Publicidade

"Precisamos de limite para voltar a crescer", diz senador Omar Aziz

Ele é o relator do projeto que prevê as novas regras fiscais para o governo

"Precisamos de limite para voltar a crescer", diz senador Omar Aziz
SBT
Publicidade

Em entrevista ao SBT, Omar Aziz (PSD-AM), senador e relator da proposta de arcabouço fiscal na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), disse que a aprovação das novas regras fiscais será fundamental para o país voltar a crescer. "As pessoas querem uma segurança no investimento que possam no Brasil, desde que o país não gaste mais do que arrecada. Se você tem ali um limite, esse limite é importante porque dá segurança jurídica para quem quer investir".

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O projeto já foi aprovado na Câmara e, agora, depende da avaliação do Senado. O texto prevê um conjunto de medidas, regras e parâmetros para a condução da política fiscal do Estado brasileiro, com o controle dos gastos e receitas do país. Os objetivos são garantir a credibilidade e previsibilidade para a economia brasileira, bem como para o financiamento dos serviços públicos como saúde, educação e segurança pública. 

"O trabalho do presidente Lula é um trabalho muito difícil para quem tem que liberar uma nação. Agora, votar as questões fiscais para que os juros baixem, para que a inflação caia e a gente volte a crescer e gerar emprego, isso é de consciência de todos. As pessoas podem discordar, tem um mais ortodoxo que quer o ajuste mais apertado, tem outros que não, que querem uma folga maior. Isso é um debate democrático e uma discussão política que vamos ter para aprovar o que for melhor para o país", diz o senador.

Omar Aziz pretende apresentar a proposta ainda nesta semana, mesmo com o feriado de Corpus Christi e o recesso parlamenter de julho se aproximando. Segundo ele, cada mudança será amplamente discutida.

"Teremos um esboço do relatório e devem surgir várias emendas. Vou analisar uma a uma e discutir com os senadores que as apresentaram. E aquelas mudanças que a gente tem que fazer, pretendo conversar com o presidente Arthur Lira (da Câmara) e com Cajado - que foi relator quando o texto passou pela análise dos deputados - também para que a gente possa fazer em conjunto, para que a gente não entre em recesso sem ter votado o arcabouço fiscal?, explicou.

Articulação política

Na entrevista, Omar Aziz falou da importância da participação direta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na articulação política com o Congresso Nacional.

"O presidente Lula assume o governo e o Brasil está numa situação total de desaprovação no mundo todo. Ele viaja para inserir o Brasil novamente no cenário global. Se ele volta para casa, ele começa a articular, conversar com os parlamentares, a discutir problemas nos estados, problemas do Brasil com os parlamentares. Não tenha dúvida nenhum que ninguém pode substituir, e aqui não estou criticando nenhum ministro, mas ninguém substitui o Lula como articulador político. Um cabra que eu conheço muito bem e sei muito bem como ele conduz, sei muito bem o carisma e o carinho como ele trata as pessoas", elogiou o senador.

O senador amazonense criticou a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Nos últimos dias, a pasta foi enfraquecida após a Câmara aprovar a retirada da Política Nacional de Recursos Hídricos e a gestão do Cadastro Ambiental Rural (CAR) do guarda-chuva do Meio Ambiente. Além de ter alguns órgãos sendo integrado à outros ministérios, como Agência Nacional de Águas.

"A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, é uma fiscal da natureza, não é ministra. Qual é a proposta que você conhece dela para a Amazônia? O que se espera é que você volte os olhos para as pessoas que cuidam da Amazônia, que não depredem a Amazônia. Então, você tem o ministério que diz que você não pode nada fazer e também não dá uma alternativa. Qual é a alternativa? É um embate. Embate não é bom para nós brasileiros, desde que o país está dividido, não questiono o ministério, importantíssimo para o Brasil, mas tem que ter políticas públicas", reclama Omar Aziz.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
omar aziz
senado
regras fiscais
arcabouço fiscal
votação
lula
marina silva

Últimas notícias

Lula diz que reconhecimento da Palestina por países europeus é histórico

Lula diz que reconhecimento da Palestina por países europeus é histórico

Espanha, Noruega e Irlanda anunciaram, na quarta-feira (22), o reconhecimento do Estado Palestino
Carlo Acutis: quem é jovem que deve virar santo da Igreja Católica

Carlo Acutis: quem é jovem que deve virar santo da Igreja Católica

Beato morreu aos 15 anos, em 2006, por complicações de uma leucemia
Comissão do Senado para acompanhar enfrentamento da calamidade no RS faz diligência no estado

Comissão do Senado para acompanhar enfrentamento da calamidade no RS faz diligência no estado

Senadores devem visitar alojados em abrigo e se encontrar com o governador Eduardo Leite (PSDB)
Caso Anic Herdy: cães farejadores são usados em buscas por advogada desaparecida

Caso Anic Herdy: cães farejadores são usados em buscas por advogada desaparecida

Polícia Civil foi até um sítio localizado na Baixada Fluminense na manhã desta quinta-feira (23), mas a vítima não foi localizada
Receita Federal cria ferramenta de proteção do CPF; saiba como usar

Receita Federal cria ferramenta de proteção do CPF; saiba como usar

Recurso impede que o CPF da pessoa seja incluído de forma indevida em quadro societário de empresas
Reoneração gradual da folha de pagamento pode ser votada na primeira semana de junho, diz Efraim

Reoneração gradual da folha de pagamento pode ser votada na primeira semana de junho, diz Efraim

Senador Jaques Wagner deve incluir acordo referente aos municípios no mesmo Projeto de Lei
Volta a chover forte no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira

Volta a chover forte no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira

Serra Gaúcha pode ter temperatura abaixo de zero durante o final de semana
Contra a desinformação, Threads ganha verificação de fatos

Contra a desinformação, Threads ganha verificação de fatos

Microblog da Meta tem parceria com mais de 100 agências de checagens de fatos no mundo
Mísseis russos matam 7 pessoas na segunda maior cidade da Ucrânia

Mísseis russos matam 7 pessoas na segunda maior cidade da Ucrânia

Estados Unidos devem anunciar cerca de R$ 1,42 bilhão em novas artilharias e munição para os ucranianos
Ministério Público se manifesta contra soltura de motorista de Porsche que matou um em acidente

Ministério Público se manifesta contra soltura de motorista de Porsche que matou um em acidente

Parecer foi protocolado um dia após a defesa do empresário pedir na Justiça pela revogação da prisão
Publicidade
Publicidade