Publicidade

Incêndio em mercadão deixa mais de 1.000 animais mortos na Tailândia

Chamas duraram cerca de 30 minutos e danificaram 118 lojas; não foram relatadas vítimas humanas

Incêndio em mercadão deixa mais de 1.000 animais mortos na Tailândia
Incêndio matou ao menos mil animais que estavam no local | Divulgação/Escritório Distrital de Chatuchak
Publicidade

Ao menos mil animais foram mortos durante um incêndio no famoso mercado de Chatuchak, em Bangkok, na Tailândia. Segundo as autoridades, as chamas começaram às 4h11 da madrugada desta terça-feira (11) e foram extintas pelo Corpo de Bombeiros meia hora depois. A suspeita é que um curto-circuito tenha iniciado o incêndio.

Ao todo, 118 lojas foram danificadas pelo fogo, sobretudo na chamada “zona pet” do mercado. Pássaros, cães, gatos e cobras foram queimados até a morte em suas gaiolas, que também abrigavam ratos e lagartixas. Vítimas humanas não foram registradas.

O governador de Bangkok, Chadchart Sittipunt, visitou o local. Junto de administradores distritais, ele participou de uma fiscalização de danos e organizou um pequeno centro de atendimento para os comerciantes afetados pelo incêndio. Aqueles que tiveram as lojas danificadas devem realizar um cadastro para receber ajuda do governo.

+ "Israel já aceitou o acordo", diz ONU ao pressionar Hamas por cessar-fogo em Gaza

“São 118 lojas com área total de 1.400 metros quadrados. Em uma vistoria preliminar, constatou-se que 1.300 metros quadrados de lojas e áreas foram danificadas. Os danos espalham-se por toda a área”, disse o Escritório Distrital de Chatuchak. “Estamos nos apressando para prestar assistência aos que foram afetados”, completou.

Incêndio durou cerca de 30 minutos | Divulgação/Escritório Distrital de Chatuchak
Incêndio durou cerca de 30 minutos | Divulgação/Escritório Distrital de Chatuchak
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Incêndio
Animais
Morte
Tailândia

Últimas notícias

Dez trabalhadores são regatados pela PF em situação análoga a escravidão no Mato Grosso do Sul

Dez trabalhadores são regatados pela PF em situação análoga a escravidão no Mato Grosso do Sul

Ação durou pouco mais de duas semanas em propriedades rurais na região do Pantanal
Deputada cassada por fazer harmonização com dinheiro público diz que provas foram forjadas

Deputada cassada por fazer harmonização com dinheiro público diz que provas foram forjadas

Silvia Waiãpi é acusada de utilizar recursos do Fundo Campanha para pagar o procedimento. Confira entrevista ao Poder Expresso
Governo define regras mais rígidas para distribuidoras de energia

Governo define regras mais rígidas para distribuidoras de energia

Segundo as novas normas, a satisfação do consumidor será um dos critérios de avaliação
Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Segundo as investigações, o grupo atuava em 15 estados
Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

"Por cinco meses, passei por isso", desabafou parlamentar que teve a bolsa encharcada
Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Prisões foram em cinco diferentes cidades do estado de São Paulo
Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Alta acontece após críticas do presidente Lula à decisão do Copom de manter taxa de juros
Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Virginia precisou largar os estudos para casar com seu namorado da época, que foi chamado para servir na Segunda Guerra Mundial
Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Assassino confesso de Marielle Franco, em 2018, foi transferido de presídio federal em MS, como benefício da delação
Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Para o ministro, o porte da erva para consumo próprio já não tem natureza criminal. Julgamento continua na próxima terça (26)
Publicidade
Publicidade