Publicidade

“Biden prioriza Israel em detrimento da própria vitória eleitoral”, analisa especialista sobre ataque a Rafah

Recente ataque de Israel a Rafah foi tema de discussão no Poder Expresso desta segunda-feira (27)

“Biden prioriza Israel em detrimento da própria vitória eleitoral”, analisa especialista sobre ataque a Rafah
Cidade de Rafah é bombardeada | Reprodução/@KufiyyaPS
Publicidade

O Poder Expresso desta segunda-feira (27) discutiu o recente ataque de Israel que deixou 45 mortos em Rafah, ao extremo sul da Faixa de Gaza. Em conversa com os jornalistas Léo Cavalcanti e Sergio Utsch, Bruno Huberman, professor de Relações Internacionais da PUC-SP, analisou as repercussões da agressão, citando que elas podem ter impacto até nas eleições americanas, que serão realizadas no próximo mês de novembro.

+Netanyahu reconhece "erro trágico" após ataque em Rafah matar dezenas de Palestinos

“O voto jovem, mais à esquerda, de comunidades árabes negras e do movimento estudantil, tem se posicionado contra a política externa de Biden em relação a Israel e aos horrores na Faixa de Gaza. Temos visto um enfrentamento direto ao presidente americano, com vários movimentos já afirmando que não irão votar”, afirmou Huberman.

Segundo o professor, a postura de Biden e dos Estados Unidos em relação a Israel, evitando sanções políticas, diplomáticas e econômicas a um aliado histórico, indicam um cálculo diferente do eleitoral.

“Joe Biden coloca sua reeleição em risco sabendo que irá perder, o que indica um cálculo político diferente do eleitoral. Ele está jogando outro jogo, que é manter o estado de Israel como aliado, assegurando interesses americanos naquela região. O próprio Biden já afirmou certa vez que se Israel não existisse, ‘teríamos que criar Israel’”, explicou Huberman.

Para o especialista, o sistema bipartidário americano permite ao partido democrata, do qual Biden faz parte, assumir a derrota nas próximas eleições para se posicionar bem pensando daqui a quatro anos, mantendo os interesses americanos intactos a partir da manutenção da aliança com Israel.

Ataque

Dois dias após a Corte Internacional de Justiça ter ordenado um cessar-fogo das operações militares em Rafah, Israel promoveu um ataque aéreo que deixou pelo menos 45 pessoas mortas e dezenas de feridas em um acampamento na região que fica ao extremo sul da Faixa de Gaza.

O ataque teria como alvo duas lideranças do Hamas, resultando, no entanto, em dezenas de mortes civis. A comunidade internacional tem condenado o ataque. Porta-vozes, representantes das Forças Armadas e o próprio primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, tem suavizado o discurso, afirmando que investigações serão feitas para descobrir possíveis irregularidades”.

“Israel acabou de cruzar de forma cruel a linha vermelha”, opinou Bruno Huberman.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Israel
Hamas

Últimas notícias

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Segundo as investigações, o grupo atuava em 15 estados
Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

"Por cinco meses, passei por isso", desabafou parlamentar que teve a bolsa encharcada
Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Prisões foram em cinco diferentes cidades do estado de São Paulo
Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Alta acontece após críticas do presidente Lula à decisão do Copom de manter taxa de juros
Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Virginia precisou largar os estudos para casar com seu namorado da época, que foi chamado para servir na Segunda Guerra Mundial
Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Assassino confesso de Marielle Franco, em 2018, foi transferido de presídio federal em MS, como benefício da delação
Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Para o ministro, o porte da erva para consumo próprio já não tem natureza criminal. Julgamento continua na próxima terça (26)
STF decide arquivar inquérito contra Google e Telegram

STF decide arquivar inquérito contra Google e Telegram

Relator do documento, Moraes seguiu parecer da PGR
Agência promete R$ 10 milhões para pequenas empresas do RS

Agência promete R$ 10 milhões para pequenas empresas do RS

Ricardo Capelli, presidente da ABDI, diz que agência vai fechar parceria em junho
Cidade de São Paulo registra mês de junho mais seco em 29 anos, diz CGE

Cidade de São Paulo registra mês de junho mais seco em 29 anos, diz CGE

A cidade registrou menos que 1 mm de chuva, menor índice desde 1995, quando iniciou as medições na capital
Publicidade
Publicidade