Publicidade

"Brasil não se preparou para a reindustrialização", analisa pesquisador

Além de um arcabouço fiscal, é preciso mais comprometimento com o ESG, incluindo investimento em educação

"Brasil não se preparou para a reindustrialização", analisa pesquisador
Publicidade

Diante de problemas como a diminuição na participação do Produto Interno Bruto (PIB), que foi de 20 para 11% em 30 anos, e a crescente colaboração com impostos, que já chega a 29,5% da arrecadação tributária nacional, está óbvio que indústria brasileira precisa de uma revisão. Tanto que essa necessidade é um dos principais objetivos de governo de Luis Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin. O vice-presidente, inclusive, acumula a função de ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comérdio e Serviços (MDIC) para acompanhar de perto os programas que serão propostos. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Entretanto, governos, industriários e a população em geral estão preparados para tal? A população entra nessa questão por conta do preparo para exercer as funções que uma indústria mais moderna exige. Para Luis Cassinelli, coordenador da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp), "pelo menos, duas gerações até estabilizar a base. É importante começar agora. Nós vimos o que aconteceu com a Coreia e com a China, que investiram um monte em educação e estão colhendo os resultados agora. Nós, há 30 anos, éramos maiores em termos de PIB que a Coreia e hoje as coisas estão se invertendo".

Já os industriários precisam estar alinhados ao que o mercado exige hoje em dia. Basicamente, os parâmetros ESG. Afinal, de nada adiantaria investir em estrutura, por exemplo, se a forma de trabalhar agride o meio ambiente, impacta negativamente a sociedade e tem falhas éticas na govenança. Teria prejuízos por conta da rejeição dos investidores. "Não se compra mais nada de área de desmatamento. Outra: tem o perfil do consumidor, que vem mudando, quer saber como aquele produto é produzido, como que aquele serviço é prestado, quanto gerou de emissões, se a empresa tem um programa que comtempla o social, se tem gestão de resíduo, se tem eficiência energética, se tem rastreabilidade", exemplifica Davi Bontempo, gerente-executivo de sustentabilidade da Confederação Nacional da Indústria (CNI). "As grandes empresas já estão preparadas e incorporaram a agenda ESG dentro da sua estratégia", analisa ele, lembrando ainda que as médias e pequenas acabam influenciadas. O que não basta. É preciso envolvimento total.

O governo precisa criar o cenário, com leis e regulações que não devem burocratizar os processos e, sim, facilitar. Um exemplo são as regras fiscais - ou o arcabouço fiscal -, que o Ministério da Economia trabalha para atualizar. "É importante a simplificação. Eu venho da iniciativa privada, uma empresa que tinha 50 advogados para defender a empresa quando cometia algum erro, que é comum num sistema intrincado como o nosso. Tem que simplificar para viabilizar outras empresas, incluindo as de fora, para investirem aqui".

Essas e outras ideias para a reindustrialização do Brasil estão no episódio 17 do Foco ESG. Assista aqui:

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
foco-esg
podcast
videocast
programa
esg
sustentabilidade
indústria
reindustrialização
empresa
brasil

Últimas notícias

SBT News na TV: empresários acusados de financiarem atos golpistas são presos

SBT News na TV: empresários acusados de financiarem atos golpistas são presos

Trio de detidos teria financiado acampamento golpista montado em frente ao quartel-general do Exército, em Brasília
Mega-Sena acumula e chega a R$ 185 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 185 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 152 ganhadores, que vão receber mais de R$ 45 mil cada
Antonio Ais e a esposa são presos na Argentina

Antonio Ais e a esposa são presos na Argentina

Procurados pela Interpol, o casal foi condenado por crimes contra o sistema financeiro; golpes em criptomoedas foram milionários
Gênero musical choro torna-se Patrimônio Cultural do Brasil

Gênero musical choro torna-se Patrimônio Cultural do Brasil

Melodia é conjunto dos sons do bandolim, flauta, violão 7 cordas, pandeiro, cavaquinho e clarinete, tocados em rodas
Rio registra primeiro caso de febre oropouche, transmitida por mosquito

Rio registra primeiro caso de febre oropouche, transmitida por mosquito

Homem infectado mora na zona sul do Rio e esteve no Amazonas, onde a doença está em alta
Grupo político de Bolsonaro tentou golpe, mas as penas devem ser ponderadas; avalia Alessandro Vieira

Grupo político de Bolsonaro tentou golpe, mas as penas devem ser ponderadas; avalia Alessandro Vieira

Senador do MDB defendeu penas diferenciadas para apoiadores e financiadores em entrevista ao SBT News; confira
Lewandowski anuncia intensificação do combate a ações ilegais em Roraima

Lewandowski anuncia intensificação do combate a ações ilegais em Roraima

Tráfico de drogas, contrabando e imigração ilegal estão entre as prioridades do ministro da Justiça e Segurança Pública na região
Polícia prende quadrilha especializada em golpe do empréstimo consignado no Rio

Polícia prende quadrilha especializada em golpe do empréstimo consignado no Rio

Foram encontrados registros de ocorrência contra o grupo em delegacias do Rio, Pernambuco, Acre, Ceará, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Goiás, Amapá, Goiás e Tocantins
Guerras em curso fazem com que G20 não chegue a consenso, diz Haddad

Guerras em curso fazem com que G20 não chegue a consenso, diz Haddad

'Houve recuo em relação à redação do ano passado', disse ministro da Fazenda brasileiro no encerramento das reuniões do G20 em São Paulo
Leilão define empresa que será responsável por trem de São Paulo a Campinas

Leilão define empresa que será responsável por trem de São Paulo a Campinas

Consórcio entre empresas da China e do Brasil deve investir mais de R$ 14 bilhões em trem de velocidade
Publicidade
Publicidade