Publicidade

Vara de Bretas é declarada incompetente para julgar Fatura Exposta

De acordo com o colegiado, não existe conexão entre os fatos investigados

Vara de Bretas é declarada incompetente para julgar Fatura Exposta
Publicidade

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou a incompetência do juízo da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, liderada pelo juíz Marcelo Bretas, para processar e julgar ações penais das investigações: Operação Fatura Exposta e casos conexos investigados nas Operações Ressonância e S.O.S.  

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

De acordo com o colegiado, durante a sessão desta 3ª feira (07.dez), os autos deverão ser livremente distribuídos na Justiça Federal do Rio de Janeiro, e caberá ao novo juízo decidir sobre a convalidação dos atos decisórios praticados pelo juízo declarado incompetente. A decisão foi proferida no julgamento do Habeas Corpus (HC) 203261 e impetrado pela defesa do empresário Miguel Iskin, investigado na Operação Ressonância, que aura possíveis crimes relacionados ao fornecimento de equipamentos médicos para o Estado do Rio de Janeiro.  

No STF, os advogados pediam o reconhecimento da ilegalidade da criação de um "juízo universal" para o processamento e o julgamento de todas as operações iniciadas pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro e alegavam a ausência de conexão entre as Operações Calicute e Fatura Exposta, que atrairia a competência da 7ª Vara Federal Criminal do RJ. 

O ministro Gilmar Mendes, observou, ao votar pela concessão do HC que não há conexão necessária entre as provas produzidas na Operação Calicute, ligada a crimes que envolvem a Secretaria de Obras, e a Operação Fatura Exposta, que pressupõe crimes praticados na Secretaria de Saúde estadual e no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (into).  

Gilmar Mendes citou o trecho de parecer jurídico anexado aos autos, segundo o qual os supostos esquemas criminosos foram operados em repartições públicas distintas, para beneficiar conjuntos empresariais diversos. O ministro frisou, ainda, que a única ligação entre as operações Calicute e Fatura Exposta é a colaboração premiada de Sérgio Romero, ex-assessor jurídico do Into e ex-subsecretário de Saúde do Rio de Janeiro. A seu ver, o reconhecimento da competência da 7ª Vara, no caso, ofende outra regra consolidada pelo STF, de que a colaboração premiada como meio de obtenção de prova não constitui critério de determinação, modificação ou concentração de competência. 

Os ministros Ricardo Lewandowski e Nunes Marques acompanharam o relator.  

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
marcelo bretas
stf
fatura exposta
operação ressonância
s.o.s
miguel iskin
ricardo lewandowski
nunes marques
justica

Últimas notícias

Boulos recebe dois milhões de interações nas redes, ganhando de Tabata e Nunes

Boulos recebe dois milhões de interações nas redes, ganhando de Tabata e Nunes

No intervalo de 30 dias, o prefeito de São Paulo conseguiu 170 mil interações; militância de Bolsonaro ainda não aderiu a Nunes
FALSO: É falso que Lula tenha inaugurado obra da transposição do São Francisco já inaugurada por Bolsonaro

FALSO: É falso que Lula tenha inaugurado obra da transposição do São Francisco já inaugurada por Bolsonaro

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Mega-Sena acumula pela oitava vez e prêmio vai a R$ 72 milhões

Mega-Sena acumula pela oitava vez e prêmio vai a R$ 72 milhões

Apostas para o próximo concurso podem ser feitas até as 19h00 de quinta-feira (18)
Greve em universidades: governo espera chegar a acordo com professores na sexta-feira (19)

Greve em universidades: governo espera chegar a acordo com professores na sexta-feira (19)

Categoria reivindica reestruturação de carreira e recomposição salarial
Pagodeiro "proibidão" era "empresário" dos negócios ligados ao PCC, diz MP

Pagodeiro "proibidão" era "empresário" dos negócios ligados ao PCC, diz MP

Latrell Brito usava empresas dele e de laranjas para simular concorrência em contratações de prefeituras alvos da Operação Munditia
Brasil Agora: Lula na Colômbia, PEC antidrogas e cadáver em agência bancária

Brasil Agora: Lula na Colômbia, PEC antidrogas e cadáver em agência bancária

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (16)
Tribunal define primeiros jurados para julgamento de Trump em NY

Tribunal define primeiros jurados para julgamento de Trump em NY

Ex-presidente dos EUA é acusado de subornar atriz pornô durante período eleitoral; júri será composto por 12 pessoas
Musk x Moraes: STF autoriza depoimentos de representantes do X no Brasil

Musk x Moraes: STF autoriza depoimentos de representantes do X no Brasil

Decisão faz parte do inquérito que investiga empresário por suposta obstrução de Justiça e incitação ao crime
+Milionária sorteia prêmio de R$ 173 milhões nesta quarta-feira (17)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 173 milhões nesta quarta-feira (17)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Zelensky assina lei para aumentar recrutas e preencher linha de frente na Ucrânia

Zelensky assina lei para aumentar recrutas e preencher linha de frente na Ucrânia

Decisão acontece em meio ao aumento da ofensiva russa no país
Publicidade
Publicidade