Publicidade

Sessão do STF julgará prisão de deputado. Segurança foi reforçada

Fux altera pauta, e ministros vão avaliar decisão de Moraes -que deve ser mantida pelo plenário

Sessão do STF julgará prisão de deputado. Segurança foi reforçada
Ministro Luiz Fux preside sessão plenária por videoconferência. Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Publicidade
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, decidiu alterar a pauta desta quarta-feira (17.fev) e o primeiro item da pauta será o julgamento sobre a decisão do ministro Alexandre de Moraes que mandou prender na noite de ontem o deputado federal Daniel Silveira. Como foi uma decisão monocrática, ou seja, apenas de Moraes, os demais ministros agora vão votar se mantém ou não a prisão. A sessão começa às 14h.

SAIBA MAIS:
Segundo apurou o SBT News, a decisão de Moraes deve ser mantida pelo plenário do STF.

Por causa da prisão, a segurança ao redor do prédio do Supremo foi reforçada na praça dos Três Poderes. O efetivo de segurança do próprio STF foi redobrado para garantir a integridade do prédio. No ano passado, várias manifestação pediram o fechamento da Corte. Em junho, fogos foram ateados contra o prédio, onde fica o plenário.

Por conta da pandemia, a sessão será por videoconferência, o que diminui a circulação de ministros no local. Nas últimas sessões, apenas o ministro Fux e poucos servidores estavam no local.
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
justiça
daniel silveira
stf
luiz fux
sessao
alexandre de moraes
karla lucena

Últimas notícias

Aulas são retomadas em mais de 120 escolas de Porto Alegre

Aulas são retomadas em mais de 120 escolas de Porto Alegre

Cerca de 30 instituições, porém, não tiveram condições de retomar as atividades
Barão Vermelho, Paula Toller e Ney Matogrosso fazem show por vítimas das enchentes no RS

Barão Vermelho, Paula Toller e Ney Matogrosso fazem show por vítimas das enchentes no RS

Evento acontece na quarta-feira (22), no teatro Vivo Rio; ingressos custam a partir de R$ 60
Brasil ultrapassa marca de 5 milhões de casos de dengue em 2024

Brasil ultrapassa marca de 5 milhões de casos de dengue em 2024

Número supera as previsões mais pessimistas feitas pelo Ministério da Saúde, que previa até 4,2 milhões de casos
Chuvas no RS: Número de pessoas fora de suas casas supera 650 mil

Chuvas no RS: Número de pessoas fora de suas casas supera 650 mil

São 76.188 cidadãos em abrigos e outros 581.633 desalojados. Número de mortos em decorrência da tragédia climática no estado segue em 157
Alckmin pede para Congresso retirar taxação de importados de projeto do Mover

Alckmin pede para Congresso retirar taxação de importados de projeto do Mover

Vice-presidente acredita que "jabutis" podem atrasar tramitação do texto que vence no dia 1º de junho; o Mover incentiva construção de carros verdes
Supostos prints mostram mensagem enviada por advogada desaparecida no RJ para marido

Supostos prints mostram mensagem enviada por advogada desaparecida no RJ para marido

Conversa é do dia 11 de março, momentos depois do empresário pagar os sequestradores
FAB transporta três recém-nascidos e dois adultos em UTI Aérea no RS

FAB transporta três recém-nascidos e dois adultos em UTI Aérea no RS

Segundo a Força Aérea Brasileira, foi a maior operação de Evacuação Aeromédica em apoio à população atingida pelas enchentes
Tony Ramos e Roque: o que causa e como prevenir sangramento intracraniano?

Tony Ramos e Roque: o que causa e como prevenir sangramento intracraniano?

Doenças pré-existentes como hipertensão e dor de cabeça intensa podem estar associadas ao problema; entenda
Festival de Cinema de Gramado mantém datas em meio às chuvas

Festival de Cinema de Gramado mantém datas em meio às chuvas

Evento está marcado para agosto. Clima no RS é fator de imprevisibilidade
Lula diz que recuperação do RS é possibilidade de fazer economia do Brasil "crescer ainda mais"

Lula diz que recuperação do RS é possibilidade de fazer economia do Brasil "crescer ainda mais"

Presidente também citou a possibilidade de criar um fundo internacional das "pessoas que poluem" para reconstruir o Rio Grande do Sul
Publicidade
Publicidade