Publicidade

Mortes violentas de pessoas LGBTI+ crescem 139% em 20 anos

Dia Internacional da Luta contra a LGBTIfobia é celebrado nesta 3ª feira (17.mai)

Mortes violentas de pessoas LGBTI+ crescem 139% em 20 anos
lgbti+
Publicidade

O Dia Internacional da Luta contra a LGBTIfobia é celebrado nesta 3ª feira (17.mai), mas os números de mortes violentas dessa população no Brasil não param de crescer. De acordo com um dossiê feito pelo Observatório de Mortes e Violências Contra LGBTI+, 316 pessoas da comunidade morreram de forma violenta no país em 2021, o que representa um crescimento de 139%, diante das 132 mortes registradas em 2002. Entre 2020 e 2021, o aumento foi de 33%. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Alexandre Bogas, Coordenador do Observatório de Mortes e Violências contra LGBTI+, explica que o dossiê "Mortes e Violências Contra LGBTI+ no Brasil" é resultado da parceria entre a Acontece Arte e Política LGBTI+, Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) e Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT) e outras organizações parceiras, e tem o intuito de denunciar as violências sofridas pela população, além de debater as condições de vida e de vulnerabilidade dessa população.

"O Brasil é um país violento, contudo, percebemos um nível de crueldade maior nas mortes dessa população, há casos que incluem corte de genitália, desconfiguração e apedrejamento", lamenta. 

O dossiê mostra que em 2021 a maior parte dos casos de violência ocorreram contra a população de homens gays (45,89%), seguido pelos casos envolvendo travestis e mulheres trans (44,62%), mulheres lésbicas (3,80%), homens trans 2,53%, pessoas bissexuais (0,95%) e as pessoas identificadas como outros segmentos ou de identidade de gênero não identificado (2,22%). 

Dentre os estados com o maior número de vítimas por milhão de habitantes, Alagoas lidera com quase 5 mortes a cada milhão de habitantes (475), seguido pelo Mato Grosso (3,36), Mato Grosso do Sul (3,17) e Amapá (2,28). Em números absolutos, São Paulo lidera (42 mortes), seguido pela Bahia (30), Minas Gerais (27) e Rio de Janeiro (26). O dossiê "Mortes e Violências Contra LGBTI+ no Brasil" pode ser conferido na íntegra através do site.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
brasil
dia internacional da luta contra a lgbtifobia
lgbti+
violencia
mortes
dossie

Últimas notícias

INSS libera benefícios para segurados que recebem até um salário mínimo; veja como consultar

INSS libera benefícios para segurados que recebem até um salário mínimo; veja como consultar

Pagamentos serão feitos conforme o número final do cartão de pagamento; moradores do RS terão depósitos antecipados
No dia de São João, governo reconhece quadrilhas como manifestação da cultura nacional

No dia de São João, governo reconhece quadrilhas como manifestação da cultura nacional

Dança típica foi considerada relevante para a identificação regional nas apresentações juninas
"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

Combates paralelos e contínuo deslocamento forçado de civis dificultam a entrega de ajuda na região
Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Resultado foi influenciado pelo acesso ao crédito e pelo aquecimento do mercado de trabalho
Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

SP e MG seguem liderando ranking de infecções; número de mortes confirmadas chega a 4 mil
Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Homens armados invadiram os locais na tarde de domingo (23); autoridades investigam o caso
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (24); assista!
Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Primeiro-ministro israelense concedeu entrevista a uma emissora do país pela primeira vez desde o início da guerra
Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Paralisação nacional começou em abril. Retorno às aulas depende de decisão interna de cada instituição
Publicidade
Publicidade