Publicidade

Guerra na Ucrânia: mísseis russos atingem Polônia e matam duas pessoas

Prédios residenciais em Kiev também foram atacados após Zelensky sinalizar fim da guerra

Guerra na Ucrânia: mísseis russos atingem Polônia e matam duas pessoas
Dois mísseis russos caíram na cidade polonesa de Przewodów
Publicidade

Duas pessoas morreram nesta 3ª feira (15.nov) durante uma explosão depois que mísseis russos atingiram uma vila na Polônia, em Przewodów, perto da fronteira com a Ucrânia. 

Segundo a agência Associated Press, o porta-voz do governo polonês, Piotr Mueller, não confirmou imediatamente a informação de um alto funcionário da inteligência dos EUA, que falou sob condição de anonimato devido à natureza delicada da situação. Mas Mueller disse que os principais líderes estavam realizando uma reunião de emergência devido a uma "situação de crise".

A Polônia é país-membro da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

A vizinha Moldávia também foi afetada. Uma autoridade local relatou grandes interrupções de energia depois que os ataques derrubaram uma importante linha que abastece a pequena nação.

Ataques por toda a Ucrânia

A Rússia voltou a atacar Kiev e outras grandes cidades da Ucrânia nesta 3ª feira (15.nov), no mesmo dia em que líderes do G20 pediram em conjunto que os bombardeios fossem interrompidos. No início da manhã mísseis atingiram prédios residenciais na capital da Ucrânia, Kiev. 

Pelas redes sociais, o prefeito da cidade, Vitali Klitschko, confirmou a ofensiva. "Há um ataque contra a capital. De acordo com informações preliminares, dois prédios residenciais foram atingidos no distrito de Pechersk. Vários mísseis foram disparados sobre Kiev por sistemas de defesa aérea. Médicos e socorristas estão no local dos ataques", afirmou o prefeito num comunicado divulgado no Telegram.

Horas antes do novo ataque, o presidente da Ucrânia Volodymir Zelensky, em discurso na cúpula do G20 afirmou que este é um bom momento para o fim da guerra. Zelenski pediu ao G20 que pressione o Kremlin pela paz.

"Estou convencido que agora é o momento em que a guerra pode e deve ser interrompida", afirmou ele por vídeo em reunião com os países mais ricos do mundo.

O chefe do gabinete presidencial ucraniano, Andriy Yermak, afirmou que o ataque em Kiev, foi uma resposta ao discurso de Volodymir Zelensky. "A Rússia responde ao forte discurso de Zelenski no G20 com um novo ataque com mísseis. Alguém acha que o Kremlin realmente quer paz? Ele quer obediência. Mas no fim do dia, terroristas sempre saem perdendo", afirmou Andriy Yermak, chefe do gabinete presidencial ucraniano, no Twitter.

Mísseis provocam blecaute no Centro de Kiev na Ucrânia | AP Photo/ Andrew Kravchecko 
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
guerra na ucrânia
guerra

Últimas notícias

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Pacote de reformas enviado pelo governo Milei está em debate no Senado
Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

O prazo de concessão será de 25 anos, de acordo com a Secretaria de Educação do estado
Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

O ministro deu mais 180 dias para conclusão das investigações, atendendo a pedido feito pela Polícia Federal (PF)
Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Presidente brasileiro participou de abertura de evento no Rio de Janeiro que reúne investidores árabes e brasileiros
Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Texto foi aprovado na forma de um substitutivo da relatora, senadora Damares Alves (Republicanos-DF), e volta agora à Câmara dos Deputados
Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

A acusação da deputada foi após uma fala de Nikolas na reunião da Comissão da Defesa dos Direitos das Mulheres, na última quarta-feira
"Queremos liderar a transição energética", diz Mercadante, presidente do BNDES

"Queremos liderar a transição energética", diz Mercadante, presidente do BNDES

Executivo destacou investimentos do banco de desenvolvimento em energia limpa e disse que Brasil está aberto para parcerias comerciais
Câmara aprova urgência de projeto que iguala aborto ao crime de homicídio

Câmara aprova urgência de projeto que iguala aborto ao crime de homicídio

Defendida por conservadores, proposta agrava punição para pausa na gravidez com mais de 22 semanas
Câmara aprova urgência de projeto que restringe delações premiadas de presos

Câmara aprova urgência de projeto que restringe delações premiadas de presos

Texto limita ações da Justiça e coloca acordo como alternativa apenas em casos voluntários, além de oferecer recurso a afetados por delações
Dólar sobe e fecha cotado a R$ 5,40 com preocupação com os gastos do governo

Dólar sobe e fecha cotado a R$ 5,40 com preocupação com os gastos do governo

No exterior, a perspectiva de um corte mais lento na taxa de juros dos Estados Unidos também teve impacto
Publicidade
Publicidade