Publicidade

"Temos que incentivar projetos de energias renováveis", diz presidente do BID

Durante encontro do LIDE, na capital americana, o brasileiro Ilan Goldfajn afirmou que o BID tem interesse em maior investimento em energia limpa

"Temos que incentivar projetos de energias renováveis", diz presidente do BID
lide
Publicidade

Washington DC - O salão do hotel Willard, na região central de Washington, recebeu nesta 2ª feira (1.ago) autoridades brasileiras, empresários e investidores. O evento organizado pelo LIDE reuniu em uma só mesa o presidente do Senado e do Congresso, Rodrigo Pacheco, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, governadores, prefeitos, executivos e empresários brasileiros. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Após o discurso, o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) falou aos jornalistas sobre o interesse da instituição no investimento em projetos de meio ambiente. "Nas questões climáticas já estamos financiando milhões e queremos financiar mais desde que haja os projetos necessários. No BID temos duas restrições: uma, a  quantidade de recursos, de financiamento, mas também precisamos ter a capacidade de gerar os projetos bons, sustentáveis, e muitas vezes não há" disse Goldfajn. 

Questionado pelo SBT sobre em quais tipos de projetos há carência ou maior necessidade para investimento, o presidente do BID explicou: "O Brasil tem uma capacidade técnica até maior do que a da região, mas de uma forma geral temos que incentivar a ter os projetos de energias renováveis, hidrovias a financiar isso. Tanto do setor público quanto do privado, que é o nosso braço direito, o Bid Invest". Goldfajn afirmou que é preciso sentar com os estados, os municípios, com a assistência técnica e afinar as necessidades. "Nós ajudamos a financiar pequenas e médias empresas. Como a gente faz isso? Linhas através do BNDES que a gente anunciou recentemente. Uma linha de quatro trilhões e meio para financiar pequenas e médias empresas. Onde? Em uma região que nós consideramos importante para a preservação da natureza, a região Amazonia", disse. 

As áreas sociais de maior interesse do BID para investimento na América Latina e no Brasil, segundo Goldfajn, são: água e saneamento, educação, saúde, projetos sociais, diminuição da desigualdade social, clima, energia renovável e verde. O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento citou o projeto 'Amazônia Sempre' , chamado por ele de 'guarda-chuva' , pois o Brasil recebeu o mandato de oito países para ser o organizador.

Questionado sobre a notícia desta 6ª feira. de crescimento de 0,9% do PIB brasileiro no segundo trimestre, Goldfajn afirmou que olha para o médio prazo. "Analiso como a região está se comportando e segue, obviamente, os ciclos globais. O crescimento global está desacelerando mas ainda está forte e isso repercute em todos os países da América Latina, inclusive no Brasil". Goldfajn afirmou que tem uma perspectiva relativamente positiva da região desde que a mesma seja capaz de aproveitar as oportunidades. 

"O Brasil tem uma das matrizes energéticas das mais limpas e com potencial ainda maior. Não só o Brasil como o resto da América Latina", disse. Lembrou a viagem recente que fez à Europa e pontuou o interesse europeu em energia limpa. Algo que o Brasil pode ser fornecedor. Citou ainda o impacto na geopolítica mundial pela invasão russa da Ucrânia. "Tudo isso leva a região a ser não um problema, de quem está precisando de dinheiro mas uma solução onde se quer ser parceiro da América Latina" 

O Brasil é o maior cliente do BID e esta parceria está comprovada em números. São $82 bilhões no grupo BID, $10 bi na parte privada (BID Invest). O Banco ainda apoia mais de 150 startups brasileiras. 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

patrícia vasconcellos
sbt news
sbtnews
portalnews
portal news
notícias
bid
lide
investimentos
eua
hidrovias
amazônia
brasil

Últimas notícias

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Magistrada é acusada de disseminar informações falsas ao afirmar que a vereadora estava “engajada com bandidos” e foi eleita com a ajuda do Comando Vermelho
Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Entre pontos principais da solução apresentada, estão parcelas de reajuste de 9% em janeiro de 2025 e 5% em abril de 2026
Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Segundo relator, líder Jaques Wagner, proposta deve ser atualizada e votação sai na próxima semana
Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Pregão havia sido autorizado para evitar a alta de preços do produto depois das enchentes no Rio Grande do Sul
Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Vítima tinha 33 anos e teve contato com água de inundação
Lira vai criar dois grupos de deputados para avaliar regras da reforma tributária

Lira vai criar dois grupos de deputados para avaliar regras da reforma tributária

Na expectativa do parlamentar, novo formato deve permitir conclusão de votações na Câmara antes do fim do primeiro semestre
Milionário, cantor sertanejo, está internado após AVC

Milionário, cantor sertanejo, está internado após AVC

Artista da dupla com José Rico está consciente e se comunica com familiares
Comissão aprova proibição de recursos públicos a eventos esportivos sem igualdade entre gêneros

Comissão aprova proibição de recursos públicos a eventos esportivos sem igualdade entre gêneros

Projeto de Lei recebeu parecer favorável da senadora Janaína Farias (PT-CE) e segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)
Alexandre de Moraes usa o termo “burrice” durante julgamento de Zambelli e do hacker Delgatti

Alexandre de Moraes usa o termo “burrice” durante julgamento de Zambelli e do hacker Delgatti

Por unanimidade, a Primeira Turma do STF aceitou, nesta terça-feira (21), a denúncia do MPF contra os dois acusados de invasão a sistemas do Judiciário
STF livra José Dirceu de cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro

STF livra José Dirceu de cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro

Por 3 votos a 2, ministros da 2ª Turma consideraram que a possibilidade de punição pelos crimes prescreveu
Publicidade
Publicidade