Publicidade

"A morte vai me encontrar lutando", diz padre Júlio Lancellotti

Coordenador da Pastoral do Povo da Rua de SP rechaça ser de esquerda ou direita e diz que ataques não o farão parar

"A morte vai me encontrar lutando", diz padre Júlio Lancellotti
Publicidade

Em fevereiro de 2021, em meio à pandemia de covid-19, viralizou nas redes sociais uma imagem do padre Júlio Lancelotti, então com 72 anos, de máscara, sozinho, sob um viaduto em São Paulo, quebrando peças que ali foram instaladas para impedir que pessoas em situação de rua dormissem no local. Quase três anos depois, o combate à chamada "arquitetura hostil" virou lei, regulamentada em dezembro, e recebeu o nome do pároco.

+ Lei Padre Júlio Lancellotti é promulgada

Em entrevista exclusiva ao SBT News, Júlio Lancelotti, que coordena a Pastoral do Povo da Rua de São Paulo, falou sobre a legislação e sobre seu trabalho nas ruas da capital paulista. Ele aponta que a arquitetura hostil é um sintoma da aporofobia, termo que costuma usar -- inclusive dá nome a um de seus livros -- e que designa a aversão a pessoas pobres. "Não é que nós queiramos que as pessoas fiquem embaixo de viadutos ou marquises, mas a cidade não ter esses sinais de hostilidade é porque ela é acolhedora e capaz de construir respostas efetivas, eficazes e eficientes para acolher as pessoas que estão sem teto, que estão vivendo pelas ruas", pontua.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Alvo constante de ataques virtuais e até mesmo presenciais, especialmente por parte de pessoas que se identificam como sendo de direita, Lancelotti cita o papa Francisco para dizer que "não há conservadores e progressistas", mas, sim, "quem ama e quem não é capaz de amar". "Seria muito estreito a gente ficar só entre esquerda e direita. Nós precisamos ficar do lado dos pobres, do lado dos abandonados, do lado dos esquecidos e junto com eles construir um caminho onde todos nós poderemos ser mais humanizados, humanizadores e teremos uma vida mais digna e melhor."

+ Idoso confessa ter escrito bilhete com ameaça ao padre Júlio Lancellotti

Sobre Francisco aliás, a quem menciona com frequência em missas e conversas, o padre critica quem o ataca, mas prefere não se colocar no mesmo patamar do pontífice ao ser questionado se seriam as mesmas pessoas que proferem ofensas a ambos: "A Igreja Católica tem o papa como sua autoridade maior e a quem nós devemos tratar com todo respeito. Quem ataca o papa e é católico talvez tenha mudado de religião e não sabe, porque ser católico e atacar o papa não combina".

Mas, para ele, as ofensas e ameaças que recebe são parte do trabalho: “Eu tenho bem claro que quem está do lado dos indesejados, vai ser indesejado também, quem está do lado dos que sofrem, vai sofrer também. Quem está do lado dos rejeitados, vai ser rejeitado também. Essa é nossa luta”. E, garante, estão longe de fazê-lo parar. "Estou fazendo este ano 75 anos. Daqui a pouco eu vou parar por um fenômeno por qual todos nós passamos que é a morte. Mas eu digo: a morte vai me encontrar lutando."

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

São Paulo
Papa Francisco

Últimas notícias

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Ao todo, os processos a espera de resposta inicial somam quase 1 milhão e 400, diminuição de 600 mil em relação a 2023
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 67 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 52 mil cada
Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Imagens mostram correria no local; estado de saúde da criança é grave
Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Trabalhadores da área acusam Javier Milei de ter um plano para prejudicar o setor
Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

SBT Brasil visitou os estúdios da Pixar, em Los Angeles, para mostrar como a continuação foi produzida
Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Último inverno rigoroso que garantiu boas vendas foi em 2022. No ano passado, houve queda de 20%
Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Juliana Silva, conhecida como Nega Juh, foi morta em Nova Iguaçu, na noite deste sábado (15)
Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Só no ano passado, foram mais de 65 mil casos, três mil a mais do que em 2022
Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Marinha montou base de operações na região das ilhas de Porto Alegre para auxiliar rapidamente a população
Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Ministros da 1ª Turma decidem na terça (18) se irmãos Brazão, delegado do Rio e dois ligados à milícia do Rio sentam no banco dos réus como mandantes do crime
Publicidade
Publicidade