Publicidade

Justiça Eleitoral condena Lula e Boulos por pedido de votos no 1º de Maio

Presidente terá que pagar R$ 20 mil; deputado federal foi condenado em R$ 15 mil; políticos podem recorrer

Justiça Eleitoral condena Lula e Boulos por pedido de votos no 1º de Maio
Sentença foi proferida no âmbito de representações movidas Novo, MDB e PP | Reprodução/Canal Gov
Publicidade

O juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, da 2ª Zona Eleitoral de São Paulo, condenou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o deputado federal Guilherme Boulos (Psol) a multas nos valores de R$ 20 mil e R$ 15 mil, respectivamente, por propaganda eleitoral antecipada no Ato Unificado em Comemoração do 1º de Maio, na capital paulista. Na ocasião, Lula pediu votos para Boulos, pré-candidato a prefeito de São Paulo.

+ Comissão da Câmara aprova criação de delegacias especializadas em proteção animal

A sentença de Sorci é desta sexta-feira (21) e foi proferida no âmbito de representações por propaganda eleitoral antecipada no episódio, movidas pelos diretórios municipais do Novo e do MDB e o diretório nacional do PP contra o petista e o deputado.

"No que esse refere à conduta do representado Luiz Inácio, resta inquestionável a prática do ilícito eleitoral. Está configurada a propaganda eleitoral antecipada pelo pedido explícito de voto", diz o juiz eleitoral.

"Veja-se que do discurso do referido representado há menção expressa de pedido de voto ao público presente na Neo Química Arena, como '(...) se vocês votarem no Boulos para prefeito de São Paulo(...)', '(...) tem que votar no Boulos para prefeito de São Paulo (...)'".

Segundo o juiz, no discurso, é feito "um verdadeiro apelo aos presentes para que votem em Guilherme Boulos para prefeito de São Paulo no pleito vindouro".

Sorci pontua que embora as defesas do presidente e do deputado "muito se esforcem" para tentar persuadi-lo de que o discurso deve ser considerado como posicionamento político, enaltecimento das qualidades pessoais por parte de Lula em relação a Boulos, e que tudo que foi falado se encontra amparado pelo direito da liberdade de expressão, "não há como afastar a ilicitude de uma conduta claramente transgressora dos ditames legais".

+ Lula diz para mulher "parar de ter filho" e chama presidente da Caixa de "gordinho simpático"

Em relação à conduta de Boulos no caso, o juiz diz que "também não há como afastar seu caráter ilícito, apenas atenuar sua responsabilização". Conforme Sorci, com o "traquejo inerente dos políticos profissionais, de carreira", Boulos poderia ter feito uma intervenção discreta, sutil, quando Lula fez o pedido de votos, "de forma a amenizar aquela conduta que ambos, pela experiência que têm, sabiam irregular". Porém, acrescenta, ambos "assumiram o que se chama popularmente de 'risco calculado'.

Nas palavras de Sorci, "ao manter-se omisso, Guilherme Boulos chancelou a conduta do representado Luiz Inácio e dela passou a ser ciente e beneficiário devendo, portanto, ser responsabilizado também".

Para calcular o valor das multas, o juiz considerou, por exemplo, que a propaganda eleitoral antecipada ocorreu em uma festividade de grande porte, promovida pelas centrais sindicais e outros financiadores, e o fato de Lula ter se apresentado no evento na qualidade de presidente da República, "acompanhado de outros Ministros de Estado e de seu vice-presidente, cercado de todo o aparato institucional e guarnecido de suporte público para sua participação".

+ Senado aprova novas regras para seguro privado no país

Cabe recurso da sentença. Em nota, a pré-campanha de Boulos disse que vai recorrer. "O prefeito Ricardo Nunes, ele sim, tem usado a máquina pública para promoção pessoal", acrescentou.

A nota prossegue: "Nunes é alvo de duas representações do Psol por uso da máquina pública e campanha eleitoral antecipada", acrescentou".

Segundo a pré-campanha de Boulos, as ações citam reportagens veiculadas pela imprensa envolvendo o uso de servidores para compor "claque de apoio" ao atual prefeito da capital em eventos custeados pela prefeitura, bem como falas de Nunes "usando eventos custeados pela prefeitura insinuando a necessidade de sua própria reeleição e fazendo ataques ao deputado Guilherme Boulos".

O SBT News perguntou ao diretório paulista do PT se também vai recorrer da sentença proferida nesta sexta. A reportagem será atualizada se houver retorno.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Justiça
Política
Lula
Guilherme Boulos
Eleições
São Paulo

Últimas notícias

Eleições Municipais 2024: Em Belém, Edmilson Rodrigues tenta reeleição mas enfrentará bolsonarista e divisão de votos

Eleições Municipais 2024: Em Belém, Edmilson Rodrigues tenta reeleição mas enfrentará bolsonarista e divisão de votos

Além de vieses ideológicos, disputa na capital do Pará soma oito pré-candidatos e deve ter projeção nacional pela COP 30
"Ainda Estou Aqui", novo filme de Walter Salles, concorre ao Leão de Ouro no Festival de Veneza; veja lista

"Ainda Estou Aqui", novo filme de Walter Salles, concorre ao Leão de Ouro no Festival de Veneza; veja lista

Longa reúne novamente diretor e estrela de "Central do Brasil", Fernanda Montenegro; elenco ainda traz Selton Mello e Fernanda Torres
Tabata Amaral, pré-candidata do PSB  à prefeitura de São Paulo, é sabatinada

Tabata Amaral, pré-candidata do PSB à prefeitura de São Paulo, é sabatinada

Deputada federal é a terceira a participar de rodada de entrevistas promovida pelo SBT News, em parceria com a rádio Novabrasil
ENGANOSO: Vídeo enganoso sugere imposto de 26,5% sobre todo autônomo; reforma tributária cria exceções

ENGANOSO: Vídeo enganoso sugere imposto de 26,5% sobre todo autônomo; reforma tributária cria exceções

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Funcionária é demitida por justa causa após difamar empresa no LinkedIn

Funcionária é demitida por justa causa após difamar empresa no LinkedIn

Trabalhadora tentou recorrer, mas decisão foi mantida pela Justiça de Minas Gerais
Brasil Agora: Fazenda anuncia bloqueios no Orçamento; Kamala sobe tom contra Trump

Brasil Agora: Fazenda anuncia bloqueios no Orçamento; Kamala sobe tom contra Trump

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta terça-feira (23)
Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 61 milhões nesta terça-feira (23)

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 61 milhões nesta terça-feira (23)

Apostas podem ser feitas em casas lotéricas ou pela internet até as 19h
Presidente da Colômbia assina projeto de lei que proíbe touradas no país

Presidente da Colômbia assina projeto de lei que proíbe touradas no país

Medida atende pedidos de ativistas dos direitos dos animais; implementação será gradual até 2027
Servidores rejeitam proposta de reajuste do governo e anunciam greve geral

Servidores rejeitam proposta de reajuste do governo e anunciam greve geral

Paralisação acontecerá entre 31 de julho e 1 de agosto; serviços de fiscalização e de abastecimento de luz e água podem ser afetados
Ataque israelense deixa 70 mortos e 200 feridos na Faixa de Gaza

Ataque israelense deixa 70 mortos e 200 feridos na Faixa de Gaza

Exército alegou que integrantes do Hamas estavam se escondendo em zona humanitária
Publicidade
Publicidade