Publicidade

Plano de golpe: ex-comandante do Exército presta depoimento à PF nesta sexta-feira (1º)

O general Marco Antônio Freire Gomes foi contrário à ideia e realiza oitiva no lugar de testemunha; Polícia Federal quer investigar possível omissão

Plano de golpe: ex-comandante do Exército presta depoimento à PF nesta sexta-feira (1º)
Publicidade

A Polícia Federal (PF) pretende realizar na tarde desta sexta-feira (1º) a oitiva do último ex-comandante das Forças Armadas envolvido em suposta trama golpista para manter no poder o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Trata-se do general do Exército Marco Antônio Freire Gomes.

+A minuta, o QG do Golpe no PL e as reuniões no Planalto: como a PF chegou a Bolsonaro

Por ser o último a depor, ele deve ser confrontado com as versões apresentadas pelos ex-comandantes da Marinha, Almir Garnier, e da Aeronáutica, Carlos Eduardo Baptista Júnior.

Em relatório da PF, Gomes era contrário à ideia de golpe e chegou a ser ofendido pelo general Walter Braga Netto, vice de Bolsonaro na disputa pela reeleição em 2022. Ele depõe na condição de testemunha.

“No entanto, considerando a posição de agentes garantidores, é necessário avançar na investigação para apurar uma possível conduta comissiva por omissão, pelo fato de terem tomado ciência dos atos que estavam sendo praticados para subverter o regime democrático”, afirma a Polícia Federal.

Diálogos investigados pela PF mostram que Freire Gomes recebeu informações do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, sobre o plano. São cinco áudios que, pela “análise dos dados e a contextualização, [...] indicam que as mensagens tinham como destinatário o então comandante do Exército”.

+Em ato na Avenida Paulista, Bolsonaro se defende de acusações e relativiza 'minuta do golpe'

A operação Tempus Veritatis revelou que Jair Bolsonaro, ex-ministros de governo e membros oficiais do alto escalão militar chegaram a se reunir para falar da tentativa de golpe e e chegaram a cogitar a prisão do ministro Alexandre de Moraes, presidente à época do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e invalidar o resultado eleitoral de 2022.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Política
Exército
Bolsonaro
Polícia Federal

Últimas notícias

Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Dados foram apresentados em nova pesquisa do Todos pela Educação
Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Homem é servidor do Tribunal de Justiça do RN; vítima foi encontrada morta e amarrada
AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

Programa chinês pretende levar nave tripulada à Lua até 2030; Ye Guangfu, Li Cong e Li Guangsu integram o lançamento de hoje
PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

Crime foi registrado em 2022, em Rio Verde (GO); autor de disparos teria poupado outra criança para causar “sofrimento grande”
Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

José Caruzzo Escafura, de 94 anos, é acusado de mandar matar comerciante em 2021 no Rio de Janeiro por dívida de quase meio milhão de reais
Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Retenção do pagamento, em março, provocou fritura do presidente da estatal, Jean Paul Prates; com aval de Lula, CA propõe distribuição de 50%
Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Iniciativa tem como objetivo diminuir evasão escolar e desigualdade social entre jovens
SP: Grave acidente na rodovia Régis Bittencourt deixa 4 mortos

SP: Grave acidente na rodovia Régis Bittencourt deixa 4 mortos

Carro com três ocupantes foi prensado entre carretas; motorista de caminhão também não resistiu
Lula sanciona lei que reconhece blocos de Carnaval como manifestação da cultura nacional

Lula sanciona lei que reconhece blocos de Carnaval como manifestação da cultura nacional

Decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25)
Casa Branca diz querer "respostas" de Israel sobre valas comuns em Gaza

Casa Branca diz querer "respostas" de Israel sobre valas comuns em Gaza

Quase 300 corpos foram encontrados por autoridades palestinas; ONU pediu investigação
Publicidade
Publicidade