Publicidade

"Nunca foi tão urgente" retomar cooperação, diz Lula na abertura da Cúpula da Amazônia

Encontro, que começou nesta 3ª, quer fortalecer relações entre os 8 países que têm a floresta em seus territórios

"Nunca foi tão urgente" retomar cooperação, diz Lula na abertura da Cúpula da Amazônia
lula durante discurso na abertura da Cúpula da Amazônia
Publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, durante discurso de abertura da Cúpula da Amazônia, na manhã desta 3ª feira (8.ago), que "nunca foi tão urgente" retomar o diálogo e a cooperação entre os oito países que têm a floresta em seus territórios (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

+ Cúpula da Amazônia começa com apelo para fim da exploração de petróleo

"Há 14 anos que não nos reuníamos. É a primeira vez que o fazemos aqui no Pará e a primeira vez em um contexto de severo agravamento da crise climática. Nunca foi tão urgente retomar e ampliar essa cooperação. Os desafios da nossa era, e as oportunidades que surgem, demandam ação conjunta", afirmou Lula.

Ainda em seu discurso, o presidente brasileiro destacou que a Cúpula, que reúne governos, sociedade civil e acadêmicos, tem três grandes propósitos:

- Discutir e promover uma nova visão de desenvolvimento sustentável e inclusivo na região, combinando a proteção ambiental com a geração de empregos dignos e a defesa dos direitos de quem vive na Amazônia

- Medidas para o fortalecimento da Organização do Tratado de Cooperação da Amazônia (OTCA)

- Fortalecer o lugar dos países detentores das florestas tropicais na agenda global, em temas que vão do enfrentamento à mudança do clima à reforma do sistema financeiro internacional

O petista ainda afirmou que o resultado da reunião deve ser visto na "Declaração de Belém", documento que propõe ações conjuntas para a Amazônia e que é negociado pelos oito países membros da OTCA.

+ Cúpula Amazônia começa nesta 3ª feira com forte esquema de segurança

O que é a Cúpula da Amazônia?

A Cúpula da Amazônia, que acontece nos dias 8 e 9 de agosto, no Pará, faz parte da retomada das políticas públicas para a região amazônica. O evento conta com a presença de líderes dos oito países que possuem território amazônico - Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela, além de representantes de outras seis nações, como Congo, França, Alemanha e Noruega.

Segundo o Governo Federal, o principal objetivo é produzir uma posição de consenso a respeito da floresta amazônica, impedindo-a que chegue ao ponto de inflexão. O documento com esta posição será entregue pelas autoridades brasileiras aos 193 Estados-membros no debate geral da Assembleia Geral das Nações Unidas, que ocorrerá em setembro de 2023, à Conferência das Mudanças Climáticas (COP-28) e a outros fóruns internacionais.

No mesmo período em que acontece a Cúpula, especialistas, ativistas, organizações de povos indígenas e comunicadores se reúnem para a Assembleia dos Povos da Terra para a Amazônia. A ideia é influenciar os participantes da Cúpula da Amazônia sobre discussões necessárias e acordar um processo para salvar a Amazônia da atividade humana e das alterações climáticas, bem como conter as violações dos direitos dos povos indígenas.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
sbt
noticias
governo
cúpula
amazônia
cúpula da amazônia
lula
discurso
abertura
floresta
amazônica
países
membros
otca
brasil
bolivia
colombia
equador
guiana
suriname
venezuela
crise
climática
clima
meio
ambiente

Últimas notícias

Processos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht são anulados por Toffoli

Processos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht são anulados por Toffoli

Ministro do STF diz ter ocorrido "conluio processual" do ex-juiz Moro e de procuradores da República da força-tarefa da Lava Jato
Mourão critica políticos por “exploração” da calamidade após chuvas no RS

Mourão critica políticos por “exploração” da calamidade após chuvas no RS

Para senador, tanto aliados quanto nomes da esquerda têm feito “filminhos” para beneficiar projetos políticos
Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Magistrada é acusada de disseminar informações falsas ao afirmar que a vereadora estava “engajada com bandidos” e foi eleita com a ajuda do Comando Vermelho
Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Entre pontos principais da solução apresentada, estão parcelas de reajuste de 9% em janeiro de 2025 e 5% em abril de 2026
Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Segundo relator, líder Jaques Wagner, proposta deve ser atualizada e votação sai na próxima semana
Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Pregão havia sido autorizado para evitar a alta de preços do produto depois das enchentes no Rio Grande do Sul
Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Vítima tinha 33 anos e teve contato com água de inundação
Lira vai criar dois grupos de deputados para avaliar regras da reforma tributária

Lira vai criar dois grupos de deputados para avaliar regras da reforma tributária

Na expectativa do parlamentar, novo formato deve permitir conclusão de votações na Câmara antes do fim do primeiro semestre
Milionário, cantor sertanejo, está internado após AVC

Milionário, cantor sertanejo, está internado após AVC

Artista da dupla com José Rico está consciente e se comunica com familiares
Comissão aprova proibição de recursos públicos a eventos esportivos sem igualdade entre gêneros

Comissão aprova proibição de recursos públicos a eventos esportivos sem igualdade entre gêneros

Projeto de Lei recebeu parecer favorável da senadora Janaína Farias (PT-CE) e segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)
Publicidade
Publicidade