Publicidade

Ditadura militar: Justiça condena delegados a pagarem R$ 1 milhão por crimes

TRF-3 diz que os três causaram danos à sociedade ao participar da morte e tortura de 25 pessoas

Ditadura militar: Justiça condena delegados a pagarem R$ 1 milhão por crimes
O jornalista Vladmir Herzog
Publicidade

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) condenou, na 4ª feira (18.jan), os delegados Aparecido Laertes Calandra, David dos Santos Araújo e Dirceu Gravina a pagarem R$ 1 milhão, cada um, em indenização por danos morais coletivos devido às torturas e mortes durante o período da didatura militar. A determinação ocorre "mediante pagamento de indenização a ser revertida ao Fundo de Direitos Difusos [ligado ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública], em montante a ser fixado em sentença, ou outra providência razoável", diz documento. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), com o reconhecimento da Justiça, os três delegados, que atuavam no Destacamentos de Operação Interna e Centros de Operações e Defesa Interna (DOI-Codi), em São Paulo, participaram, direta ou indiretamente, da tortura e do assassinato de, ao menos, 25 pessoas. Uma delas era o jornalista Vladimir Herzog, morto em 1975.

" [A decisão requer] a reparação os danos imateriais causados pelas condutas de seus agentes, durante a repressão dos dissidentes políticos da ditadura militar mediante pedido de desculpas formal a toda a população brasileira, com a citação dos casos específicos reconhecidos na presente ação, a ser preferencialmente proferido pelas respectivas chefias de governo, divulgado em mensagem veiculada ao menos em dois jornais de grande circulação no Estado de São Paulo, com espaço equivalente a meia página, por no mínimo dois domingos seguidos, sem prejuízo deoutras providências que este Juízo considere pertinente", pontua a juíza Diana Brunstein em um dos itens da sua decisão.

Na época, o DOI-Codi se dividia em unidades regionais e era responsável por sequestros e torturas contra as pessoas detidas pelo regime militar, atuando fora das leis da própria ditadura. Ele era comandado pelo coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, que chegou a ser condenado por tortura, mas morreu em 2015 sem cumprir pena pelos crimes cometidos.

A decisão acontece após um imbróglio de quase 13 anos. O MPF entrou com a ação civil pública em 2010, mas o tribunal não aceitou os pedidos, alegando prescrição e que valia a aplicação da Lei de Anistia, de 1979, para afastar a responsabilidade civil e administrativa dos torturadores. Em 2020, porém, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que o TRF-3 seguisse com o processo contra os delegados pois "a reparação civil de atos de violação de direitos fundamentais cometidos no período militar não se sujeita à prescrição".

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
vladimir herzog
justiça
ditadura militar

Últimas notícias

Fóssil de dinossauro com mais de 233 milhões de anos é encontrado após enchente no RS

Fóssil de dinossauro com mais de 233 milhões de anos é encontrado após enchente no RS

Ossada foi achada parcialmente exposta em São João do Polêsine, no Rio Grande do Sul
Em protesto contra o uso de IA, Disney sofre ataque hacker e dados são vazados

Em protesto contra o uso de IA, Disney sofre ataque hacker e dados são vazados

Ação foi manifestação contra arte produzida com inteligência artificial na empresa; informações foram roubadas
MDB x PT nas eleições: Lula não cobra de estarmos contra candidato do nosso partido, diz Jader Filho

MDB x PT nas eleições: Lula não cobra de estarmos contra candidato do nosso partido, diz Jader Filho

Ministro das Cidades defende pragmatismo em campanhas municipais e disse que não estará "em palanque de alguém que faça oposição radical a Lula"
Meta retira restrições das redes sociais de Trump

Meta retira restrições das redes sociais de Trump

Em 2023, os perfis do republicano foram restabelecidos no Instagram e no Facebook
Lula defende regulação das redes sociais e diz que big techs ganham dinheiro com mentiras

Lula defende regulação das redes sociais e diz que big techs ganham dinheiro com mentiras

Com o PL das fake news travado, presidente disse que governo pode enviar ao Congresso outro projeto para regular a atuação de big techs
Google pode comprar startup de cibersegurança por R$ 124 bilhões

Google pode comprar startup de cibersegurança por R$ 124 bilhões

Aquisição da Wiz pode ser a maior aquisição da história da empresa de tecnologia, segundo jornal Wall Street Journal
Turista que estava na Bahia pode ter morrido por picada de aranha-marrom

Turista que estava na Bahia pode ter morrido por picada de aranha-marrom

Suspeita é que jornalista paulista tenha sido picado em restaurante
Astros de "Wolverine" e "Deadpool" estão no Rio de Janeiro

Astros de "Wolverine" e "Deadpool" estão no Rio de Janeiro

Chegada do elenco faz parte da divulgação de novo filme
PF mira extração ilegal de madeira em terra indígena no Maranhão e investiga envolvimento de povos originários

PF mira extração ilegal de madeira em terra indígena no Maranhão e investiga envolvimento de povos originários

Um indígena da TI Geralda/Toco Preta foi preso; um dos alvos de mandado de prisão está foragido
Minha Casa, Minha Vida: meta de 2 milhões de unidades até 2026 será superada, diz Jader Filho

Minha Casa, Minha Vida: meta de 2 milhões de unidades até 2026 será superada, diz Jader Filho

Ministro das Cidades informou que edital para escolha de famílias do Rio Grande do Sul que vão receber casas novas deve ser finalizado na próxima semana
Publicidade
Publicidade