal ou prova do que a ex-ministra relatou. A Polícia Federal também informou que nenhuma das investigações da corporação coincide com os fatos narrados por Damares Alves.

De acordo com o MPF, as falas foram utilizadas para justificar a existência do "maior programa de desenvolvimento regional na Ilha do Marajó". No caso, Damares referia-se ao Programa Abrace o Marajó, criado pelo governo federal durante a sua gestão como ministra.

A ação pede uma indenização no valor de R$ 5 milhões por danos sociais e morais coletivos, a serem revertidos em favor de projetos sociais destinados à região do arquipélago.

No entendimento dos procuradores da República, as graves violações da região não justificam "a utilização sensacionalista da vulnerabilidade social daquela população, associada à divulgação de fatos falsos, como palanque político e eleitoral em benefício do então presidente da República e da própria ministra"

De acordo com os procuradores, esse tipo de fake news confunde a sociedade e prejudica a execução de políticas públicas comprometidas com a melhoria das condições sociais da população do Marajó, causando danos sociais e extrapatrimoniais aos moradores da região.

O MPF solicita ainda que a União seja condenada a elaborar, divulgar e executar um plano de ações, com políticas públicas reais para a região, para a concretização das metas pretendidas no Programa Cidadania Marajó. As medidas devem ser implementadas sem prejuízo das ações já programadas.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
brasil
politica
damares
damares alves
uniao
mpf
ministerio publico federal
fake news
noticias falsas
mppa
para
marajo
crianças
abuso
abuso sexual
tortura

Últimas notícias

Miss Buenos Aires de 60 anos fica sem coroa na etapa nacional

Miss Buenos Aires de 60 anos fica sem coroa na etapa nacional

Modelo viralizou nas redes sociais ao vencer o Miss Universo em abril; prêmio foi para a Magalí Benejam, da província de Córdoba
SBT lança "live da transparência" em tenda de doações

SBT lança "live da transparência" em tenda de doações

Iniciativa transmitirá a movimentação ao vivo na tenda de doações e conferência dos itens no galpão da Jequiti
Histórias Inspiradoras de Adoção: amor e acolhimento transformam vidas

Histórias Inspiradoras de Adoção: amor e acolhimento transformam vidas

No Dia Nacional da Adoção, conheça relatos emocionantes de crianças e adolescentes que encontraram lares repletos de carinho e dedicação
Cachorros resgatados das enchentes do RS são colocados para adoção em feira de Florianópolis

Cachorros resgatados das enchentes do RS são colocados para adoção em feira de Florianópolis

Feira contou com cerca de 40 animais que precisam de um novo lar
Sala Lilás: entenda a função desse espaço de atendimento a mulheres que são vítimas de violência

Sala Lilás: entenda a função desse espaço de atendimento a mulheres que são vítimas de violência

Desde final de abril, Unidades Básicas de Saúde são obrigadas a ter salas. Humanização do atendimento é apontada por especialistas e vítimas como fundamental
Fiéis lotam a Praça da Apoteose durante a Marcha para Jesus, no Rio de Janeiro

Fiéis lotam a Praça da Apoteose durante a Marcha para Jesus, no Rio de Janeiro

Estimativa é de que cerca de 40 mil pessoas participaram da 17ª edição do evento
Desastres naturais forçaram 26 milhões de deslocamentos internos em 2023, diz relatório

Desastres naturais forçaram 26 milhões de deslocamentos internos em 2023, diz relatório

Refúgio climático, que também acontece no Brasil, alerta para a necessidade de uma política nacional de amparo às vítimas de impactos ambientais
Cidades do Vale do Taquari seguem arrasadas pelas inundações no RS

Cidades do Vale do Taquari seguem arrasadas pelas inundações no RS

Moradores contabilizam o caos causado pelas enchentes; Exército vai refazer travessias levadas pelas cheias
Pescadores de Pelotas lamentam perdas pelas chuvas: “Imensidão horrível de água”

Pescadores de Pelotas lamentam perdas pelas chuvas: “Imensidão horrível de água”

Região do Rio Grande do Sul lida com dificuldades por aumento do nível das águas. Em outros locais, população enfrenta situação de frio
Israel ignora decisão da Corte Internacional de Justiça e bombardeia sul de Gaza

Israel ignora decisão da Corte Internacional de Justiça e bombardeia sul de Gaza

Órgão máximo da ONU para deliberar sobre disputas entre Estados havia determinado fim de ataques a Rafah
Publicidade
Publicidade