Publicidade

Lula e Lira se reúnem após escalada na tensão entre Congresso e Planalto

Objetivo da reunião foi reafirmar papéis dos integrantes do governo na relação com o Congresso, segundo ministro

Lula e Lira se reúnem após escalada na tensão entre Congresso e Planalto
Publicidade

Após uma semana marcada pela escalada na tensão entre o Planalto e o Congresso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PL-AL), se reuniram a sós na manhã desta sexta-feira (9).

+ Ministro de Lula garante que governo vai cumprir acordos firmados com Lira

Em entrevista a jornalistas após o encontro, o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou que o objetivo da reunião foi reafirmar os papéis dos integrantes do governo na relação com o Congresso e negou qualquer conflito.

“Não existe qualquer tipo de clima que gere tensão, muito pelo contrário”, disse o ministro. Padilha também demonstrou otimismo ao falar da relação entre os Poderes. "Teremos um ambiente positivo tanto no Senado quanto na Câmara."

Na abertura do ano legislativo, na segunda-feira (5), Lira mandou recados duros para o governo federal. "Não subestimem esta Mesa Diretora, não subestimem os membros do Parlamento e dessa legislatura", disse Lira no início do discurso.

O presidente da Câmara manifestou abertamente a insatisfação com veto do presidente Lula a emendas parlamentares que estavam previstas no Orçamento de 2024 e criticou a decisão do governo de insistir, via medida provisória, no fim da desoneração da folha de pagamento após o Congresso aprovar lei garantindo a manutenção do benefício e derrubado veto do Planalto ao texto.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Lula
Congresso Nacional

Últimas notícias

Simone Tebet diz que Brasil trabalha para 'encurtar distâncias' na América do Sul

Simone Tebet diz que Brasil trabalha para 'encurtar distâncias' na América do Sul

Ministra do Planejamento de Lula está com o presidente em Cúpula do Caribe, na Guiana, e falou ao SBT
Casos de feminicídio registram aumento de 33% em janeiro no RJ

Casos de feminicídio registram aumento de 33% em janeiro no RJ

Em 2023, ligações para o 180 receberam 23% a mais de denúncias de violência doméstica
Governo nega reajuste de 7% e diz que vai aguardar arrecadação para definir aumento para servidores

Governo nega reajuste de 7% e diz que vai aguardar arrecadação para definir aumento para servidores

Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado, centrais sindicais e o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais cobram recomposição salarial
STF derruba regras sobre distribuição de vagas na Câmara

STF derruba regras sobre distribuição de vagas na Câmara

Se aprovada a regra, sete deputados federais perderiam os mandatos, mas a decisão só valerá a partir de 2024
Ministro da Educação defende aprovação do Novo Ensino Médio no 1º semestre

Ministro da Educação defende aprovação do Novo Ensino Médio no 1º semestre

Camilo Santana defende avanço rápido de proposta para aplicação em 2025, e atribui medida à melhoria do ensino
Assinar impeachment de Lula e participar do governo é "bizarro", diz Padilha

Assinar impeachment de Lula e participar do governo é "bizarro", diz Padilha

Ministro das Relações Institucionais disse que caso algum parlamentar da base tenha assinado a lista, é sinal de que não quer participar do governo
STJ decide no dia 20 se Robinho cumprirá pena no Brasil por estupro

STJ decide no dia 20 se Robinho cumprirá pena no Brasil por estupro

Ex-jogador da seleção foi condenado a noves anos de prisão por delito cometido na Itália
Ministro da Educação assume erros na divulgação de resultados do Sisu: "Está sendo avaliado"

Ministro da Educação assume erros na divulgação de resultados do Sisu: "Está sendo avaliado"

Camilo Santana citou adequações da nova lei de cotas e disse que a pasta apura internamente as causas da falha
Chuvas fortes devem atingir o Brasil até 4 de março

Chuvas fortes devem atingir o Brasil até 4 de março

Dados do Inmet mostram que grandes acumulados de chuva devem afetar 19 Estados brasileiros, sendo os principais Minas Gerais e os das regiões Norte e Nordeste
Bolsonaro diz que estado de sítio não é crime ao falar sobre "minutas do golpe"

Bolsonaro diz que estado de sítio não é crime ao falar sobre "minutas do golpe"

Ex-presidente voltou a negar que tenha sido dado o primeiro passo, em seu governo, para instauração de um estado de sítio no país
Publicidade
Publicidade