Publicidade

Juiz manda prender ex-delegado Protógenes Queiroz em ação movida por Daniel Dantas

Ex-deputado federal, asilado político na Suíça desde 2016, é acusado de violação de sigilo funcional no Brasil

Juiz manda prender ex-delegado Protógenes Queiroz em ação movida por Daniel Dantas
Publicidade

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) expediu, no último dia 18 de março, mandado de prisão preventiva contra o ex-delegado da Polícia Federal (PF) e ex-deputado Protógenes Queiroz. A ação, apresentada por Daniel Dantas, banqueiro que foi alvo em 2008 da Operação Satiagraha, apura uma suposta violação de sigilo funcional do delegado durante as investigações de desvios de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.

Protógenes comandava a operação, que foi posteriormente anulada. Ele foi afastado das investigações em 2009, depois de abertura de processo administrativo disciplinar para apurar sua conduta durante as investigações. Em 2010, Protógenes foi eleito deputado federal por São Paulo, pelo PCdoB e, em 2011, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou as provas da Satiagraha.

Após ter sido condenado pelo STF a dois anos e seis meses de prisão em 2014 e perder o cargo de delegado da PF, também por determinação do Supremo, Protógenes se mudou para a Suíça em 2016. Ele pediu asilo político sob alegação de risco à vida num possível retorno ao Brasil.

Em 2019, Daniel Dantas apresentou queixa-crime contra o ex-delegado, acusando-o de ter praticado crime de violação de sigilo funcional. A ação, no entanto, ficou travada porque as autoridades brasileiras não conseguiram citá-lo, processo necessário para que ele responda na Justiça.

Dantas e o Ministério Público Federal pediram, então, a prisão preventiva de Protógenes, sob o entendimento de que ele “estaria de maneira incessante se esquivando da citação” e que pode haver prescrição do caso.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia Federal

Últimas notícias

SP: Dois jovens são baleados em tentativas de assalto na mesma região

SP: Dois jovens são baleados em tentativas de assalto na mesma região

Polícia investiga se crimes foram cometidos pelos mesmos bandidos; na capital, foragido em moto roubada foi baleado e preso
ONU pede investigação sobre valas comuns descobertas em hospitais de Gaza

ONU pede investigação sobre valas comuns descobertas em hospitais de Gaza

Quase 300 corpos foram encontrados por autoridades palestinas; vítimas estavam despidas e com mãos amarradas
Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 6 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 6 milhões

Próximo sorteio será na quinta-feira (25)
Madonna em Copacabana: Metrô do Rio confirma operação especial até 4h

Madonna em Copacabana: Metrô do Rio confirma operação especial até 4h

Cantora norte-americana se apresenta no dia 4 de maio; expectativa é de público de 1 milhão de pessoas
Governo libera R$ 2,7 bilhões ao Congresso e posterga negociações às vésperas de análise de vetos

Governo libera R$ 2,7 bilhões ao Congresso e posterga negociações às vésperas de análise de vetos

Deputados e senadores vão avaliar decisões de Lula nesta quarta-feira (24); saiba o que está em jogo
Brasil Agora: Lula minimiza queda de popularidade; Câmara aprova reestruturação do Perse

Brasil Agora: Lula minimiza queda de popularidade; Câmara aprova reestruturação do Perse

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (24)
INSS começa a pagar 13º salário nesta quarta-feira (24); veja quem recebe

INSS começa a pagar 13º salário nesta quarta-feira (24); veja quem recebe

Primeira parcela do benefício deve contemplar mais de 33 milhões de segurados
Moraes autoriza nova investigação da PF sobre cartão de vacina de Bolsonaro

Moraes autoriza nova investigação da PF sobre cartão de vacina de Bolsonaro

Decisão atende pedido da PGR, que apura ligação com tentativa de golpe de Estado
Polícia vai investigar morte de cachorro embarcado em voo errado da Gol

Polícia vai investigar morte de cachorro embarcado em voo errado da Gol

Cão da raça golden retriever deveria ser levado para Mato Grosso, mas foi enviado por engano para o Ceará; viagem levou 8 horas
Nova Délhi é tomada por fumaça tóxica após incêndio em lixão

Nova Délhi é tomada por fumaça tóxica após incêndio em lixão

Chamas queimam desde o último domingo (21) em um dos maiores aterros da Índia; moradores relataram dificuldade para respirar
Publicidade
Publicidade