Publicidade

Macron pede que acordo entre Mercosul e União Europeia não seja assinado

Ação foi um aceno aos agricultores franceses, que são contra proposta

Macron pede que acordo entre Mercosul e União Europeia não seja assinado
Publicidade

O presidente da França, Emmanuel Macron, voltou a criticar, nesta terça-feira (30), as negociações comerciais entre Mercosul e União Europeia (UE). O líder francês cobrou mais clareza nas tratativas e pediu que o acordo não seja assinado nas condições atuais. A ação foi um aceno aos agricultores franceses — que são contra o acordo e, pelo segundo dia consecutivo, bloquearam estradas nos arredores da capital, Paris.

Barricadas foram montadas ao longo das principais rodovias francesas. O "cerco a Paris'' mobilizou agricultores de norte a sul do país. Eles pressionam o governo a acelerar a aprovação de medidas em prol da categoria, como redução de custos, regulação ambiental mais flexível, simplificação burocrática e proteção contra a concorrência internacional.

O movimento vem se intensificando desde a metade de janeiro. Também nesta terça-feira, algumas estradas tiveram até cem quilômetros de engarrafamento.

Ucranianos deixam ilegalmente o país para fugir do serviço militar obrigatório

Justiça de Hong Kong decreta falência da Evergrande, 2ª maior imobiliária da China

Brasil e Bolívia assinam acordo para aumentar produção de fertilizantes nos dois países

Em visita à Suécia, Macron disse que a UE deve agir para proteger os trabalhadores rurais contra importações agrícolas baratas. O líder francês ainda cobrou regras mais bem definidas em torno dos produtos vindos da Ucrânia, bem como clareza nas negociações com o Mercosul. Ele também pediu que o acordo com o bloco sul-americano, que está atualmente sobre a mesa, não seja assinado.

Desde 2019 a União Europeia e o Mercosul contam com um acordo básico para o livre comércio. No entanto, o projeto nunca foi implementado. Entre os países dos dois blocos, a França é quem tem maior resistência. Os franceses, por sua vez, são a terceira maior potência agrícola da Europa e temem que a concorrência vinda de fora possa devastar o setor.

O recém-empossado primeiro-ministro francês Gabriel Attal prometeu ações concretas. O premiê disse que, até 15 de março, a ajuda financeira do governo vai chegar aos agricultores. Ele também garantiu que manterá conversas com a UE para suspender algumas regras de proteção ambiental consideradas rígidas demais pelos manifestantes.

Protestos de agricultores também aconteceram na Bélgica. Na França, as manifestações devem seguir, pelo menos, até quinta-feira (1), quando o Conselho Europeu se reúne, em Bruxelas, para discutir o assunto.

O principal temor é que a paralisação siga se fortalecendo e bloqueie o mercado internacional da região de Rungis, fundamental para o abastecimento de produtos agrícolas em Paris, além de ser o maior mercado atacadista de produtos frescos do continente.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Mundo
Internacional
França
Mercosul
União Europeia
Europa
Economia

Últimas notícias

Policiais são investigados por tráfico de armas em Salvador

Policiais são investigados por tráfico de armas em Salvador

Eles apreenderam quatro fuzis que estavam de posse de criminosos, mas não apresentaram os armamentos em unidade da Polícia Civil
Helicóptero faz resgate cinematográfico no Rio; veja

Helicóptero faz resgate cinematográfico no Rio; veja

Mulher havia quebrado a perna na Pedra do Telégrafo; local é de difícil acesso
Cantor sertanejo é assassinado a tiros após ter casa invadida no interior de São Paulo

Cantor sertanejo é assassinado a tiros após ter casa invadida no interior de São Paulo

Polícia Civil investiga homicídio do integrante da dupla 'Wesley e Gustavo'; suspeito foi capturado em Minas Gerais
Musk quer concorrer com serviço de email Gmail e sugere Xmail

Musk quer concorrer com serviço de email Gmail e sugere Xmail

Anuncio aconteceu em meio a uma onda de desinformação contra o serviço de mensagens do Google
Pai acusa creche de omissão após bebê voltar para casa com marcas de mordida no Rio

Pai acusa creche de omissão após bebê voltar para casa com marcas de mordida no Rio

Ele afirma que a menina foi mordida e machucada por pelo menos dois colegas e monitora não prestou socorro
Aliados de Bolsonaro chamam ato na Paulista de “momento histórico”; Base de Lula avalia como afronta à democracia

Aliados de Bolsonaro chamam ato na Paulista de “momento histórico”; Base de Lula avalia como afronta à democracia

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann fez duras críticas ao ex-presidente; já Coronel Telhada chamou Bolsonaro de estadista
Convidados jogam lixo em modelos durante desfile da marca Avavav, em Milão

Convidados jogam lixo em modelos durante desfile da marca Avavav, em Milão

Diretora criativa Beate Karlsson convocou a plateia para jogar papel, copos, latas, plástico, café, suco e até comida na passarela durante a apresentação da nova coleção
Navalny estava prestes a ser libertado em troca de prisioneiros, diz aliada

Navalny estava prestes a ser libertado em troca de prisioneiros, diz aliada

Negociações estavam em fase final um dia antes do opositor russo ser encontrado morto na prisão
Investidores apostam em robôs semelhantes aos humanos; entenda

Investidores apostam em robôs semelhantes aos humanos; entenda

Formada por ex-engenheiros do Google, Figure AI quer robôs que realizem tarefas perigosas, tediosas ou complexas para humanos
Integrante da Força Aérea americana ateia fogo ao corpo em frente embaixada de Israel

Integrante da Força Aérea americana ateia fogo ao corpo em frente embaixada de Israel

Ato foi realizado para criticar ataques israelenses na Faixa de Gaza; homem foi levado ao hospital
Publicidade
Publicidade