Publicidade

Mauro Cid é preso pela Polícia Federal após prestar depoimento em Brasília

Foi cumprido um mandado de prisão preventiva expedido pelo ministro Alexandre de Moraes

Mauro Cid é preso pela Polícia Federal após prestar depoimento em Brasília
Publicidade

O ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Cid, foi preso pela Polícia Federal (PF), nesta sexta-feira (22), após prestar depoimento à Justiça, em Brasília.

+ Defesa de Daniel Alves não consegue reunir dinheiro de fiança

Foi cumprido um mandado de prisão preventiva expedido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), por descumprimento de medidas cautelares e por obstrução à Justiça. Mauro Cid foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da Superintendência da PF no Distrito Federal após ser detido e encontra-se no local. Ele deve ser levado para o Batalhão de Polícia do Exército de Brasília, que definirá onde o militar cumprirá a prisão.

A oitiva nesta sexta ocorreu em uma audiência de confirmação dos termos da colaboração premiada fechada por ele com a Polícia Federal no ano passado. A audiência, realizada no STF e presidida pelo desembargador Airton Vieira, juiz auxiliar do gabinete de Moraes, veio depois de a revista Veja divulgar áudios em que Cid afirmou ter sido pressionado em delação e disse que investigadores têm uma "narrativa pronta" contra Bolsonaro.

+ Plenário do STF vai julgar ação que discute lei de igualdade salarial entre gêneros; entenda

No ano passado, Mauro Cid ficou preso por 139 dias, e só deixou a prisão após conseguir o acordo de delação premiada. Apesar da liberdade concedida, foi determinado que ele cumprisse algumas medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica e restrições para não sair de casa durante à noite ou fins de semana.

Ele foi detido no último ano no âmbito da investigação sobre falsificação de cartões de vacinação de Bolsonaro, parentes e assessores. O tenente-coronel do Exército é alvo de outras investigações também, como a da venda ilegal de joias recebidas por Bolsonaro, a sobre suposta articulação em prol de um golpe de Estado contra o governo eleito em 2022 e a de uma invasão do sistema do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Justiça
Polícia
Polícia Federal
Mauro Cid
Prisão
Bolsonaro
Alexandre de Moraes

Últimas notícias

Haddad pede parcimônia e governo mantém projeção do PIB em 2,5% para 2024

Haddad pede parcimônia e governo mantém projeção do PIB em 2,5% para 2024

Ministro da Fazenda havia comentado na terça-feira que governo poderia para cima meta de crescimento econômico
Justiça condena traficante que recebeu mais de 29 carregadores de fuzis poloneses em casa no Rio

Justiça condena traficante que recebeu mais de 29 carregadores de fuzis poloneses em casa no Rio

Diego Basílio Ribeiro vai responder por tráfico internacional de arma de fogo; ele disse que recebeu encomenda para não incomodar vizinho
Dia de Rita Lee: Câmara de São Paulo aprova data em homenagem à cantora

Dia de Rita Lee: Câmara de São Paulo aprova data em homenagem à cantora

Lei agora vai para a sanção do prefeito Ricardo Nunes; saiba qual dia foi escolhido e por quê
Brasil bate recorde na geração de energia, com alta de 18,7%

Brasil bate recorde na geração de energia, com alta de 18,7%

Dados foram divulgados pela Aneel nesta quinta-feira (18)
Homicídios de pessoas LGBTQIA+ cresceram quase 42% em 2023

Homicídios de pessoas LGBTQIA+ cresceram quase 42% em 2023

Casos de estupros também aumentaram mais de 40%; somente em 2023 foram 354 vítimas
Boulos pretende criar "Mais Médicos das especialidades" e defende dobrar efetivo da Guarda Municipal

Boulos pretende criar "Mais Médicos das especialidades" e defende dobrar efetivo da Guarda Municipal

Pré-candidato à prefeitura de São Paulo trouxe planos de campanha pela primeira vez após criação da coligação "Amor Por São Paulo"
Bolsonaro diz que Ramagem "paga preço alto pela ousadia" de querer governar o Rio

Bolsonaro diz que Ramagem "paga preço alto pela ousadia" de querer governar o Rio

Ex-presidente e pré-candidato à prefeitura participaram de ato pré-campanha nesta quinta (18)
Poder Expresso: Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulga dados alarmantes sobre a violência

Poder Expresso: Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulga dados alarmantes sobre a violência

Relatório divulgado nesta quinta mostra que, em 2023, foram registrados 83.988 de estupro, um aumento de 6,5% em relação ao ano anterior
Polícia Federal prende dois suspeitos de matar filho de Mãe Bernadete na Bahia

Polícia Federal prende dois suspeitos de matar filho de Mãe Bernadete na Bahia

Operação investiga morte de mãe e filho no quilombo Pitanga dos Palmares
Empresário que atirou cinco vezes contra carro será indiciado por dupla tentativa de homicídio

Empresário que atirou cinco vezes contra carro será indiciado por dupla tentativa de homicídio

Adriano Domingues Costa foi indiciado por dupla tentativa de homicídio, porte de arma de fogo e receptação de pistola usada em crime
Publicidade
Publicidade