Publicidade

MP fecha o cerco contra prefeituras e shows milionários

Pente fino de promotores de SP em contratos sem licitação analisará legalidade e "razoabilidade"

MP fecha o cerco contra prefeituras e shows milionários
MP paulista
Publicidade

O Ministério Público Estadual, em São Paulo, fechou o cerco contra gastos milionários feitos sem licitação por prefeituras com shows de artistas no estado.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O procurador-geral de Justiça, Mário Luiz Sarrubo, e o corregedor-geral do MP paulista, Motauri Ciocchetti de Souza, recomendaram oficialmente aos promotores que "que exerçam a função de defensores do patrimônio público" e passem um pente fino em contratos do último mandato dos "gastos referentes a shows pagos pelo Executivo".

"Verificando valores e origem dos custeios, de sorte a concluir sobre a razoabilidade das despesas e legalidade do financimanto".

A recomendação 11/2022-PGJ-CGMP, publicada no Diário Oficial do Estado na 6ª feira (10.jun), é consequência de um debate realizado no Órgão Especial do Colégio de Procuradores do Ministério Público de São Paulo. A proposta foi levada ao grupo pelo procurador Paulo Afonso Garrido de Paula, ex-corregedor geral do MP, em reunião de 1 de junho.  

DO Estado

A recomendação decorre de uma sequência de denúncias e apurações pelo país de com cachês milionários, com eventual uso de recursos de áreas essenciais para custeio. O documento alerta os promotores que para contratar shows é exigido "procedimento prévio de justificativa da escolha (consagração pela crítica especializada ou pela opinião pública) e do preço (análise mercadológica que permita aferir se o valor do cachê era compatível com o mercado e se atende aos princípios de razoabilidade e da proporcionalidade em vista da dimensão dos recursos sorçamentaiso disponíveis)".

O documento alerta que os contratos devem ser feitos direto com o artista ou seu empresário, para casos em que houver dispensa de licitação. "Cabe identificar que a contratação seja formalizada diretamente com o artista ou empresário que o representa com exclusividade, não se admitindo a exclusão de licitação para empresas intermediadoras."

Leia mais:

+ Ministério Público investiga show de Gusttavo Lima no Rio de Janeiro

+ MP investiga cachê de R$ 800 mil pago por prefeitura a Gusttavo Lima

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
ministério público sp
prefeitura

Últimas notícias

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

No plenário virtual, os ministros já haviam formado maioria a favor dos benefícios fiscais, mas ainda há tempo de reverter o placar no plenário físico
Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Ministro indiciado ganha tempo para se defender enquanto Lula estiver cumprindo agenda pela Europa
Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Os ministros decidiram, nesta quarta (12), que correção do Fundo deve ser pelo IPCA, a fim de evitar perdas inflacionárias
PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

Conab, responsável pela compra dos grãos importados, suspendeu o negócio após suspeitas de irregularidades
Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Pacote de reformas enviado pelo governo Milei está em debate no Senado
Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

O prazo de concessão será de 25 anos, de acordo com a Secretaria de Educação do estado
Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

O ministro deu mais 180 dias para conclusão das investigações, atendendo a pedido feito pela Polícia Federal (PF)
Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Presidente brasileiro participou de abertura de evento no Rio de Janeiro que reúne investidores árabes e brasileiros
Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Texto foi aprovado na forma de um substitutivo da relatora, senadora Damares Alves (Republicanos-DF), e volta agora à Câmara dos Deputados
Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

A acusação da deputada foi após uma fala de Nikolas na reunião da Comissão da Defesa dos Direitos das Mulheres, na última quarta-feira
Publicidade
Publicidade