Publicidade

Ex-presidente do Peru, Alberto Fujimori é solto por motivos humanitários

Fujimori foi condenado em 2009 por violações dos direitos humanos

Ex-presidente do Peru, Alberto Fujimori é solto por motivos humanitários
fujimori em carro
Publicidade

O ex-presidente do Peru, Alberto Fujimori, foi libertado da prisão nesta 4ª feira (6.dez), por motivos humanitários, apesar do pedido de um tribunal regional de direitos humanos para adiar sua liberação. A Justiça determinou a soltura dele na 3ª feira (5.dez).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Fujimori, de 85 anos, cumpria uma sentença de 25 anos relacionada ao assassinato de 25 peruanos por esquadrões da morte na década de 1990. Presidente do Peru de 1990 a 2000, ele foi condenado em 2009 por violações dos direitos humanos. 

Vestindo uma máscara facial e recebendo oxigênio suplementar, Fujimori saiu pela porta da prisão e entrou em um veículo utilitário esportivo dirigido por sua nora. Ele sentou no banco de trás com o filho e a filha, a política de direita Keiko Fujimori.

Dezenas de apoiadores o aguardavam fora da prisão e cercaram o veículo quando ele tentou se mover. Ele se deslocou lentamente pelas ruas do bairro da prisão enquanto as pessoas cantavam e batiam nas janelas.

*com informações da Associated Press

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
noticias
mundo
peru
fujimori
prisao
solto

Últimas notícias

Exército de Israel confirma morte de brasileiro sequestrado pelo Hamas; corpo foi encontrado em Gaza

Exército de Israel confirma morte de brasileiro sequestrado pelo Hamas; corpo foi encontrado em Gaza

Forças de Defesa de Israel afirmam que Michel Nisenbaum, de 59 anos, foi morto no ataque de 7 outubro de 2023
ENGANOSO: Janja não combinou cena com militar e cachorro para divulgar vídeo nas redes sociais

ENGANOSO: Janja não combinou cena com militar e cachorro para divulgar vídeo nas redes sociais

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: caos, novas inundações em Porto Alegre e alerta de mais chuvas no RS

Brasil Agora: caos, novas inundações em Porto Alegre e alerta de mais chuvas no RS

Programa do SBT News traz as primeiras notícias do dia nas primeiras horas da manhã
Incêndio atinge empresa de óleo para carros em Guarulhos (SP)

Incêndio atinge empresa de óleo para carros em Guarulhos (SP)

Foram deslocadas 18 viaturas dos Bombeiros; local fica próximo da rodovia Dutra e do aeroporto internacional
Com três dias de festa, ordem de desfile do carnaval 2025 do Rio é definida

Com três dias de festa, ordem de desfile do carnaval 2025 do Rio é definida

Próximo ano terá quatro escolas por noite na Sapucaí, de domingo a terça; promessa é de ingressos mais baratos
SBT News na TV: Chuva volta a provocar enchentes no RS; Lula diz que deve vetar taxação de importados

SBT News na TV: Chuva volta a provocar enchentes no RS; Lula diz que deve vetar taxação de importados

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (24); assista!
Governo federal libera crédito de R$ 1,8 bi para recuperação do Rio Grande do Sul

Governo federal libera crédito de R$ 1,8 bi para recuperação do Rio Grande do Sul

Anúncio totalizou R$ 62,5 bilhões direcionados pela União ao enfrentamento da tragédia climática no estado
Dinheiro de acordos de leniência da Lava Jato deve ir para o RS, defende André Mendonça

Dinheiro de acordos de leniência da Lava Jato deve ir para o RS, defende André Mendonça

Ministro do STF fez a proposta nesta quinta-feira (23) em audiência de conciliação com entes públicos e empresas investigadas na operação
Campanha do SBT 'Juntos pelo Rio Grande do Sul' bate recorde em volume de doações

Campanha do SBT 'Juntos pelo Rio Grande do Sul' bate recorde em volume de doações

Materiais de limpeza e produtos de higiene estão entre as principais necessidades das vítimas das enchentes que assolam o estado
Presidente do Equador declara novo estado de emergência após aumento da violência

Presidente do Equador declara novo estado de emergência após aumento da violência

O decreto vale para sete das 24 províncias do país
Publicidade
Publicidade