Publicidade

Saiba quem é Joel Jota, nomeado mentor da delegação olímpica brasileira

Atletas questionam biografia do influenciador e o acusam de "vender o que não foi"

Saiba quem é Joel Jota, nomeado mentor da delegação olímpica brasileira
Publicidade

Faltando menos de 100 dias para os jogos Olímpicos em Paris, o anúncio do ex-nadador Joel Jota como mentor da delegação brasileira dividiu opiniões dos atletas. A ideia é que o coach acompanhe o Time Brasil e preste o apoio necessário para que os atletas tenham alta performance na busca pelas medalhas.

Jota foi nadador profissional por mais de 15 anos, com participações em competições mundiais de natação como a de Durban, na África do Sul, em 2002. Ele terminou em 7º na final dos 50 metros de nado livre. Depois, trabalhou com atletas de outros esportes, como o atacante Rodrygo, do Real Madrid, e, mais recentemente, tem atuado como mentor e palestrante.

+Casal de corredores amadores vão viver experiência similar a de profissionais nos Jogos Olímpicos de Paris

O ex-atleta se denominou "o maior especialista em performance do Brasil", tem 5 milhões de seguidores no Instagram e atua como influenciador digital e especialista em produtividade e vida equilibrada. Em seu site, Joel Jora diz que ter sido "considerado um dos nadadores mais rápidos do mundo".

Das raias aos palcos: quem é Joel Jota?

Filho e neto de pescadores, Joel Jota começou a natação para conseguir acompanhá-los na pescaria. Começou a competir aos 12 anos e entrou para a equipe da Universidade de Santa Cecília, em Santos, sua cidade natal.

Ele conta que, mesmo antes, já tinha desejo de empreender. “Fiz um projetinho de revista interna do clube só para os nadadores, para informar as pessoas sobre as novidades desse universo. Queria que fosse transmitida para todas as categorias, desde os mais novinhos até a equipe principal, da qual eu fazia parte”, lembra ele, em conversa com João Kepler, no 17º episódio do Pivotando. “Não cheguei a desenvolvê-la, mas foi a primeira vez que tive uma ideia empreendedora. Depois disso, foram várias outras”.

Joel representou o Brasil na Copa do Mundo de Natação em 2005 e conquistou o 7º lugar no ranking, na prova de 50 metros nado borboleta. No ano seguinte, fez a sua última participação na Seleção Brasileira e decidiu que era o momento de sair das piscinas.

"Deixei a natação porque eu sonhava ir para as Olimpíadas. Eu já era técnico de natação e professor, tudo ao mesmo tempo. Percebi que, para ir aos Jogos Olímpicos, eu teria que focar só naquilo. Porém, a minha carreira como professor universitário estava indo bem, estava construindo um futuro brilhante. Entendi que era o momento de eu investir na minha carreira profissional e encerrar a carreira como atleta”, conta.

O ex-nadador cursou Educação Física, se tornou treinador e trabalhou como professor universitário por mais de dez anos. Um de seus alunos foi o pai do jogador de futebol Neymar, que se tornou amigo de Joel Jota e, posteriormente, o convidou para ser coordenador geral do Instituto Neymar Jr, em 2014. Um ano antes, em 2013, ele iniciou a carreira como coach.

"Todas as vezes que eu perdia um campeonato, eu passava por isso [ter crises de identidade]. Todas as vezes que eu tinha uma frustração, eu ressignificava muita coisa, 'será que eu tenho que fazer isso?', 'será que vale a pena?', 'será que eu tenho que continuar?'", lembrou o convidado, destacando, em seguida, a importância da figura do pai em sua jornada.

"Meu pai sempre deixou muito clara a diferença entre fracasso e derrota. Ele falava assim: fracassar é quando você não dá seu melhor; ser derrotado é quando você dá o seu melhor, e alguém te vence – a pessoa é melhor que você", citou Jota.

Nesse meio tempo, Joel Jota também foi sócio do Grupo Primo, de Thiago Nigro. Ele deixou a companhia em 2022 para se dedicar exclusivamente a negócios próprios nos ramos de saúde e desenvolvimento pessoal.

Hoje, além de treinador, professor e palestrante, o ex-atleta conta que se descobriu no marketing digital e a usa a internet para vender seus cursos e produtos, tais como “Performan-C”, programa de alta performance, e o “DNA JJ”, portal de conteúdo com foco no desenvolvimento. Ele também é autor de best-sellers como "100% Presente" e "O Sucesso é Treinável".

"[As pessoas] me procuram porque elas não confiam nelas. Elas não acreditam nelas. Por elas não acreditarem nelas, precisam que alguém estenda a mão para elas e fale 'cara, você consegue'. Só que só isso não basta, elas precisam ver como. Então, elas precisam ver a jornada, elas precisam ver metodologia", disse Joel Jota. "Ao invés de eu falar que eu sou o herói, eu sou apenas o guia...o herói é você!".

Mentor de atletas nas Olimpíadas

O anúncio de que Joel Jota será mentor do Time Brasil nas Olimpíadas não foi tão bem recebido pelos atletas. Eles dizem que o ex-nadador "vende o que não é".

"Nem eu quando fui finalista olímpica tinha essa autoestima", ironizou Joanna Maranhão, ex-nadadora com oito medalhas em jogos pan-americanos.

"Nem o medalhista olímpico Bruno Fratus já teve essa audácia. Jamais, e eu repito, jamais se venda em troca de likes e engajamento. Tudo tem limite, inclusive marketing", completou Bruno Fratus, medalhista de bronze em Tóquio 2020 e dono de outras sete medalhas em jogos pan-americanos.

Os atletas ainda explicaram que o problema com Joel Jota são os termos usados, segundo eles, para "mentir".

"Entrei na seleção brasileira absoluta em 2002 e parei de nadar em 2017. Joel nunca esteve na equipe principal. A esposa dele (a também ex-nadadora Larissa Cieslak) esteve no Pan Americano de 2007, 2011 e salvo engano algum Pan Pacífico. Nenhum dos dois chegou perto de índice para Jogos Olímpicos. Repito: isso NÃO é um problema. O problema está na mentira. Não existe problema algum em não ter chegado a seleção ou não ser atleta de ponta. A questão aqui, é que esse cidadão vende o que não foi. E vou além, ele não é psicólogo", continuou Joanna.

Joel Jota é parabenizado por outros atletas

Nas redes sociais, Joel publicou um vídeo do momento em que descobriu a função como mentor dos atletas. O empresário relembrou como, no passado, estava focado em fazer parte das Olimpíadas de Paris e mostrou que colocou na parede do escritório um contador até a data dos jogos. Com a confirmação do sonho, ele ficou emocionado repetiu o seu lema: "O trabalho devolve".

O empresário também recebeu o apoio de atletas de outras modalidades.

"Sensacional", escreveu Gabi Guimarães, da seleção brasileira de vôlei. "Contamos com você!", disse Pepe Gonçalves, atleta do remo. "Eu sabia, meu amigo. Você é pura luz. Vamos levar essa garra, energia, coragem para todos os atletas brasileiros", comentou a ex-jogadora Virna.

As Olimpíadas 2024 serão realizadas em Paris, na França, de 26 de julho a 11 de agosto.

Confira a participação de Joel Jota no Pivotando

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Olimpíada
Joel Jota
Olimpíadas de Paris
Delegação brasileira

Últimas notícias

Programa The Noite fará homenagem ao cantor Nahim nesta quinta-feira (13)

Programa The Noite fará homenagem ao cantor Nahim nesta quinta-feira (13)

Artista de 71 anos morreu após supostamente ter caído da escada e batido a cabeça; ele esteve nos estúdios do SBT no início de junho
"Nós temos um presidente que está sem vontade de governar o país”, diz Ciro Nogueira

"Nós temos um presidente que está sem vontade de governar o país”, diz Ciro Nogueira

Senador analisou viagem do petista para conferência da OIT em Genebra (Suíça) em meio a crise política da última semana
Ciro Nogueira critica Lula pelo que classifica como “alienação”

Ciro Nogueira critica Lula pelo que classifica como “alienação”

Para senador e ex-ministro da Casa Civil de Bolsonaro, o presidente, por não ser uma pessoa conectada, é "completamente blindada de tudo"
"Dessa vez vou até o fim”, diz Datena sobre pré-candidatura à Prefeitura de SP

"Dessa vez vou até o fim”, diz Datena sobre pré-candidatura à Prefeitura de SP

Apresentador, lançado como pré-candidato a prefeito da capital paulista pelo PSDB nesta quinta-feira (13), já desistiu de quatro campanhas
Lula critica riqueza de bilionários e programas espaciais privados: 'não precisamos ir para Marte'

Lula critica riqueza de bilionários e programas espaciais privados: 'não precisamos ir para Marte'

Na Suíça, presidente diz ainda que "mão invisível" do mercado agrava desigualdades sociais no mundo
Faixa de Gaza: mais de oito mil crianças estão em situação de desnutrição aguda

Faixa de Gaza: mais de oito mil crianças estão em situação de desnutrição aguda

Das 32 mortes pela doença no território, 28 eram crianças menores de cinco anos
Senadores sugerem medidas para compensar desoneração da folha e Jaques Wagner vai levar à Fazenda

Senadores sugerem medidas para compensar desoneração da folha e Jaques Wagner vai levar à Fazenda

Congresso e governo tentam encontrar solução para compensar medida, após devolução de parte da "MP do Fim do Mundo"
"Estou anestesiada. Nos vimos ontem", lamenta ex-esposa do cantor Nahim

"Estou anestesiada. Nos vimos ontem", lamenta ex-esposa do cantor Nahim

Sucesso nos anos 80, artista foi encontrado morto em sua casa na manhã desta quinta-feira (13)
Ciro Nogueira atribui derrota de Bolsonaro nas eleições de 2022 também a aliados

Ciro Nogueira atribui derrota de Bolsonaro nas eleições de 2022 também a aliados

Sem citar Roberto Jefferson e Carla Zambelli, ex-ministro da Casa Civil diz que casos midiáticos a uma semana do pleito prejudicaram ex-presidente
Albinismo nem sempre afeta a cor da pele; entenda o que é condição rara

Albinismo nem sempre afeta a cor da pele; entenda o que é condição rara

Exposição ao sol pode causar queimaduras no corpo e, em alguns casos, apenas a região dos olhos é atingida
Publicidade
Publicidade