Publicidade

Igreja Católica deve ser "purificada" após escândalos sexuais, diz papa

Francisco voltou a repudiar casos de abuso sexual promovidos pelo clero e fez apelo contra pedofilia

Igreja Católica deve ser "purificada" após escândalos sexuais, diz papa
Desde que se tornou papa, em 2013, Jorge Bergoglio vem aumentando os esforços para conter casos de abuso sexual nas igrejas | Reprodução/Vatican News
Publicidade

O papa Francisco voltou a repudiar os casos de abuso sexual promovidos pelo clero. Em declaração na 4ª feira (2.ago), durante a 37ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o pontífice fez um apelo contra a pedofilia, reforçando que a Igreja Católica precisa se submeter à "purificação constante", além de sempre ouvir e acolher as vítimas.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A declaração do papa aconteceu após uma investigação de Portugal, sede da JMJ deste ano, revelar que cerca de 4,4 mil casos de abusos sexuais contra menores foram cometidos em Igrejas Católicas do país nos últimos 70 anos. Segundo o relatório, a maioria dos abusos ocorreu nos distritos de Lisboa e Porto, com vítimas entre 10 e 14 anos. 

Falando a bispos, padres e freiras, Francisco afirmou que os crimes afastam cada vez mais fiéis da Igreja, uma vez que o "crescente distanciamento da prática da fé" é causado, sobretudo, pela decepção e raiva da população com o "mau testemunho" do clero. "A crise nos chama a uma purificação humilde e constante, partindo do grito angustiado das vítimas", disse o pontífice.

Além de Portugal, outros países promoveram investigações sobre casos de abuso na Igreja. Um dos últimos, divulgado em abril, foi feito pelos Estados Unidos, que apontou para o abuso de ao menos 600 crianças na Igreja Católica em Baltimore, em Maryland, entre 1940 a 2002. O documento lista como culpados padres, seminaristas, professores e outros integrantes da instituição.

+ "Vaticano trabalhará para que crianças ucranianas voltem para casa", diz papa

Desde que se tornou papa, em 2013, Jorge Bergoglio vem aumentando os esforços para conter casos de abuso sexual nas igrejas. Em 2021, por exemplo, o pontífice alterou a lei do Vaticano e ampliou as regras para punir clérigos que praticam o crime com qualquer pessoa, não apenas crianças, bem como em casos de omissão e negligência. 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
igreja catolica
purificada
escandalos sexuais
papa francisco
abusos sexuais
portugal
jornada mundial da juventude
vaticano
camila-stucaluc

Últimas notícias

Vítima de atentado contra Trump era bombeiro e tinha duas filhas

Vítima de atentado contra Trump era bombeiro e tinha duas filhas

Corey Comperatore, de 50 anos, foi ferido mortalmente pelos disparos de Thomas Crooks. Outros dois homens foram feridos gravemente
Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

O político faleceu na tarde deste domingo (14) em decorrência de complicações da diabetes
Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

"Deixem o FBI fazer o seu trabalho", diz presidente dos EUA. Segurança de convenção republicana será reforçada
Itamaraty condena ataque a Gaza com mais de 90 mortos e quase 300 feridos

Itamaraty condena ataque a Gaza com mais de 90 mortos e quase 300 feridos

Em nota, a pasta declarou que “o governo de Israel segue sabotando o processo de paz e o cessar-fogo no Oriente Médio”
Presidentes do Congresso e do STF condenam atentado contra Trump

Presidentes do Congresso e do STF condenam atentado contra Trump

Pacheco alertou para sucessão de "atos extremistas que vêm se repetindo mundo afora"
Atirador que tentou matar Trump carregava explosivos em seu carro

Atirador que tentou matar Trump carregava explosivos em seu carro

Thomas Matthew Crooks atingiu o ex-presidente de raspão, feriu gravemente duas pessoas presentes e causou a morte de outra
Publicidade
Publicidade