Publicidade

Foguete lançado pela Coreia do Norte para implantar satélite espião explode após a decolagem

Moradores do Japão receberam alerta para procurarem abrigo por conta do lançamento

Foguete lançado pela Coreia do Norte para implantar satélite espião explode após a decolagem
Publicidade

Um foguete lançado pela Coreia do Norte para implantar o segundo satélite espião do país explodiu logo após a decolagem nesta segunda-feira (27), segundo a mídia estatal, representando um revés para as esperanças do líder Kim Jong Un de lançar satélites para monitorar os EUA e a Coreia do Sul.

O lançamento fracassado aconteceu horas após os líderes da Coreia do Sul, China e Japão se reunirem em Seul, no primeiro encontro trilateral em mais de quatro anos. É extremamente incomum que a Coreia do Norte tome ações provocativas quando a China, seu principal aliado e fonte econômica, está envolvida em diplomacia de alto nível na região.

O lançamento atraiu críticas de países vizinhos, já que a ONU proíbe a Coreia do Norte de realizar tais lançamentos, considerando-os como disfarces para testar tecnologia de mísseis de longo alcance.

A Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA) informou que lançou um satélite espião a bordo de um novo foguete em seu principal centro espacial no noroeste, mas o foguete explodiu durante o voo da primeira fase logo após a decolagem devido a um problema suspeito no motor.

O governo japonês chegou a emitir um alerta de míssil para a prefeitura de Okinawa, orientando os residentes a se abrigarem dentro de edifícios e outros locais seguros. O alerta foi retirado posteriormente porque a região não estava mais em perigo, disse o Secretário-Chefe do Gabinete, Yoshimasa Hayashi.

Mais cedo, a Coreia do Norte havia notificado a guarda costeira do Japão sobre seus planos de lançar "um foguete satélite", com um aviso para exercer cautela nas águas entre a Península Coreana e a China e a leste da principal ilha filipina de Luzon durante uma janela de lançamento de segunda-feira até 3 de junho.

A Coreia do Norte mantém firmemente o discurso que tem o direito de lançar satélites e testar mísseis.

O Ministro da Defesa japonês, Minoru Kihara, chamou o lançamento norte-coreano de "um desafio sério para o mundo inteiro." O Ministério da Unificação da Coreia do Sul chamou o lançamento de satélite pelo Norte de "uma provocação que ameaça seriamente nossa segurança e a segurança regional."

Durante a reunião trilateral com o Primeiro-Ministro japonês Fumio Kishida e o Primeiro-Ministro chinês Li Qiang mais cedo na segunda-feira, o presidente sul-coreano Yoon Suk Yeol pediu uma ação internacional severa se a Coreia do Norte prosseguisse com seu plano de lançamento.

Alguns observadores dizem que o lançamento do satélite pela Coreia do Norte no primeiro dia de sua janela de oito dias pode ter sido destinado a esfriar a reunião Seul-Pequim-Tóquio e registrar seu descontentamento com a China.

Kim Jong Un tem abraçado a ideia de uma "nova Guerra Fria" e procurado fortalecer os laços com Pequim e Moscou para formar uma frente unida contra Washington, de modo que a diplomacia da China com Seul e Tóquio pode ter sido um desenvolvimento perturbador para Pyongyang.

*com informações da Associated Press

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Mundo
Coreia do Norte
míssil
Foguete
Japão

Últimas notícias

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Segundo as investigações, o grupo atuava em 15 estados
Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

"Por cinco meses, passei por isso", desabafou parlamentar que teve a bolsa encharcada
Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Prisões foram em cinco diferentes cidades do estado de São Paulo
Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Alta acontece após críticas do presidente Lula à decisão do Copom de manter taxa de juros
Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Virginia precisou largar os estudos para casar com seu namorado da época, que foi chamado para servir na Segunda Guerra Mundial
Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Assassino confesso de Marielle Franco, em 2018, foi transferido de presídio federal em MS, como benefício da delação
Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Para o ministro, o porte da erva para consumo próprio já não tem natureza criminal. Julgamento continua na próxima terça (26)
STF decide arquivar inquérito contra Google e Telegram

STF decide arquivar inquérito contra Google e Telegram

Relator do documento, Moraes seguiu parecer da PGR
Agência promete R$ 10 milhões para pequenas empresas do RS

Agência promete R$ 10 milhões para pequenas empresas do RS

Ricardo Capelli, presidente da ABDI, diz que agência vai fechar parceria em junho
Cidade de São Paulo registra mês de junho mais seco em 29 anos, diz CGE

Cidade de São Paulo registra mês de junho mais seco em 29 anos, diz CGE

A cidade registrou menos que 1 mm de chuva, menor índice desde 1995, quando iniciou as medições na capital
Publicidade
Publicidade