Publicidade

Emendas parlamentares: "Setores do Senado não estão satisfeitos com tratativas", diz Nelsinho Trad

Para alguns senadores, o atraso na liberação pode gerar problemas na tramitação de pautas mais difíceis

Emendas parlamentares: "Setores do Senado não estão satisfeitos com tratativas", diz Nelsinho Trad
Publicidade

A liberação de emendas parlamentares criou atritos entre o governo federal e as duas casas do Congresso Nacional. Além da polêmica pública do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha (PT), alguns setores do Senado estão insatisfeitos com as tratativas com o Planalto.

Em entrevista à jornalista do SBT Soane Guerreiro, durante o Perspectivas desta quinta-feira (18), o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) afirmou que o atraso na liberação das emendas parlamentares gera problemas até na relação dos senadores com as bases estaduais.

“Existem alguns setores dentro do Senado que não estão satisfeitos com as tratativas, os encaminhamentos de obrigações que são legais, republicanas, legítimas por parte dos parlamentares com os estados e as cidades que você representa. Porque do mesmo jeito que isso não acontece lá, vem as reclamações em cima da gente de quem te demandou, e tem hora que não sabe nem o que falar. Isso precisa ser repactuado, reorganizado, andar mais de forma célere, porque faz parte da relação de todo esse contexto, dessa engrenagem da relação entre os poderes”, analisou.

Parlamentares ouvidos pela reportagem confirmam que o governo tem retardado o avanço nesse tema, o que gera problemas na articulação com a base. Neste cenário, o Planalto pode ter problemas no Congresso com as pautas mais difíceis, tais como a PEC do Quinquênio, que pode representar aumento nos gastos com bônus para servidores.

+ Nelsinho Trad sobre a PEC das Drogas: "Se passou, tem que ser respeitada pelos outros poderes"

Mesmo com os atritos, o governo devolveu o poder de liberar emendas parlamentares a Alexandre Padilha, através de uma portaria interministerial, publicada na última sexta-feira (12). Antes disso, o Congresso negociava diretamente com os ministérios correspondentes a cada demanda.

+ Lira prepara reação ao Planalto com prioridade a pautas da oposição na Câmara

Apesar das insatisfações, Nelsinho Trad considera que a relação do Planalto com o Senado não está estremecida. Ele enxerga até que Lira superou os problemas que teve com Padilha, ministro que foi chamado de “incompetente” pelo presidente da Câmara.

“Política tem como parte a divergência, o embate, o contraditório, mas você nunca pode perder o respeito. Até para ser contra, tem que ser educado, e respeitado. Tanto para quem recebeu o não, quanto para quem deu. A partir do momento que essa relação for franca, verdadeira, as coisas fluem com civilidade”, constatou Nelsinho.

+ "A gente quer promover o audiovisual brasileiro", diz Nelsinho Trad sobre PL de regulação do streaming

Ao longo deste ano, até o dia 15 de abril, o governo já pagou R$ 2,52 bilhões para emendas parlamentares. O valor autorizado no orçamento de 2024 para este tipo de liberação totaliza R$ 44,67 bilhões.

Assista:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Emendas parlamentares
Senado

Últimas notícias

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Presidente do Senado se posicionou acerca do polêmico tema diante de parte da bancada feminina da Casa
Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Agentes realizavam operação contra estabelecimentos comerciais que receptavam e revendiam roupas de grifes roubadas
Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Por se tratar de um convite, o jogador pode recusar a participação
Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Nove equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram conter o fogo no local
Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

No ranking com 56 países, o Brasil aparece na 44ª colocação, empatado com Peru, Panamá e Arábia Saudita
Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Segundo a polícia, integrante de um grupo criminoso que gerenciava um laboratório de drogas em Castelo Branco foi localizado por equipes do Depom
80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

Onda de calor extremo afeta quase todo o território americano
Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Presidente da Câmara afirma que projeto não "irá retroagir nos direitos já garantidos e nada irá avançar que traga qualquer dado aos diretos das mulheres"
"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

Em entrevista ao SBT, Manuel Adorni disse que não cabe ao governo decidir sobre asilo a brasileiros condenados por atos antidemocráticos que estão na Argentina
Ministério da Saúde envia 738 mil doses da vacina contra dengue para São Paulo

Ministério da Saúde envia 738 mil doses da vacina contra dengue para São Paulo

Anúncio acontece depois do secretário Municipal da Saúde de São Paulo, Luiz Carlos Zamarco, afirmar que a capital não tem mais imunizantes nos postos
Publicidade
Publicidade