Publicidade

Do pasto ao porto, o desafio de rastrear a pecuária e atender ao ESG

Três anos após anúncio do "green deal" europeu, brasileiros ainda buscam se adaptar e provar que não produzem em áreas desmatadas ilegalmente

Do pasto ao porto, o desafio de rastrear a pecuária e atender ao ESG
Publicidade

A Europa faz uma informal, porém, eficaz regulação sobre o Brasil, seu comércio e produção de alimentos. Acontece há séculos. Mas, a dimensão atual é uma novidade. O novo green deal não aceita mais aqueles itens que tem alguma matéria-prima proveniente de terras desmatadas, com recursos naturais degradados ou com serviços semelhantes à escravidão após 31 de dezembro de 2020.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Outro detalhe: dessa vez, não só exige. Vai monitorar. Com análises via satélite e até testes de DNA. Além disso, quer os produtos com tecnologia para rastrear sua linha de produção. Do porto ao nascimento das plantas ou animais que servem de matéria-prima. O que se tornou o maior desafio da pecuária brasileira, mesmo tendo uma das melhores estruturas do mundo.

Aliás, no mundo não há frigorífico do tamanho da JBS. Assim como no Brasil não há indústria mais empenhada em desenvolver um sistema de rastreamento de gado. São 70 mil fazendas cadastradas. Mas há 15 a empresa trabalha nessa questão. Começou preparando os pecuaristas:

"A gente vem trabalhando com o movimento de reinclusão e gerando impactos positivos na cadeia produtiva. A gente continua monitorando fornecedores diretos. Naturalmente, quando você aplica uma avaliação em fornecedores, vão ter aqueles que atendem sua política em conformidade, estão aptos a comercializar seus animais. Outros produtores, outras propriedades não vão atender os critérios que você tá avaliando e serão bloqueados. Então, para trabalhar especificamente com a cadeia e trazer esse movimento de inclusão, a gente criou um programa chamado 'Escritórios Verdes', que basicamente presta assistência técnica gratuita a produtores que estejam bloqueados", explica Alexandre Kavati, gerente de sustentabilidade da JBS.

São 19 unidades espalhadas pelo país, conta Kavati: "São orientações em relação ao CAR [Cadastro Ambiental Rural], em relação aos passivos ambientais. A gente tem conseguido trazer muitos produtores que antes estavam bloqueados, com sua produção comprometida para um momento e para um novo cenário em que essas propriedades e esse produtores são regularizados ambientalmente".

O programa pode ser eficiente se o CAR não for um obstáculo. Acontece quando o produtor rural não tem, por exemplo, uma propridade que respeita o Código Florestal. Tem área desmatada acima do descrito em lei: apenas 20% dentro do bioma amazônico, 35% no Cerrado e no Pantanal e 80% nos outros. Ou, simplesmente, se o CAR feito ainda não foi auditado pelos órgãos ambientais do Governo Federal. Esse último é um problema real. "Ainda hoje, menos de 10% foram", reclama o coordenador de rastreabilidade da Mesa Brasileira da Pecuária Sustentável, Aécio Flores.

O pequeno número de CARs concluídos é uma das explicações para o desafio da pecuária brasileira. São mais de dois milhões de pecuaristas. Montante que, agora, revela como a adesão à rastreabilidade pela JBS, mesmo sendo uma evolução plausível, ainda é baixa: 70 mil fazendas.

Apesar disso, nem Brasil nem Europa sabem como será a comprovação de que um produto não é proveniente de área envolvida em problemas ambientais ou sociais. "Como que a gente vai entregar o produto, o processo que a gente vai fazer, a gente ainda tá caminhando para chegar numa solução específica. Mas a ideia é que chegue lá... Por exemplo, chegaram cinco toneladas de filé na Itália. Quando chegar, tu vai saber que são oriundos de tantos animais, que vieram de tais lugares e todos tiveram um processo de compliance ambiental correto", diz Flores.

O fato da Europa não estar cobrando ainda é um alívio para o Brasil, que corre contra o tempo para atender à demanda. "Tá todo mundo, o Ministério, a iniciativa privada, o terceiro setor envolvidos para resolver esse problema", conta Flores. "Se a gente não conseguir, para a Europa, vamos coemçar a exportar um valor muito, muito pequeno em comparação com a atualidade.

Saiba mais das dificuldades e avanços da pecuária brasileira para atender às exigências ESG. Assista ao Foco ESG:

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
noticia
podcast
videocast
foco-esg
esg
sustentabilidade
meio ambiente
sociedade
governança
pecuária
gado
exportação
sbt
noticias
jbs
pablo-valler

Últimas notícias

USP vai abrigar novo centro de engenharia do Google

USP vai abrigar novo centro de engenharia do Google

Instalações ficarão no prédio do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), na Cidade Universitária
Opas alerta para epidemia de dengue nas Américas e pede reforço de medidas contra doença

Opas alerta para epidemia de dengue nas Américas e pede reforço de medidas contra doença

Brasil está entre os países que apresentou aumento na transmissão da doença
Comissão de Valores Mobiliários abre 60 vagas para concurso com salário de R$ 21 mil

Comissão de Valores Mobiliários abre 60 vagas para concurso com salário de R$ 21 mil

São dois cargos com diferentes especialidades para atuar no Rio e em São Paulo; taxa de inscrição é de R$ 145
Facção carioca é suspeita de ameaçar moradores e cometer crimes contra policiais no Pirambu, em Fortaleza

Facção carioca é suspeita de ameaçar moradores e cometer crimes contra policiais no Pirambu, em Fortaleza

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram os momentos de terror vividos pelos moradores. Troca de tiros entre grupos rivais por disputas de territórios costuma ser frequente no local
Mulher branca tem liberdade concedida após crime de racismo no RJ

Mulher branca tem liberdade concedida após crime de racismo no RJ

Presa chamou pessoas em supermercado de “negrada” e estava com a mãe; jornalista foi alvo de ofensas racistas em Nova Iguaçu
Vereador do PL é denunciado por homicídio pelo Ministério Público

Vereador do PL é denunciado por homicídio pelo Ministério Público

Político conhecido como “Neto Carneiro”, eleito em cidade no interior do Ceará, é apontado como mandante de assassinato
União Europeia aprova 13º pacote de sanções contra Rússia

União Europeia aprova 13º pacote de sanções contra Rússia

Medida inclui mais 200 entidades e indivíduos na lista de restrições; decisão ocorre dias antes da guerra na Ucrânia completar dois anos
Amazônia registra décimo mês consecutivo de redução do desmatamento, diz Imazon

Amazônia registra décimo mês consecutivo de redução do desmatamento, diz Imazon

Bioma perdeu 79 km² de floresta em janeiro; Roraima, Mato Grosso e Pará lideram ranking de devastação
Ex-jogador Daniel Alves é convocado para tribunal em Barcelona

Ex-jogador Daniel Alves é convocado para tribunal em Barcelona

Outros envolvidos no processo também receberam intimações da Justiça espanhola; tribunal já pode ter redigido sentença
Disputa entre milicianos e traficantes na zona norte do Rio faz vítimas

Disputa entre milicianos e traficantes na zona norte do Rio faz vítimas

Prisão de “Zinho” intensificou onda de violência; mulher com filhas desmaiou após assalto
Publicidade
Publicidade