Publicidade

Nova onda da pandemia impacta festas de Réveillon ao redor do mundo

Capitais famosas como Roma, Paris, Berlim e Tóquio já afirmaram a suspensão dos eventos

Nova onda da pandemia impacta festas de Réveillon ao redor do mundo
No Brasil, a maioria dos Estados já anunciou a suspensão das festividades de Ano Novo | Wikimedia Commons
Publicidade

A nova onda de casos de covid-19 e a propagação da nova variante ômicron estão fazendo com que diversas cidades ao redor do mundo cancelem as festividades do Réveillon. Com medo de um possível retrocesso na contenção da pandemia, os tradicionais eventos de fim de ano também estão sendo limitados a um número máximo de participantes.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Na Itália, por exemplo, a prefeita de Roma cancelou o famoso concerto de Ano Novo no Circo Máximo para evitar aglomerações. Além da capital italiana, Veneza, Pádua e Treviso também adiaram os eventos culturais, além de suspender a queima de fogos. Já no Reino Unido, o tradicional show de Ano Novo nas margens do rio Tâmisa, em Londres, não irá acontecer. Ao mesmo tempo, a França anunciou o cancelamento das festividades em Paris, incluindo a programação para a avenida Champs-Elysées em 31 de dezembro.

Ainda na Europa, a capital portuguesa, Lisboa, assim como as cidades de Nazaré, Porto, Braga e Albufeira, também suspenderam as comemorações para precaver uma quinta onda da pandemia e a imposição de novas medidas restritivas. Na Holanda, a capital de Amsterdã, os shows de fogos de artifício e as celebrações públicas foram canceladas. Além disso, os moradores também estão proibidos de usar fogos em festas privadas.

Já na cidade alemã de Berlim, além dos festejos terem sido cancelados, o chanceler Olaf Scholz determinou que as reuniões familiares e entre amigos deverão ser limitadas a 10 pessoas para cidadãos já vacinados e a duas pessoas para cidadãos ainda não imunizados. Em Frankfurt e Munique, os eventos também estão vetados.

+ Réveillon e Carnaval: quais os possíveis impactos das festas na pandemia

Em Tóquio, no Japão, a famosa e tradicional contagem regressiva no distrito de Shubuya foi suspensa para evitar aglomerações. A capital japonesa ainda determinou que toda a região deverá ser patrulhada e que o consumo de bebidas alcóolicas deve ser banido entre 21h e 3h. Na cidade de Nova Déli, na Índia, todos os eventos coletivos de fim de ano foram cancelados para conter o avanço da variante ômicron. A proibição engloba iniciativas culturais, religiosas, políticas e de entretenimento.

Já no Brasil, a maioria dos Estados anunciou a suspensão das festividades de Réveillon, inclusive capitais famosas pelos eventos como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Salvador. Já em cidades como Florianópolis e Recife, as festas serão realizadas de forma parcial: sem shows, mas com queima de fogos.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
nova onda
pandemia
covid-19
impacta
festas
reveillon
paises
italia
frança
reino unido
alemanha
japao
brasil
omicron

Últimas notícias

SP: Ladrão agride mulher com socos e chutes para roubar celular

SP: Ladrão agride mulher com socos e chutes para roubar celular

Idoso tenta interferir na agressão e ajudar a vítima
Justiça do Rio decide soltar filha do bicheiro Piruinha

Justiça do Rio decide soltar filha do bicheiro Piruinha

Monalliza Escafura estava presa desde o dia 18 de junho pelo crime de extorsão
Superior Tribunal de Justiça determina absolvição de jovem apontado como criminoso por reconhecimento fotográfico

Superior Tribunal de Justiça determina absolvição de jovem apontado como criminoso por reconhecimento fotográfico

Desembargador argumentou que recurso não deve ser o único indício para levar alguém à prisão "em razão de sua fragilidade”
RJ: idosa de 65 anos é espancada por assaltantes após dizer que não tinha dinheiro

RJ: idosa de 65 anos é espancada por assaltantes após dizer que não tinha dinheiro

Ela foi socorrida e levada para o hospital municipal de Nova Iguaçu em estado grave
Polícia prende golpista que usava antena para invadir o celular das vítimas

Polícia prende golpista que usava antena para invadir o celular das vítimas

Homem ficava entre 8 e 12 horas dentro de carro em São Paulo para aplicar os golpes
"Pílula do câncer": por que a fosfoetanolamina não é regulamentada pela Anvisa?

"Pílula do câncer": por que a fosfoetanolamina não é regulamentada pela Anvisa?

Substância foi distribuída gratuitamente por 20 anos, mas não possui registro para ser usada como medicação no Brasil; entenda
Recém-nascida levada por falsa pediatra é encontrada em Goiás; suspeita é presa

Recém-nascida levada por falsa pediatra é encontrada em Goiás; suspeita é presa

Criança foi localizada a pelo menos 130 km de distância da maternidade em que foi roubada, em Uberlândia, Minas Gerais
Comissão dos Direitos Humanos do RJ pede extradição de argentina que imitou macacos em roda de samba

Comissão dos Direitos Humanos do RJ pede extradição de argentina que imitou macacos em roda de samba

Polícia Civil pediu que Consulado Argentino esclareça se ela já saiu do Brasil
Pivotando: "Sempre o resultado de uma empresa é reflexo da sua governança", defende Danilo Fedel

Pivotando: "Sempre o resultado de uma empresa é reflexo da sua governança", defende Danilo Fedel

O diretor e co-fundador da Sense Inteligência Financeira conversou com João Kepler no 48º episódio do videocast do SBT News; assista!
Maduro diz, sem provas, que eleições não são auditadas no Brasil

Maduro diz, sem provas, que eleições não são auditadas no Brasil

Sob desconfiança de autoridades internacionais, eleição presidencial na Venezuela está marcada para domingo (28)
Publicidade
Publicidade