Publicidade

Israel interrompe transmissão e apreende equipamentos de jornalistas de agência americana

Ministério de Comunicações israelense afirmou que vai “limitar as transmissões que prejudicam a segurança do Estado"

Israel interrompe transmissão e apreende equipamentos de jornalistas de agência americana
Benjamin Netanyahu, presidente de Israel, discursando | Reprodução/Redes sociais
Publicidade

A agência de notícias americana Associated Press denunciou as as autoridades israelenses por apreender seus equipamentos de reportagem e derrubar a transmissão que fazia ao vivo da Faixa de Gaza, nesta terça-feira (21).

Segundo a denúncia, oficiais do governo de Israel teriam entrado na redação do canal, no sul do estado, com um documento assinado pelo ministro das Comunicações, Shlomo Karhi, acusando a agência de violar uma nova lei midiática.

A nova lei aprovada por Israel proíbe qualquer emissora de repassar imagens para a Al Jazeera, canal com sede no Catar.

Lauren Easton, vice-presidente da AP, repudiou a decisão do governo de Benjamin Netanyahu e justificou que as imagens estavam sendo transmitidas também para organizações de notícias de outros países.

“A paralisação se baseou no uso abusivo por parte do governo israelense da nova lei de emissoras estrangeiras do país. Apelamos às autoridades israelitas para que devolvam o nosso equipamento e nos permitam restabelecer imediatamente a nossa transmissão ao vivo, para que possamos continuar a fornecer este importante jornalismo visual a milhares de meios de comunicação em todo o mundo”, disse Lauren Easton.

A AP recebeu ordens, na última quinta-feira (17), para encerrar a transmissão, mas se recusou a cumpri-la. Contra o governo de Netanyahu, a oposição liderada por Yair Lapid classificou o ato como censura contra a agência e “um ato de loucura”.

Em nota, o Ministério de Comunicações afirmou que vai continuar tomando medidas necessárias para “limitar as transmissões que prejudicam a segurança do Estado”.

A Associação de Imprensa Estrangeira condenou a ação do país e afirmou que a lei “poderia permitir a Israel bloquear a cobertura midiática de praticamente qualquer evento noticioso por vagas razões de segurança”.

Os Estados Unidos, país que mais apoia os israelenses, chamaram a atenção para a necessidade e a importância do exercício do jornalismo, mas não repreendera as ações do governo de Netanyahu.

Al Jazeera

No dia 5 de maio, autoridades israelenses fecharam os escritórios da rede Al Jazeera no país. Além disso, foram cancelados credenciamentos, transmissões e o site da emissora.

"A Al Jazeera condena e denuncia o ato criminoso de violência aos Direitos Humanos e ao direito básico de acesso à informação. A Al Jazeraah afirma o direito de continuar a divulgar notícias e informações para sua audiência global."

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Benjamim Netanyahu
Jornalismo
Israel
Faixa de Gaza

Últimas notícias

Boulos pretende criar "Mais Médicos das especialidades" e defende dobrar efetivo da Guarda Municipal

Boulos pretende criar "Mais Médicos das especialidades" e defende dobrar efetivo da Guarda Municipal

Pré-candidato à prefeitura de São Paulo trouxe planos de campanha pela primeira vez após criação da coligação "Amor Por São Paulo"
Bolsonaro diz que Ramagem "paga preço alto pela ousadia" de querer governar o Rio

Bolsonaro diz que Ramagem "paga preço alto pela ousadia" de querer governar o Rio

Ex-presidente e pré-candidato à prefeitura participaram de ato pré-campanha nesta quinta (18)
Poder Expresso: Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulga dados alarmantes sobre a violência

Poder Expresso: Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulga dados alarmantes sobre a violência

Relatório divulgado nesta quinta mostra que, em 2023, foram registrados 83.988 de estupro, um aumento de 6,5% em relação ao ano anterior
Polícia Federal prende dois suspeitos de matar filho de Mãe Bernadete na Bahia

Polícia Federal prende dois suspeitos de matar filho de Mãe Bernadete na Bahia

Operação investiga morte de mãe e filho no quilombo Pitanga dos Palmares
Empresário que atirou cinco vezes contra carro será indiciado por dupla tentativa de homicídio

Empresário que atirou cinco vezes contra carro será indiciado por dupla tentativa de homicídio

Adriano Domingues Costa foi indiciado por dupla tentativa de homicídio, porte de arma de fogo e receptação de pistola usada em crime
Vítima provoca atirador antes de ser baleada e morrer: "Atira, então"

Vítima provoca atirador antes de ser baleada e morrer: "Atira, então"

Câmeras de segurança flagraram toda a ação do suspeito
Polícia do Rio investiga morte de bebê de 2 anos; família é suspeita de maus-tratos

Polícia do Rio investiga morte de bebê de 2 anos; família é suspeita de maus-tratos

Em entrevista ao SBT Rio, a mãe do menino, Aline Julia, negou que o menino tenha morrido após agressão em casa
Justiça Federal determina prisão do ex-diretor da Petrobras Renato Duque

Justiça Federal determina prisão do ex-diretor da Petrobras Renato Duque

Engenheiro deverá ficar 39 anos, dois meses e 20 dias em regime fechado
Vídeo: jovens são flagrados em bar antes de batida que matou motorista de aplicativo em Guarulhos

Vídeo: jovens são flagrados em bar antes de batida que matou motorista de aplicativo em Guarulhos

De acordo com a comanda dos envolvidos, eles compraram três garrafas de bebidas que passaram de R$ 1 mil
Vídeo mostra tribo isolada na Amazônia peruana perto de área de exploração madeireira

Vídeo mostra tribo isolada na Amazônia peruana perto de área de exploração madeireira

Várias empresas madeireiras detêm concessões dentro do território que pertence aos Mashco Piro; ONG pede que governo peruano revogue as licenças
Publicidade
Publicidade