Publicidade

STF derruba afastamento de Paulo Dantas do governo de Alagoas

Candidato à reeleição, governador foi retirado do cargo por ordem do STJ em apuração da PF sobre "fantasmas"

STF derruba afastamento de Paulo Dantas do governo de Alagoas
STF
Publicidade

O Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou, nesta 2ª feira (24.out) decisão que mantinha afastado do cargo o governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB). Candidato à reeleição, ele disputa o segundo turno das Eleições 2022 com o candidato Rodrigo Cunha (União Brasil). 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

As decisões foram dadas pelos ministros Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso, a pedido da defesa de Dantas. O governador foi alvo da Operação Edema da Polícia Federal na 3ª feira (11.out), que apura desvios de mais de R$ 54 milhões da Assembleia Legislativa de Alagoas, de 2019 a 2022. Dantas foi deputado estadual e teria liderado um esquema de 93 servidores "fantasmas" no cargo e mesmo depois, quando assumiu como governador, no início do ano, após renúncia de Renan Filho (MDB) - eleito senador pelo estado.

A operação foi autorizada pelo Superior Trtibunal de Justiça (STJ). A ministra Laurita Vaz determinou buscas e apreensões e o afastamento de Dantas, após indicativo de que ele estaria atuando para atrapalhar as investigações e teria continuado a agir, mesmo depois de o caso começar a ser apurado.

A decisão foi levada aos demais ministros do STJ. A Corte Especial - formada por todos os ministros - manteve o afastamento determinado pela minstra relatora do caso, mas reduziram o prazo. Pela decisão da relatora, Dantas ficaria 180 sem poder assumir o cargo. O afastamento valeria até o final do mandato, em 31 de dezembro. 

As decisões do STF foram dadas em três processos distintos, segundo a Corte. "Gilmar Mendes entendeu que o Código Eleitoral, interpretado conforme a Constituição, proíbe medidas cautelares contra candidatos a cargos majoritários (como governadores) desde os 15 dias antes do primeiro turno até as 48 horas depois do segundo turno", informou o STF.

"Já Barroso considerou que há dúvida razoável sobre a competência para o afastamento pelo STJ, responsável por analisar casos sobre governadores, uma vez que as suspeitas se referem ao período em que Paulo Dantas era deputado estadual."

Como o afastamento foi determinado entre o primeiro e o segundo turno das eleições - e Paulo Dantas concorre à reeleição -, os ministros destacaram que o Judiciário deve evitar decisões que interfiram na disputa eleitoral.

Leia também:

+ STJ mantém afastamento de Paulo Dantas do governo de AL

+ Paulo Dantas é suspeito de usar cargo para atrapalhar a PF

+ Governador de Alagoas, Paulo Dantas, é alvo da Polícia Federal

Um dos pedidos foi apresentado pelo PSB. Outros dois pedidos foram feitos pela defesa de Dantas. "O habeas corpus questionou a necessidade do afastamento uma vez que já tinha ocorrido bloqueio de contas e também apontou que as limitações trariam 'danos incalculáveis e irreparáveis' à candidatura à reeleição", informou a assessoria de imprensa do STF.

"O afastamento do Governador se deu entre o primeiro e o segundo turno das eleições por ele lideradas, e sem contraditório. Vale dizer: o paciente/reclamante não foi ouvido em momento algum. O Judiciário deve ter cautela e autocontenção em decisões que interfiram no processo eleitoral no calor da disputa", registrou Barroso.

O ministro também frisou que não há nos autos "elementos sólidos" de que fatos tenham relação com o cargo de governador de Alagoas. "Não se tem notícia, até o momento, de nenhum tipo de desvio de recursos provenientes do Poder Executivo estadual. Desse modo, em linha de princípio, não estaria caracterizada a prática de nenhum fato criminoso particularmente relacionado às funções desempenhadas por Governador de Estado."

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
alagoas
stf
stj
pf
paulo dantas

Últimas notícias

Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Proposta estabelece imposto para compra em sites internacionais, como Shein, AliExpress e Shopee
JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Professor da UnB lembra que o país segue abaixo da meta de 80% estabelecida pelo Ministério da Educação
Publicidade
Publicidade